Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sábado 13 Abril |
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

Papa: Deus escutará o clamor de quem implora humildemente

Reportagem local - publicado em 06/05/20

O ser humano é um 'mendigo de Deus', disse hoje o Papa Francisco

O Papa Francisco iniciou hoje um novo ciclo de catequeses sobre o tema da oração.

O Santo Padre explicou que a oração é a respiração da fé, como se fosse um clamor que sai do coração daquele que crê e se confia a Deus.

Como modelo desse clamor, o Papa indicou a figura de Bartimeu, um pobre cego de Jericó que um dia, ao escutar que Jesus passava, levanta a voz com toda a força, clamando: “Jesus, Filho de Davi, tem piedade de mim!”.

Ainda que muitos o repreendessem pelo incômodo que assim lhes dava, Bartimeu não se cala; e a força da sua fé lhe abre as portas da misericórdia e salvação de Deus.

De fato – explicou o Papa –, a fé é semelhante a um clamor: é não se resignar diante de um sofrimento incompreensível; é a esperança de ser salvo.

Por isso, a exemplo de Bartimeu, somos convidados a perseverar na oração, mesmo quando nos disserem que é inútil, na certeza de que Deus sempre escutará o clamor de quem implora humildemente a salvação, pois a humildade é o fundamento da oração.

Jesus escuta o seu grito. A oração de Bartimeu toca seu coração, o coração de Deus, e as portas da salvação se abrem para ele. Jesus o chama. Ele se levanta e aqueles que antes lhe disseram para ficar calado agora o conduzem ao Mestre. Jesus fala com ele, pede para que expresse o seu desejo e então o grito se torna um pedido: «Mestre, eu quero ver de novo».

Jesus lhe disse: “Vai, a tua fé te salvou”. O Senhor “reconhece a força da fé daquele homem pobre, indefeso e desprezado, que atraiu a misericórdia e o poder de Deus. A fé é ter duas mãos levantadas, uma voz que grita, implorando o dom da salvação”.

O Catecismo da Igreja Católica afirma que “a humildade é o fundamento da oração”.  “A oração nasce da terra, do húmus, de onde vem o “humilde”, a  “humildade”; vem do nosso estado de precariedade, da nossa sede contínua de Deus.”

A fé é um grito, a falta de fé é sufocar aquele grito, é como um ‘silêncio’. A fé é um protesto contra uma condição dolorosa da qual não entendemos o motivo; a falta de fé é aceitar viver uma situação à qual nos adaptamos. A fé é esperança de ser salvo; a falta de fé é habituar-se ao mal que nos oprime.

Segundo Francisco, no coração humano tem uma voz que invoca. Uma voz que sai espontaneamente, sem que ninguém a comande, uma voz que questiona o significado de nosso caminho aqui embaixo, sobretudo quando nos encontramos na escuridão: “Jesus, tem piedade de mim! Jesus, tem piedade de todos nós!”

O Papa concluiu sua catequese, dizendo que “os cristãos não apenas rezam, mas partilham o grito da oração com todos os homens e mulheres”.

Os artistas muitas vezes se tornam intérpretes desse grito silencioso que preme em toda criatura e emerge no coração humano, porque o ser humano é um ‘mendigo de Deus’.

(Com Vatican News)

Tags:
OraçãoPapaPapa Francisco
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia