Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quinta-feira 04 Março |
São Casimiro
home iconReligião
line break icon

A “Querida Amazônia” e questões diversas

ANDREAS SOLARO/AFP/East News

Vanderlei de Lima - publicado em 02/03/20

Celibato sacerdotal, diaconisas, inculturação, a Igreja e as questões científicas e econômicas

A Exortação apostólica Querida Amazônia, de 02/02 último, foi desconcertante aos desejosos de que ela aparecesse como uma cópia fiel do tendencioso Instrumentum laboris (Instrumento de trabalho) que tanto abalou a não poucos católicos. 

Sim, o Papa Francisco seguiu caminhos opostos a várias reivindicações feitas no sentido de “avançar” a disciplina da Igreja em múltiplas questões, de um modo especial no que diz respeito ao celibato sacerdotal, à ordenação de diaconisas como versão feminina dos diáconos e à inculturação. Já tratamos, na época das confusões causadas pelo Instrumentum laboris, desses temas em diversos artigos. O que dissemos vem confirmado na Querida Amazônia. Relembremos, por ora, apenas cinco pontos.

  1. O celibato sacerdotal: embora seja norma disciplinar da Igreja que não toca, de modo direto, questões de fé e moral, foi mantido. Sua base bíblica está em 1Cor 7,25-35 e Mt 19,12; uma série de santos, papas e concílios o confirmaram. O primeiro foi o Concílio regional de Elvira, já por volta do ano 300. Para um estudo atualizado do tema muito recomendamos: Paulo VI, Sacerdotalis caelibatus, de 24/06/1967.
  2. As diaconisas: pensavam alguns que elas deveriam ser a versão feminina do diaconato concedido aos homens como o primeiro grau do sacramento da Ordem. Ora, tal proposta não encontra fundamento na Escritura e na Tradição, por isso, o Papa Francisco – ainda que deseje reestudá-la melhor –, a princípio, a rejeitou. Sim, as diaconisas, de acordo com os estudos que temos, não são recebiam o sacramento da Ordem, mas uma bênção para o exercício de um ministério na Igreja. Dom Estêvão Bettencourt, OSB, afirma que “nunca na Liturgia e no Direito antigos, a diaconisa foi equiparada ao diácono; ao contrário, sempre lhe foram vedadas as funções do diácono e do presbítero, apesar das investidas para exercê-las” (Pergunte e Responderemos n. 500, fevereiro de 2004, p. 78).
  3. A inculturação: Aqui, o Santo Padre – ao contrário da revolução esperada por alguns – repetiu, a seu modo, o conceito da Constituição Gaudium et spes, n. 44, do Concílio Vaticano II. Um documento da Comissão Teológica Internacional, órgão ligado à Congregação para a Doutrina da Fé, assegura que, apesar de cada cultura ter, é claro, seus bons elementos, “não podemos, no entanto, esquecer a transcendência do Evangelho em relação a todas as culturas humanas, em que a fé cristã está vocacionada a enraizar-se e a desenvolver-se com todas as suas virtualidades. Por muito grande que deva ser o respeito por tudo o que é verdadeiro e santo na herança cultural de um povo, esta atitude não vai até à exigência de conferir um caráter absoluto a essa herança cultural. Ninguém pode esquecer que, desde a origem, o Evangelho foi ‘escândalo para os judeus e loucura para os pagãos’ (1Cor 1,23). A inculturação que busca a via do diálogo entre as religiões nunca poderá apadrinhar o sincretismo” (CTI. Fé e inculturação, 1988, cap. III, n. 14). Afinal, o contrário disso seria negação do Evangelho ou a apostasia (cf. Catecismo da Igreja Católican. 2089).
  4. A Igreja e as questões científicas e econômicas: no capítulo 1 da Exortação, o Papa trata de questões científicas e econômicas. Como há de se portar o católico frente à questão? – Deve portar-se como a Igreja ensina. Em temas diretamente de fé e moral, o fiel tem, conforme o grau de assentimento exigido pelo documento, de ser submisso ao Magistério da Igreja. Contudo, em questões meramente temporais, o Magistério não tem autoridade decisória (cf. Pio XI. Encíclica Quadragesimo Anno, de 15/05/1931, cap. II, Introdução; Pe. Jesus Bujanda, SJ. Manual de teologia dogmática. Porto: Livraria Apostolado da Imprensa, 1944, p. 92, e Eloy B. de La Fuente. Eclesiología. Madri: BAC, 2004, p. 244, por exemplo). Nesta área, é possível, desde que seriamente embasado, não seguir ou até mesmo corrigir, respeitosamente, o Papa ou os demais Bispos, caso se veja que eles confiaram em fontes suspeitas, tendenciosas ou errôneas (cf. Código de Direito Canônico, cânon 212 §3; Pergunte e Responderemos n. 222, junho de 1978, p. 253).

Tags:
AmazôniaCelibatoDoutrinaSínodo
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
MIRACLE
Maria Paola Daud
Mateo se perdeu no mar… e apareceu nos braços do pai
2
SAINT JOSEPH
Philip Kosloski
10 coisas sobre São José que você precisa saber
3
MADONNA
Maria Paola Daud
A curiosa imagem da Virgem Maria protetora contra o coronavírus
4
missionárias mártires iêmen
Reportagem local
A corajosa última oração destas 4 freiras antes de serem mortas p...
5
KOMUNIA NA RĘKĘ
Claudio de Castro
Padre chora copiosamente diante da falta de respeito com a Eucari...
6
READING
Gelsomino Del Guercio
3 regras fundamentais para os leitores da missa
7
A Fé Explicada
Quais são os erros litúrgicos mais comuns na missa?
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia