Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quinta-feira 29 Outubro |
São Colmano
home iconEspiritualidade
line break icon

Como viver o Tríduo Pascal em meio à pandemia de coronavírus

Renata Sedmakova | Shutterstock.com

Padre Reginaldo Manzotti - publicado em 07/04/20

A cada dia o cenário dessa pandemia muda, mas nada muda o maior acontecimento da história da humanidade: a Paixão, Morte e Ressurreição do Senhor Jesus

Meus irmãos, estamos na reta final da nossa caminhada quaresmal e este ano estamos vivendo esse período de forma diferenciada. As orientações para conter a pandemia no coronavírus nos colocaram reclusos em casa. Essa medida é extremamente necessária para o bem de todos nós, como nos inspira a Campanha da Fraternidade “Viu, sentiu compaixão e cuidou dele”. Se nesse momento o cuidado não pode ser físico, devemos expressar em plenitude os cuidados com a prevenção individual que resultam no bem comum e principalmente na oração uns pelos outros. Se cada um fizer sua parte, tudo vai dar certo!

Aproveitemos este tempo de reclusão para torná-lo algo fecundo, de conversão. Façamos uma análise dos nossos sentimentos e comportamento em relação a nossa vida, do que nos é realmente essencial. Aproveitemos esse tempo de isolamento social para resgatarmos o valor que as pessoas têm em nossa vida e lembrar de como precisamos uns dos outros. Estamos todos no mesmo barco, na mesma casa comum. Se podemos tirar algo bom de toda essa tragédia é justamente a proximidade que o isolamento social provocou. Parece contraditório, mas a distância física nos aproximou, nos tornamos mais solidários, pois deixamos de pensar no “eu” para pensar em “nós”. Em meio a luta contra o perigoso novo coronavírus, conseguimos dar um importante passo no combate a outro vírus destrutivo: o do egoísmo. Se aprendermos as lições que esse tempo de tragédia está nos ensinando, então, não terá sido inútil, mas sim frutuoso.

Louvado seja Deus por termos os meios de comunicação a nossa disposição, transmitindo programação de conteúdo católicos que nos ajudam a nos fortalecer espiritualmente, a manter a serenidade com confiança e esperança.

Vivemos a Semana Santa e o Tríduo Pascal, tempo marcante da nossa fé. Como já acenou o Papa Francisco, as celebrações vão acontecer, mas respeitando as medidas de segurança, pois Jesus é o Senhor da vida.

Não poderia ter tempo litúrgico mais propício para este momento que estamos vivendo, pois nos leva a refletir a expressão do amor de Deus, manifestada na entrega total de Jesus por nós. Como nos diz São Paulo “Mas eis aqui uma prova brilhante de amor de Deus por nós: quando éramos ainda pecadores, Cristo morreu por nós” (Rm 5,8).

Na Quinta-feira tem início o Tríduo Pascal, que é o coração da liturgia cristã. É uma única celebração dividida em três momentos distintos. Na Quinta-feira Santa, revivemos a Ceia Pascal de Cristo, quando é nos dado o sacerdócio e a Eucaristia, selando a nova e eterna aliança. Jesus, lavou os pés dos apóstolos como supremo exemplo de servidor e deixou-nos um novo mandamento: “Amai-vos como eu vos amei”.

Na Sexta-Feira, não há Celebração Eucarística. Nesse segundo momento, temos a Celebração da Paixão do Senhor, onde contemplamos a entrega total de Jesus. Sua fidelidade ao Pai e o amor que vai até as últimas consequências. A cruz é apresentada para a adoração. Não adoramos a madeira da Cruz, mas a pessoa de Cristo crucificado. Na Cruz do Senhor o sofrimento passa a ter sentido e torna-se redentor.

No Sábado Santo acontece a Vigília Pascal, que é chamada mãe de todas as vigílias. É a noite da vitória. Exulta o céu e a terra porque em Cristo ressuscitado cumpriram-se as promessas de Deus e a luz da ressurreição ilumina toda a humanidade, transformando a morte em vida. A Celebração da Luz, a Liturgia da Palavra, a Liturgia Batismal e Eucarística formam a Celebração que é o centro e o ápice do ano litúrgico. Com ela, encerramos o Tríduo Pascal.

Por fim, quero salientar que a cada dia o cenário dessa pandemia muda. O que pensamos para hoje pode ser diferente amanhã, mas nada muda o maior acontecimento da história da humanidade: a Paixão, Morte e Ressurreição do Senhor Jesus. Por isso, da maneira que for possível, o importante é acompanhar e viver com Jesus seus passos na dor, para com Ele chegarmos a vitória e nos deixarmos iluminar pela Luz da Ressurreição.

Aproveito para convidá-los a acompanhar toda a celebração do Tríduo Pascal na TV Evangelizar, Rádio Evangelizar e nas plataformas digitais. Mesmo longe das Igrejas, vamos juntos celebrar a Ressureição de nosso Senhor.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
CoronavírusPáscoaSemana Santa
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Reportagem local
Corpo incorrupto de Santa Bernadette: o que o...
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
OLD WOMAN, WRITING
Cerith Gardiner
A carta de uma irlandesa de 107 anos sobre co...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia