Aleteia
Segunda-feira 19 Outubro |
Santos Mártires Canadenses
Atualidade

O destinos das torres de escritórios após a pandemia

SHOW

(Photo by Keith Tsuji/Getty Images for Hong Kong Tourism Board)

HONG KONG, HONG KONG - DECEMBER 01: A new version of Symphony of Lights laser show is performed over the Victoria Harbor on December 1, 2017 in Hong Kong, Hong Kong. Featuring dynamic rays of light sent out in rhythm from 40 buildings and locations on both sides of the Victoria Harbour, the 10-minute show begins at 8pm every evening.

Agências de Notícias - publicado em 17/05/20

Obviamente, nem todos os setores podem aplicar e manter essa prática (homeoffice), que acabou se impondo em massa ao longo da pandemia

Os arranha-céus e seus inúmeros escritórios ainda têm futuro? A explosão do trabalho remoto em meio à pandemia está mostrando um novo caminho para as empresas, que o veem como uma fonte de economia, embora signifique uma modificação profunda do entorno laboral.

Desde o início do confinamento, os bairros comerciais foram esvaziados, deixando uma impressão de fim do mundo, como em Canary Wharf, no leste de Londres, ou em La Défense, no oeste de Paris.

Mesmo com a retomada gradual do trabalho, agora é seu futuro que pode estar em jogo, assim como o de seus arranha-céus e de outras torres, símbolos do capitalismo moderno e do poder das multinacionais.

Jes Staley, gerente do banco britânico Barclays, cujas instalações imponentes e luxuosas ficam em Canary Wharf, acredita que “colocar 7.000 pessoas em um prédio pode ser uma coisa do passado”.

“Encontraremos maneiras de operar remotamente por um longo tempo”, diz ele, resumindo a mentalidade de muitos executivos de multinacionais que confirmam o sucesso do trabalho remoto durante a pandemia.

A montadora francesa PSA está considerando torná-la “referência” para suas atividades fora da produção, ou seja, milhares de pessoas. A rede social americana Twitter está considerando permitir que alguns funcionários trabalhem em casa de modo permanente.

“Essa pandemia mostrou que a tecnologia permite trabalho remoto. Acho que a verdadeira revolução virá de uma mudança na mentalidade dos gerentes sobre como pensar em flexibilidade”, diz a executiva Cydney Roach, da consultoria americana Edelman.

“É difícil saber aonde isso vai levar, mas os funcionários terão que participar da busca de soluções”, diz ela.

Obviamente, nem todos os setores podem aplicar e manter essa prática, que acabou se impondo em massa ao longo da pandemia.

A gigante britânica de publicidade WPP colocou quase 95% de seus 107.000 funcionários no modo de teletrabalho e continuou a oferecer seus serviços a seus clientes.

A incorporadora imobiliária britânica Land Securities, que tem uma forte presença na City de Londres, estimou recentemente que apenas 10% de seu espaço de escritório está sendo usado.

– Efeitos negativos no longo prazo –

“Nunca haverá um retorno à normalidade”, prevê Alex Ham, um dos CEOs da Numis Securities, com sede em Londres.

Ir ao escritório de segunda a sexta “não vai voltar”, disse ele ao jornal britânico “The Telegraph”.

De acordo com um estudo de 300 empresas em todo mundo feito em abril pela gigante de consultoria imobiliária Cushman & Wakefield, 89% delas acreditam que o uso do trabalho remoto vai continuar para além da pandemia.

Entre as vantagens do trabalho a distância para as empresas, Clare Lyonette e Beate Baldauf, professoras da Universidade de Warwick, no centro da Inglaterra, listam economia – especialmente considerando-se os aluguéis exorbitantes em Londres – melhor produtividade e menor absenteísmo.

“A questão imobiliária é uma das mais caras” para as empresas, mas os arranha-céus “não vão desaparecer”, diz Roach, mesmo que seja apenas pela necessidade de manter escritórios em “lugares densos como Manhattan”.

Grandes grupos podem se sentir tentados a limitar seus bens imobiliários, porém, especialmente porque a redução de custos será uma prioridade para muitos nos próximos anos, para absorver o choque econômico do confinamento.

“Os empregadores devem estar cientes dos possíveis efeitos negativos a longo prazo”, alertam Lyonette e Baldauf, apontando o impacto negativo na coesão da equipe.

“A contrapartida da economia pode ser uma diminuição no bem-estar e na lealdade à empresa”, destacam.

E não é certo que os funcionários vão sair ganhando.

De acordo com o provedor de VPN NordVPN, os funcionários tendem a trabalhar em média mais três horas por dia em casa nos Estados Unidos, e duas horas, na França.

(AFP)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
st charbel
Reportagem local
Por acaso não está acontecendo o que São Char...
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
FATIMA
Philip Kosloski
Fotos raras dos 3 pastorinhos de Fátima
POPE FRANCIS GENERAL AUDIENCE
Reportagem local
As 3 orações que o Papa pediu para rezarmos e...
Pe. Gilmar
Reportagem local
Brasil: padre desaparece e manda mensagem com...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia