Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quinta-feira 04 Março |
São Casimiro
home iconAtualidade
line break icon

Basílica da Natividade reabre após quase três meses

Tamer B Shabaneh CC

John Burger - publicado em 27/05/20

A pandemia exigiu o fechamento da igreja de Belém em 5 de março. Sua reabertura dá esperança de que a crise de saúde diminua, diz uma autoridade local

A Basílica da Natividade de Belém reabriu ao público esta semana, quando as autoridades nos territórios palestinos começaram a diminuir as restrições relacionadas à pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Assim como a Igreja do Santo Sepulcro em Jerusalém, que reabriu no domingo, a Basílica da Natividade restringiu a entrada de 50 pessoas por vez, garantindo que os que estão lá dentro possam manter uma distância segura uns dos outros. A Basílica estava fechada desde 5 de março.

O padre Francesco Patton, Custódio da Terra Santa, o patriarca ortodoxo grego de Jerusalém, Teófilo III, e o patriarca armênio de Jerusalém, Nourhan Manougian, disseram em uma declaração conjunta que “o local sagrado será novamente acessível aos fieis para visitas e orações”.

Somente pessoas que não têm febre nem sintomas de gripe poderão entrar na Basílica, construída no local do nascimento de Jesus. O uso de máscaras é obrigatório. E é proibido venerar ícones e monumentos com beijo ou toque.

“O nascimento de nosso Senhor Jesus Cristo deu esperança às pessoas há mais de 2.000 anos, e a abertura da igreja hoje trará esperança ao mundo de que essa pandemia terminará – não apenas na Palestina, mas no mundo inteiro”, disse à Reuters a ministra do Turismo da Palestina, Rula Ma’ayah.

O bispo Theophylactos, da Igreja Ortodoxa Grega em Belém, considerou a reabertura um dia especial de celebração para Belém, já que “todas as pessoas agora podem entrar na igreja e orar como antes”, informou Associated Press.

A Autoridade Palestina registrou mais de 400 casos de coronavírus na Cisjordânia, com duas mortes.

Na segunda-feira, o primeiro-ministro palestino, Mohammad Shtayyeh, disse que mesquitas, igrejas e empresas reabririam nessa terça-feira, aliviando as restrições antipandêmicas, dado o ritmo lento das infecções, disse a Reuters.

Tags:
CoronavírusHistória da IgrejaIgrejaPandemiaTerra Santa
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
MIRACLE
Maria Paola Daud
Mateo se perdeu no mar… e apareceu nos braços do pai
2
SAINT JOSEPH
Philip Kosloski
10 coisas sobre São José que você precisa saber
3
MADONNA
Maria Paola Daud
A curiosa imagem da Virgem Maria protetora contra o coronavírus
4
missionárias mártires iêmen
Reportagem local
A corajosa última oração destas 4 freiras antes de serem mortas p...
5
KOMUNIA NA RĘKĘ
Claudio de Castro
Padre chora copiosamente diante da falta de respeito com a Eucari...
6
READING
Gelsomino Del Guercio
3 regras fundamentais para os leitores da missa
7
A Fé Explicada
Quais são os erros litúrgicos mais comuns na missa?
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia