Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sexta-feira 30 Outubro |
Santo Angelo de Acri
home iconEstilo de vida
line break icon

Como diminuir a ansiedade com as notícias

MAN SMART PHONE

Rangizzz I Shutterstock

Octavio Messias - publicado em 09/04/20

Controle de informação é essencial para manter a tranquilidade

Gráficos, curvas ascendentes, números exorbitantes, projeções econômicas cataclísmicas. Em períodos de desestruturação e mudança, como o atual, é normal que queiramos ficar sabendo de tudo que acontece no mundo em tempo real, seja por reportagens na internet, manchetes dos jornais, notícias na TV, além, claro, pelos grupos de WhatsApp, que vêm nos bombardeando de conteúdo ainda mais em tempos de pandemia. 

Para evitar chegar em uma ansiedade paralisante, e assim tentar manter a rotina de isolamento de maneira saudável, é preciso controlar dois fatores na maneira como nos informamos.

O primeiro deles é a qualidade da informação, ou seja, se aquele conteúdo tem a ver com os fatos ou se ele não foi manipulado por gente que tem a intenção de desinformar, seja por ideologia política ou pela mais pura falta do que fazer. Por isso é importante checar a veracidade da informação, ver se ela vem de fontes confiáveis e se seu conteúdo condiz com os fatos. Na dúvida, atenha-se aos veículos tradicionais, jornais, sites e emissoras que contam com jornalistas profissionais em seu efetivo. Assim como médicos, enfermeiras e entregadores, os jornalistas estão na linha de frente do combate à pandemia, fazendo um serviço excepcional na conscientização da população e no controle da disseminação da doença. 

Além disso, claro, é preciso seguir os cuidados e recomendações trazidos pela imprensa. Eles estão sempre amparados nos estudos de especialistas, médicos, cientistas, universidades e institutos de pesquisa. Trazem indicações que são para o bem da população. Sem contar que, embora o novo coronavírus tenha chegado ao Brasil há pouco mais de um mês, ele já está circulando no mundo desde o final do ano passado, e acompanhando, por veículos de credibilidade, o desdobramento da pandemia nos países onde o vírus chegou antes, podemos nos precaver e tomar as medidas necessárias para que as consequências por aqui sejam as menores possíveis. Quanto mais precisas e confiáveis são as informações que recebemos, mais temos condições de avaliar a situação e nos precaver. 

Em segundo lugar, é preciso administrar o tempo que se passa vendo notícias na internet ou na televisão. Em momentos como este, não é difícil perder um dia no sofá acompanhando o noticiário com o controle remoto em uma mão e o celular na outra. O que, além de tomar seu tempo, não é saudável. 

Por isso é recomendável que você escolha como onde quer se informar. Por exemplo: o jornal de manhã, o telejornal regional na hora do almoço, uma hora pesquisando sites de notícias na internet e um telejornal noturno já é mais do que suficiente. Também é preciso restringir o nosso acesso ao telefone celular para que seu uso seja mais eficiente e saudável. Nos últimos dias tenho deixado o aparelho longe de mim, só checando as mensagens ao acordar, depois do almoço e em algum momento da noite. Esse hábito tem me ajudado a manter a tranquilidade. Até porque estou de quarentena, com pendências muito menos urgentes para resolver.   

Além de clareza para entender os eventos, precisamos estar bem e leves para guiarmos uns aos outros além dessa crise. Com informação de qualidade e na medida certa, sairemos dessa situação muito mais fortes e conscientes do que entramos.  

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
Coronavírus
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Reportagem local
França: atentado na basílica de Notre Dame em...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
Reportagem local
Corpo incorrupto de Santa Bernadette: o que o...
OLD WOMAN, WRITING
Cerith Gardiner
A carta de uma irlandesa de 107 anos sobre co...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia