Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Alimente o seu espírito. Receba grátis os artigos da Aleteia toda manhã.
Inscreva-se

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

No Domingo de Ramos Jesus nos visitou em nossas casas

NIEDZIELA PALMOWA
Pascal Deloche / Godong
Compartilhar

Foi uma celebração diferente daquelas a que estávamos acostumados a ver

Com as medidas de isolamento social, as igrejas fechadas para o público, as celebrações da Semana Santa começaram de uma forma completamente diferente daquela que nos acostumamos a ver durante toda a nossa vida.

Normalmente nas paróquias os fiéis se reuniam para relembrar a entrada de Jesus em Jerusalém, saudando-O com ramos.

Desta vez fomos orientados a ficar em isolamento social e foi Jesus quem nos visitou, casa a casa. Os sacerdotes saíram às ruas com o Santíssimo, anunciando o Salvador e abençoando as famílias.

Na Bíblia temos muitas passagens nas quais o povo vai ao encontro de Jesus. Mas também temos aquelas em que Jesus se dirige a quem precisa.

Foi assim quando Lázaro morreu (João 11). Chegando lá, mandou que abrissem o túmulo onde Lázaro havia sido enterrado e o ressuscitou.

Jesus também foi à casa de Jairo quando sua filha ficou doente (Lucas 8, 40-56). Enquanto as outras pessoas diziam que a menina havia morrido, Ele disse: “Não temas; crê somente e ela será salva”. E dentro da casa, Jesus segurou na mão da menina e ordenou: “‘Menina, levanta-te!’ Voltou-lhe a vida e ela levantou-se”.

E quando os discípulos seguiam de barco rumo a Cafarnaum e enfrentaram uma tempestade, Jesus foi ao encontro deles caminhando sobre as águas (João 6, 16-21).

E neste Domingo de Ramos, em luta contra o coronavírus, Jesus nos visitou. Que nossa casa, assim como nosso coração esteja aberto para recebê-Lo.

Mas não nos esqueçamos da verdadeira lição de Jesus, que foi a de servir. Naquele tempo, a manifestação popular foi substituída pelos gritos pedindo sua condenação.

Que esta Semana Santa nos mostre que não devemos focar no Rei aclamado, mas no Cordeiro imolado, que venceu a morte, ressuscitou no terceiro dia e se tornou o Rei da Vida. Que passou pelo sofrimento da Cruz, para triunfar na Glória do Pai. E que caminha ao nosso lado, sempre nos socorrendo em nossas necessidades.

 

Boletim
Receba Aleteia todo dia