Aleteia
Terça-feira 27 Outubro |
São Fulco
Espiritualidade

Realmente vivo como alguém que acredita que Cristo ressuscitou e está comigo?

Caitlin Bootsma - Reportagem local - publicado em 15/04/20

"A Quaresma é um período muito visível, mas a época da Páscoa pode facilmente ser deixada de lado"

O Venerável Dom Fulton Sheen parece ter um talento especial não só para falar abertamente sobre assuntos profundos, mas também para enxergar o coração da condição humana. Sobre a Páscoa, ele escreve:

“O que é mais peculiar na Páscoa é que, embora os seguidores de Jesus o tinham visto dizer que Ele destruiria os grilhões da morte, quando Ele realmente o fez, ninguém acreditou. (…) Os seguidores não estavam esperando uma Ressurreição e, portanto, não imaginavam que veriam algo que eles estavam tão ardentemente desejando” (em “Caminho para a Paz Interior”).

Sheen reflete sobre o relato do Evangelho em que Maria Madalena foi ao túmulo para ungir o corpo de Cristo, não acreditando que a Ressurreição poderia ocorrer, como prometido. E eu me pergunto: apesar de eu ter me preparado ao longo de toda a Quaresma para a vinda da Páscoa, e inclusive comemorado com alegria quando ela chegou, realmente vivo como alguém que acredita que Cristo ressuscitou e está aqui comigo hoje?

O Papa Francisco nos recordou, no Domingo de Ramos de 2014:

“A nossa alegria não nasce do fato de possuirmos muitas coisas, mas de termos encontrado uma Pessoa: Jesus,que está no meio de nós; nasce do fato de sabermos que, com Ele, nunca estamos sozinhos, mesmo nos momentos difíceis, mesmo quando o caminho da vida é confrontado com problemas e obstáculos que parecem insuperáveis”.

E, nestes últimos dias, à medida que eu meditava sobre o sofrimento e morte de Cristo, ia me lembrando de todas as muitas coisas que Ele fez por mim.

Mas agora que nos encontramos nesta Oitava da Páscoa, em meio à comemoração, ficou claro para mim o quanto é fácil esquecer qual foi verdadeiramente a finalidade da Quaresma. Na Quaresma, nós recordamos que Cristo morreu como vítima de expiação pelos nossos pecados. Nós fazemos penitência, recebemos o sacramento da Reconciliação, decidimos ser melhores. No entanto, assim que termina a celebração dominical da Páscoa, eu rapidamente me esqueço daquelas penitências, deixando de me alegrar verdadeiramente na Ressurreição. Com cinzas e sacrifícios, a Quaresma é um período muito visível; como resultado, a época da Páscoa pode facilmente ser deixada de lado.

De fato, quando eu rapidamente me esqueço de que ainda é a Páscoa durante oito dias, tenho de me questionar se eu, como Maria Madalena, não estou acreditando no que Cristo nos prometeu – que Ele está aqui conosco, comigo, a cada dia. Vivendo profundamente a Oitava de Páscoa, a Igreja está nos dizendo que este tempo de riqueza espiritual não acabou! Ao contrário: acabou de começar! A Oitava da Páscoa é enriquecedora porque, nestes dias, reafirmamos a nossa fé em que o Cristo ressuscitado está verdadeiramente nos acompanhando em nossa caminhada terrena.

O Santo Padre fala com tanta clareza sobre a pessoa de Jesus, que realmente toca meu coração. O Papa Francisco não fala sobre Deus como se Ele fosse uma teoria ou conceito teológico, mas nos lembra por que nos alegramos com a Ressurreição.

Naquela mesma homilia do Domingo de Ramos de 2014, o Papa exclamou:

“Sigamos Jesus! Nós acompanhamos, seguimos Jesus, mas sobretudo sabemos que Ele nos acompanha e nos carrega em seus ombros: aqui está a nossa alegria, a esperança que devemos levar a este nosso mundo. E, por favor, não deixem que a esperança de vocês seja roubada! Não deixem que roubem de vocês a esperança, aquela que Jesus nos dá!”

Minha oração nesta Páscoa é para que eu possa encontrar mais plenamente Jesus Cristo a cada dia. Quando eu me sentir desanimada com a falta de compreensão do verdadeiro significado do casamento em nossa nação, tentarei reconhecer que Deus está cuidando de nosso país e revelará a sua verdade àqueles que honestamente a procuram. Quando eu sentir que não consigo fazer tudo que eu preciso fazer, vou orar para que Deus me dê forças para me concentrar naquilo que é importante. Quando eu sentir tristeza, tentarei dirigir meu olhar a Jesus, lembrando que somente Ele pode satisfazer o meu coração inquieto.

Uma das minhas passagens favoritas do Evangelho é quando, depois da Ressurreição, alguns dos apóstolos vão pescar. Apesar de terem estado no mar por muitas horas, eles não foram capazes de pescar nada sozinhos. Pouco tempo depois, Jesus apareceu e lhes pediu que lançassem as redes novamente. Eles ouviram Cristo e pescaram abundantemente.

Durante esta Oitava da Páscoa, isto é o que eu comemoro: que o Senhor está aqui, comigo, ajudando-me no meu trabalho cotidiano e na minha busca diária pela virtude. Se eu O ouvir, como os apóstolos, também serei capaz de encontrar abundância em minha vida. Independentemente das lutas que cada um de nós tem, quando realmente colocamos a nossa fé em Cristo ressuscitado, podemos ser os discípulos que o Papa Francisco nos convida a ser: um povo de esperança e um povo de alegria!




Leia também:
Por que João “correu mais depressa” ao túmulo de Jesus na manhã da Ressurreição

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
JesusPáscoaRessurreição
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
SAINT MICHAEL
Philip Kosloski
Oração a São Miguel por proteção contra inimi...
São Padre Pio de Pietrelcina
Oração de cura e libertação indicada pelo exo...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia