Aleteia

Dia das enfermeiras e dos enfermeiros: a homenagem e gratidão do Papa Francisco

NURSES BABY BOOM
PRINTSCREEN | YOUTUBE
Compartilhar

Providencial: desde bem antes da pandemia, o ano de 2020 já era oficialmente dedicado aos Enfermeiros e Parteiras – e, agora, mais ainda!

Ainda no ano passado, já tinha sido anunciado que 2020 seria o Ano Internacional do Enfermeiro e da Parteira. A homenagem não é apenas justa, mas providencial!

Esses trabalhadores da proteção da vida humana estão sendo ainda mais reconhecidos nestes primeiros meses do “seu” ano, junto com os médicos e todos os profissionais que atuam direta ou indiretamente na área da saúde, porque a pandemia de covid-19 tem nos recordado o quanto eles são decisivos para o bem da humanidade.

Segundo números da OMS, enfermeiros e enfermeiras participam de pelo menos 50% dos atendimentos de saúde realizados no mundo.Há no planeta 22 milhões de enfermeiros e 2 milhões de parteiras, 70% dos quais são mulheres. A maior carência desses profissionais se verifica no Sudeste Asiático e na África.

Estimativas da OMS divulgadas antes da pandemia já calculavam que, nos próximos 10 anos, serão necessários 18 milhões de trabalhadores da saúde para dar conta do aumento das necessidades de atendimento – e metade desse número é formado por enfermeiros e parteiras. Os números não foram atualizados durante a pandemia, mas é muito provável que a necessidade deles se torne ainda maior na nova realidade que viveremos a partir de agora, com novos olhares sobre a prevenção e os cuidados de saúde a serem adotados pelas sociedades de toda a Terra.

Foi a esses profissionais que o Papa Francisco dedicou palavras especiais no Ângelus de 19 de janeiro deste ano, as quais é necessário agora recordar com especial gratidão:

“Tenho o prazer de recordar que 2020 foi designado, internacionalmente, como o Ano do Enfermeiro e da Parteira. Os enfermeiros são os trabalhadores de saúde mais numerosos e mais próximos dos doentes e as parteiras realizam, talvez, a mais nobre entre as profissões. Rezemos por todos eles, para que possam cumprir da melhor forma o seu precioso trabalho”.

Hoje de manhã, 12 de maio, Francisco fez questão de voltar a falar deles ao início da Santa Missa na Casa Santa Marta:

“Hoje é o Dia do Enfermeiro. Ontem enviei uma mensagem. Rezemos hoje pelos enfermeiros e enfermeiras, homens, mulheres, rapazes e moças que têm essa profissão, que é mais que uma profissão, é uma vocação, uma dedicação. Que o Senhor os abençoe. Neste tempo da pandemia deram exemplo de heroísmo e alguns deram a vida. Rezemos pelos enfermeiros e enfermeiras”.

Parabéns e muito obrigado a cada um desses profissionais que se entregam de corpo e alma pelo bem-estar da família humana. Que Deus os abençoe com abundância!

Boletim
Receba Aleteia todo dia