Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Cadastre-se e receba Aleteia diretamente em seu email. É de graça.
Receber

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Covid-19: médico se veste de dinossauro para rever o filho

Compartilhar

Foi a forma mais segura que ele encontrou para matar a saudade da família depois de 35 dias em isolamento

O médico Juan Lambert é um dos milhares de profissionais de saúde que atuam na linha de frente do combate ao novo coronavírus no Brasil. Ele trabalha em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) na cidade de São Sebastião, litoral de São Paulo.

Por causa do risco de transmissão do vírus, o médico ficou em isolamento e há 35 dias não via o filho Lucca, de quatro anos, e a mulher, Maryane, que está grávida de cinco meses. Mãe e filho foram morar na casa dos pais de Maryane, enquanto o Dr. Juan permaneceu sozinho em casa.

A saudade da família apertou tanto que o médico teve de encontrar uma forma inusitada e segura de reencontrar o filho e a esposa. Ele comprou uma fantasia de dinossauro de 2,5m de altura, esterilizou o adereço, vestiu máscara e, com muito álcool em gel, foi visitar o filho debaixo de um sol de 40 graus.

Só assim foi possível dar aquele abraço amoroso em todos (e com segurança). O reencontro foi emocionante! “O abraço no meu filho foi o combustível que eu precisava para continuar na luta contra o coronavírus”, disse o médico.

O garotinho, a princípio, se assustou ver aquele bicho enorme de que ele tanto gosta chegando em casa. Mas logo percebeu que quem estava por baixo da fantasia era o seu amado pai. E, apesar da pouca idade, ele sabe bem o motivo pelo qual a família está temporariamente separada: “Meu pai está lá matando o ‘oronavírus’ e não pode ficar aqui com a gente. Mata logo esse vírus e vem ficar com a gente, papai”, pediu Lucca.

No seu perfil no Instagram, o Dr. Juan Lambert resumiu o reencontro: “Sensação inexplicável. Obrigado meu Deus 🙏🏻🙏🏻🙏🏻”.

O encontro com o “papainossauro” durou apenas 40 minutos para não gerar aglomeração entre a vizinhança.

Assista ao vídeo gravado pela mamãe Maryane:

 

 

Boletim
Receba Aleteia todo dia