Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quinta-feira 17 Junho |
São Ranieri de Pisa
home iconAtualidade
line break icon

Coronavírus e fome: menino boliviano anda 8 km atrás de comida para 7 irmãos

BOLIVIA

Facebook | Calentando Corazones Bolivia

Pablo Cesio - publicado em 01/04/20 - atualizado em 01/04/20

A fome é um drama colateral cada vez mais evidente na epidemia de Covid-19 na América Latina

Luis Marcelo tem 11 anos de idade. Ele tomou coragem e partiu do bairro de Virgen de Luján, em Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, e percorreu 8 quilômetros a pé até a região da Avenida Cristo Redentor, no centro da cidade, com um objetivo bastante concreto: conseguir comida para os 7 irmãozinhos, que estão confinados em casa por causa da pandemia da Covid-19.

O menino tinha ficado sabendo que uma fundação chamada Calentando Corazones (Aquecendo Corações) estava doando cestas para famílias carentes. Ele queria ganhar uma delas para os seus irmãos.

A história de Luis Marcelo, divulgada pelo jornal boliviano El Deber, escancara um drama colateral ligado ao avanço do coronavírus na Bolívia e no resto da América Latina: a fome.

Os pais das crianças são um pedreiro desempregado e uma dona-de-casa igualmente sem renda. O casal, que já lutava para alimentar os oito filhos, agora está dependendo de ajuda do próximo, só que o próximo ficou ainda mais distante por conta das regulamentações de afastamento social voltadas a reduzir a curva dos contágios. O governo anunciou auxílios à população carente, mas muitos cidadãos ainda não receberam nada.

Luis Marcelo não podia esperar mais.

“Faz três dias que a gente não come. A gente estava comendo um ovo com arroz, mas acabou faz três dias”.

A estarrecedora declaração foi feita à mídia local.

Luis Marcelo chegou às portas da fundação bem a tempo de conseguir uma das cestas.

“Eu estava com medo que a polícia me pegasse porque eu tinha saído para a rua”.

Foi a própria fundação que divulgou o esforço de Luis Marcelo nas redes sociais, o que tocou o coração de muitos: algumas ajudas começaram a chegar até a família.

Mas quanto essa ajuda vai durar? E a quantas outras famílias esse tipo de ajuda vai chegar?


HAITI

Leia também:
E o coronavírus chega ao Haiti

Tags:
Coronavírusfome
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
BABY GIRL
Mathilde de Robien
12 nomes de meninas cujo significado é ligado a Deus
2
Lucía Chamat
A curiosa foto de “Jesus” que está comovendo a Colômb...
3
POPE FRANCIS - PENTECOST MASS - SUNDAY
Comunidade Shalom
Depois da Comunhão, o que (e por quem) é mais aconselhável rezar?
4
Reportagem local
Poderoso filme de 1 minuto sobre casamento rende prêmio a cineast...
5
PASSION OF THE CHRIST
Cerith Gardiner
7 provações e tribulações que Jim Caviezel enfrentou ao interpret...
6
Reportagem local
Papa Francisco explica quais são os piores inimigos da oração
7
Nhá Chica
Aleteia Brasil
A beata brasileira Nhá Chica e sua singela explicação: “É p...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia