Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Receba diretamente no seu email os artigos da Aleteia.
Cadastrar-se

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Mais forte que o coronavírus: o coro que não existe e sua incrível interpretação

Compartilhar

O vídeo “Helplessly Hoping” destes estudantes romanos viralizou no mundo

Em tempos de isolamento do coronavírus, a criatividade e o desejo de comunicar dos jovens também se expressam pela música.

Os jovens do “Coro que não existe”, que reúne os melhores alunos de diferentes coros das escolas romanas, fizeram uma gravação da música “Helplessly Hoping”, cada um em sua casa. E foi um sucesso estrondoso.

A canção, interpretada com grande sentimento pelos jovens, representa o espírito de solidariedade e união dos dias de hoje.

A música, apresentada na versão a cappella, é do grupo americano de folk-rock Crosby, Sill & Nash, e foi gravada pela primeira vez em 1968 em Hollywood.

Os protagonistas do vídeo são os alunos dos institutos Keplero, Albertelli, Visconti, De Sanctis, Calamendrei, Virgilio, Mamiani, com a participação de alguns estudantes universitários e uma enfermeira.

A força deste coro, dirigido pelo Maestro Dodo Versino, está na capacidade de envolver os jovens não apenas no nível artístico, mas também no nível humano e de comunhão.

Não deixe de ver o vídeo no box do início do artigo.

Boletim
Receba Aleteia todo dia