Aleteia
Quarta-feira 21 Outubro |
São Bertoldo de Parma
Espiritualidade

Como celebrar em casa o Domingo da Ressurreição

Waiting for the Word - CC

Reportagem local - publicado em 11/04/20

O roteiro completo para você fazer em sua casa a Celebração da Palavra do Domingo da Ressurreição

Para santificar este Domingo de Páscoa da Ressurreição, a Aleteia, em colaboração com a revista Magnificat, oferece esta Celebração da Palavra de Deus para você fazer em sua casa.

ROTEIRO DA CELEBRAÇÃO:

  • Se você está sozinho, é preferível ler as leituras e orações da missa deste domingo ou acompanhar a missa pela televisão.
  • Esta celebração requer ao menos a participação de duas pessoas.
  • Pode ser celebrada na noite de sábado (vigília do domingo) e na tarde do domingo. No entanto, a manhã de domingo é o momento mais apropriado.
  • Esta celebração se adapta particularmente ao contexto familiar.
  • Deve-se colocar o número de cadeiras necessário diante de um espaço de oração, respeitando a distância de um metro entre cada cadeira.
  • Deve-se colocar uma cruz ou o crucifixo.
  • Acende-se uma ou várias velas, que devem ser colocadas em um suporte seguro. Ao final da celebração, elas devem ser apagadas.
  • Se você tem flores no jardim, colha algumas para colocá-las no ambiente de oração, pois sua presença é particularmente indicada neste domingo Laetare, em previsão da alegria da Páscoa. 
  • Designa-se uma pessoa para dirigir a oração (em ordem de prioridade: um diácono, um leigo que tenha recebido o ministério de leitor ou acolitado, o pai ou a mãe de família.
  • A pessoa encarregada de dirigir a oração estabelecerá a duração dos momentos de silêncio.
  • Serão designados leitores para as leituras.
  • Preparar-se-á com antecedência a oração universal (que aparece neste guia) e se designará uma pessoa para sua leitura.
  • Podem-se preparar os cantos apropriados.

DOMINGO DE PÁSCOA DA RESSURREIÇÃO DO SENHOR

Celebração da Palavra

 “Cristo ressuscitou verdadeiramente”

Sentados. O condutor da celebração toma a palavra: 

Irmãos e irmãs,

a Páscoa é a vitória definitiva do amor

sobre as forças do mal e da morte.

Desse modo, o desígnio criador de Deus nosso Pai,

traído pelo pecado, foi regenerado

pela entrega que seu único Filho fez de sua vida

por nós, seus irmãos, e por nossa salvação.

Alegremo-nos, irmãos e irmãs,

nossa vida não termina;

após nossa peregrinação terrena, continuará para sempre

acolhida, por amor, no próprio seio da Vida divina,

para nossa felicidade incomensurável.

Por esse motivo, a Igreja convida todos os seus filhos a se reunirem

para elevar a Deus nosso Pai uma mesma ação de graças:

nossa vida, oferecida por amor, em comunhão com a Eucaristia

de seu único Filho, Jesus Cristo,

nosso irmão e nosso salvador.

Neste domingo de Páscoa,

continuam as circunstâncias excepcionais,

as quais nos impedem de participar da celebração da Eucaristia.

No entanto, sabemos que quando

nos reunimos para rezar em seu nome,

Cristo está presente entre nós.

E acreditamos firmemente que,

quando lemos Sua Palavra na Igreja,

é o próprio Verbo de Deus que nos fala.

Sua Palavra se converte então

em alimento autêntico para nossa vida.

Por esse motivo, vamos celebrar juntos a

Páscoa do Senhor, ouvindo sua Palavra de Vida.

E fazemos isso com a esperança de

participar de seu triunfo sobre a morte

e viver com Ele para sempre em Deus.

Pausa

Em comunhão de coração e espírito com toda a Igreja

celebremos a Luz de Cristo

e nos coloquemos à escuta de sua Palavra que salva.

Depois de um verdadeiro momento de silêncio, todos se levantam e fazem o sinal da cruz dizendo:

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

O condutor continua:

Para nos prepararmos para receber a Palavra de Deus

para que ela possa nos regenerar,

reconheçamos nossos pecados.

Segue o rito penitencial.

Senhor, tende piedade de nós.
Porque pecamos contra ti.

Mostre-nos, Senhor, a tua misericórdia.

E dai-nos a tua salvação.

Que Deus Todo-Poderoso tenha misericórdia de nós,

perdoe os nossos pecados,

e nos conduza à vida eterna.

Amém

Recitamos ou cantamos:

Senhor, tende piedade.
Senhor, tende piedade.

Cristo, tende piedade.
Cristo, tende piedade.

Senhor, tende piedade.
Senhor, tende piedade.

Recita-se ou canta-se o Hino do Glória

Glória a Deus nas alturas
e paz na terra aos homens
por Ele amados.
Senhor Deus, Rei dos céus,
Deus Pai todo-poderoso:
nós Vos louvamos,
nós Vos bendizemos,
nós Vos adoramos,
nós Vos glorificamos,
nós Vos damos graças,
por vossa imensa glória.
Senhor Jesus Cristo,
Filho Unigénito,
Senhor Deus, Cordeiro de Deus,
Filho de Deus Pai:
Vós que tirais o pecado do mundo,
tende piedade de nós;
Vós que tirais o pecado do mundo,
acolhei a nossa súplica;
Vós que estais à direita do Pai,
tende piedade de nós.
Só Vós sois o Santo;
só Vós, o Senhor;
só Vós, o Altíssimo,
Jesus Cristo;
com o Espírito Santo
na glória de Deus Pai.
Amém

Gloria in excelsis Deo,
et in terra pax hominibus bonae voluntatis.
Laudamus te,
Benedicimus te,
Adoramus te,
Glorificamus te,
Gratias agimus tibi propter magnam gloriam tuam,
Domine Deus, Rex caelestis, Deus Pater omnipotens.
Domine fili unigenite, Jesu Christe,
Domine Deus, Agnus Dei, Filius patris,
Qui tollis peccata mundi, miserere nobis.
Qui tollis peccata mundi, suscipe deprecationem nostram.
Qui sedes ad dexteram Patris, miserere nobis.
Quoniam tu solus sanctus,
Tu solus Dominus,
Tu solus Altissimus, Jesu Christe,
Cum Sancto Spiritu in gloria Dei Patris.
Amen.

ORAÇÃO

O condutor recita a oração:

Senhor Deus do universo, que neste dia, pelo vosso Filho Unigénito, vencedor da morte, nos abristes as portas da eternidade, concedei-nos que, celebrando a solenidade da ressurreição do Senhor, renovados pelo vosso Espírito, ressuscitemos para a luz da vida. Por Nosso Senhor.

R/. Amém

A pessoa encarregada da primeira leitura permanece de pé, enquanto as outras pessoas ficam sentadas.

PRIMEIRA LEITURA

Leitura dos Atos dos Apóstolos (10, 34a. 37-43)

Naqueles dias:

Pedro tomou a palavra e disse:

Vós sabeis o que aconteceu em toda a Judéia,

a começar pela Galiléia,

depois do batismo pregado por João:

como Jesus de Nazaré foi ungido por Deus

com o Espírito Santo e com poder.

Ele andou por toda a parte, fazendo o bem

e curando a todos os que estavam dominados pelo

demônio; porque Deus estava com ele.

E nós somos testemunhas de tudo o que Jesus fez

na terra dos judeus e em Jerusalém.

Eles o mataram, pregando-o numa cruz.

Mas Deus o ressuscitou no terceiro dia,

concedendo-lhe manifestar-se

não a todo o povo,

mas às testemunhas que Deus havia escolhido:

a nós, que comemos e bebemos com Jesus,

depois que ressuscitou dos mortos.

E Jesus nos mandou pregar ao povo

e testemunhar que Deus o constituiu

Juiz dos vivos e dos mortos.

Todos os profetas dão testemunho dele:

‘Todo aquele que crê em Jesus

recebe, em seu nome, o perdão dos pecados’.’
Palavra do Senhor.

SALMO (117)

Este é o dia que o Senhor fez:

exultemos e cantemos de alegria.

R/. Este é o dia do triunfo do Senhor. Aleluia.

Dai graças ao Senhor, porque Ele é bom,

porque é eterna a sua misericórdia.

Diga a casa de Israel:

é eterna a Sua misericórdia.

R/. Este é o dia do triunfo do Senhor. Aleluia.

A mão do Senhor fez prodígios,

a mão do Senhor foi magnífica.

Não morrerei, mas hei-de viver,

para anunciar as obras do Senhor.

R/. Este é o dia do triunfo do Senhor. Aleluia.

A pedra que os construtores rejeitaram

tornou-se pedra angular.

Tudo isto veio do Senhor:

e é admirável aos nossos olhos. Refrão

R/. Este é o dia do triunfo do Senhor. Aleluia.
SEGUNDA LEITURA
Leitura da carta de Paulo aos Colossenses (3, 1-4)
Irmãos: Se ressuscitastes com Cristo, aspirai às coisas do alto, onde Cristo Se encontra, sentado à direita de Deus. Afeiçoai-vos às coisas do alto e não às da terra. Porque vós morrestes e a vossa vida está escondida com Cristo em Deus. Quando Cristo, que é a vossa vida, Se manifestar, então também vós vos haveis de manifestar com Ele na glória.
Palavra do Senhor.
SEQUÊNCIA
Recitamos a Sequência de Páscoa de forma alternada.

À Vítima pascal
Ofereçam os cristãos
sacrifícios de louvor

O Cordeiro resgatou as ovelhas:

Cristo, o Inocente,

reconciliou com o Pai os pecadores.
A morte e a vida
travaram um admirável combate:
depois de morto,
vive e reina o Autor da vida.

Diz-nos, Maria:

Que viste no caminho?

Vi o sepulcro de Cristo vivo,

e a glória do ressuscitado.
Vi as testemunhas dos Anjos,
vi o sudário e a mortalha.
Ressuscitou Cristo, minha esperança:
precederá os seus discípulos na Galileia.

Sabemos e acreditamos:

Cristo ressuscitou dos mortos:

Ó Rei vitorioso,

tende piedade de nós.

EVANGELHO

Todos se levantam no momento em que se recita ou canta a aclamação do Evangelho:

R/ Aleluia, aleluia, aleluia.

O nosso cordeiro pascal, Jesus Cristo, já foi imolado,

celebremos, assim, esta festa na sinceridade e verdade.
R/ Aleluia, aleluia, aleluia.

O leitor encarregado do Evangelho fará a leitura de forma clara e pausada

Evangelho segundo São João (20, 1-9)

No primeiro dia da semana,

Maria Madalena foi ao túmulo de Jesus,

bem de madrugada, quando ainda estava escuro,

e viu que a pedra tinha sido retirada do túmulo.

Então ela saiu correndo

e foi encontrar Simão Pedro e o outro discípulo,

aquele que Jesus amava,

e lhes disse: ‘Tiraram o Senhor do túmulo,

e não sabemos onde o colocaram.’

Saíram, então, Pedro e o outro discípulo

e foram ao túmulo.

Os dois corriam juntos,

mas o outro discípulo correu mais depressa que Pedro

e chegou primeiro ao túmulo.

Olhando para dentro, viu as faixas de linho no chão,

mas não entrou.

Chegou também Simão Pedro, que vinha correndo atrás,

e entrou no túmulo.

Viu as faixas de linho deitadas no chão

e o pano que tinha estado sobre a cabeça de Jesus,

não posto com as faixas,

mas enrolado num lugar à parte.

Então entrou também o outro discípulo,

que tinha chegado primeiro ao túmulo.

Ele viu, e acreditou.

De fato, eles ainda não tinham compreendido a

Escritura,

segundo a qual ele devia ressuscitar dos mortos.
Palavra da Salvação.

Ao final do Evangelho, voltamos a aclamar a Ressurreição.

R/. Aleluia, aleluia, aleluia.

Todos se sentam, e o condutor volta a ler lentamente, como se fosse um eco distante:

No profundo do nosso coração marcado pelo pecado,

deixemos ecoar esta palavra do Senhor,

que é endereçada pessoalmente a cada um de nós:

“Cristo ressuscitou verdadeiramente.”

Aleluia, aleluia.

Permanecemos três minutos em silêncio para meditar. Em seguida, todos se levantam e professam a fé da Igreja, recitando o símbolo dos apóstolos.

Creio em Deus Pai Todo-Poderoso,
criador do céu e da terra.
E em Jesus Cristo, seu único Filho Nosso Senhor,
que foi concebido pelo poder do Espírito Santo,
nasceu da Virgem Maria , padeceu sob Pôncio Pilatos,
foi crucificado, morto e sepultado,
desceu a mansão dos mortos, ressuscitou ao terceiro dia,
subiu aos Céus, está sentado à direita de Deus Pai todo-poderoso,
donde há de vir a julgar os vivos e mortos.
Creio no Espírito Santo. Na Santa Igreja Católica,
na comunhão dos santos, na remissão dos pecados,
na ressurreição da carne, na vida eterna.
Amém.

ORAÇÃO UNIVERSAL

Continuamos de pé. Os presentes podem pronunciar as intenções de oração que prepararam ou as que apresentamos aqui. Deixa-se um momento de silêncio entre cada intenção.

Apoiados em Cristo ressuscitado, fundamento de nossa fé, para nos dirigirmos ao Pai, apresentemos nossa oração.

Para que toda a Igreja seja portadora, com suas obras e sua doutrina, da verdade de Cristo ressuscitado. R/. Rezemos ao Senhor.

Para que os governantes das nações saibam guiá-las por caminhos de paz e justiça, buscando sempre o que conduz realmente ao bem completo dos homens. R/. Rezemos ao Senhor.

Para que o mistério de Cristo morto e ressuscitado ilumine e transforme nosso mundo angustiado pelo ódio, pela dúvida e pela morte. R/. Rezemos ao Senhor.

Para que os doentes vítimas da epidemia, os agentes de saúde, os que perderam seus entes queridos e os que sofrem sintam a ajuda e o consolo do Espírito de Jesus ressuscitado. R/. Rezemos ao Senhor.

Para que Deus Pai acolha em seu seio de Amor as pessoas que perderam a vida por causa da epidemia. R/. Rezemos ao Senhor.

Para que todos nós reunidos aqui vivamos a realidade da Páscoa, renovados pela graça do Senhor ressuscitado, e levemos a todos os nossos irmãos o amor e a paz. R/. Rezemos ao Senhor.

Os participantes podem adicionar intenções de oração.

PAI NOSSO

O condutor da celebração introduz o Pai Nosso

Unidos no Espírito e na comunhão da Igreja,

fiéis à recomendação do Salvador,

ousamos dizer:

Reza-se o Pai Nosso

Pai Nosso que estais nos Céus,
santificado seja o vosso Nome,
venha a nós o vosso Reino,
seja feita a vossa vontade
assim na terra como no Céu.
O pão nosso de cada dia nos dai hoje,
perdoai-nos as nossas ofensas
assim como nós perdoamos
a quem nos tem ofendido,
e não nos deixeis cair em tentação,
mas livrai-nos do Mal.

E imediatamente todos prosseguem proclamando: 

Teu é o reino, o poder e a glória para sempre, Senhor.

O condutor segue dizendo: 

Acabamos de juntar nossa voz

à do Senhor Jesus para rezar ao Pai.

Nós somos filhos no Filho.

Na caridade que nos une,

renovados pela Palavra de Deus,

podemos trocar um gesto de paz,

sinal de comunhão

que recebemos do Senhor.

Faz-se o gesto da paz.

Sentamo-nos.

COMUNHÃO ESPIRITUAL

O condutor diz:

Como não podemos receber a comunhão sacramental, o Papa Francisco nos convida urgentemente a realizar a comunhão espiritual, também chamada de “comunhão do desejo”. O Concílio de Trento nos lembra que “trata-se de um desejo ardente de alimentar-se deste pão celestial, unidos a uma fé viva que trabalha pela caridade, e isso nos torna participantes dos frutos e graças do Sacramento”. O valor da nossa comunhão espiritual portanto, depende da nossa fé na presença de Cristo na Eucaristia, como fonte de vida, amor e unidade, e de nosso desejo de receber a Comunhão, apesar de tudo.

Com esta disposição, convido-vos a reclinar a cabeça, fechar os olhos e viver um momento de recolhimento.

Silêncio

No mais profundo de nossos corações

deixemos crescer o desejo ardente de nos unirmos a Jesus,

em comunhão sacramental,

e de fazer que seu amor se faça vivo em nossas vidas,

amando nossos irmãos e irmãs como Ele nos amou.

Permanecemos cinco minutos em silêncio em um diálogo de coração a coração com Jesus Cristo.
Em seguida, cantamos ou recitamos o Aleluia.

Aleluia, aleluia, aleluia.

ORAÇÃO DE BÊNÇÃO

Todos juntos olhando para a cruz pedem a bênção do Senhor: o condutor da Celebração, com as mãos juntas, pronuncia a fórmula da bênção:

Deus Pai, que pela ressurreição do seu Filho Único

nos deu a graça da redenção e nos adotou como filhos e filhas,

nos conceda a alegria de sua bênção.
R. Amém.

Cristo, que por sua redenção obteve para nós a perfeita liberdade,

conceda-nos participar da herança eterna.
R. Amém.

E que, ressuscitados com Ele no batismo pela fé,

através de uma vida santa

possamos chegar à pátria celestial.
R. Amém.

Todos juntos, com as mãos unidas, dizem:

A graça de Deus desça sobre nós e permaneça para sempre. Amém.

Amém.

Todos fazem o sinal da cruz.
Os pais podem fazer o sinal da cruz na testa dos filhos pequenos.
É possível concluir a celebração elevando um cântico à Virgem Maria, por exemplo, o : Regina caeli”.

Regina caeli, laetare, alleluia,

quia quem meruisti portare, alleluia,

resurrexit sicut dixit, alleluia;

ora pro nobis Deum, alleluia.

Reina del cielo, alégrate, aleluya.

Porque aquel a quien mereciste llevar, aleluya,

resucitó según su palabra, aleluya.

Ruega al Señor por nosotros, aleluya.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
CoronavírusPáscoaQuaresmaRessurreiçãoSemana Santa
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
CARLO ACUTIS
John Burger
Como foram os últimos dias de vida de Carlo A...
violência contra padres no Brasil
Francisco Vêneto
Outubro de cruz para padres no Brasil: um per...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Pe. Gilmar
Reportagem local
Padre é encontrado após três dias desaparecid...
CHILE
Reportagem local
Duas igrejas são incendiadas durante protesto...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia