Aleteia

Por que o Dedo é símbolo do Espírito Santo

Dedo de Deus
Michelangelo Buonarroti / Domínio Público
Compartilhar

Entre os 8 símbolos do Espírito Santo listados explicitamente pelo Catecismo da Igreja Católica, o Dedo costuma despertar surpresa

O Catecismo da Igreja Católica oferece aos fiéis uma profunda e vasta seção dedicada a cada artigo de fé que professamos no “Creio”, incluindo, é claro, a afirmação “Creio no Espírito Santo“. Este rico acervo de catequese e espiritualidade está à nossa disposição na Segunda Seção do Catecismo (“A Profissão da Fé Cristã“), Capítulo Terceiro (“Creio no Espírito Santo“).

Dentro deste capítulo há vários blocos temáticos sobre a Terceira Pessoa da Santíssima Trindade, entre os quais “Os Símbolos do Espírito Santo“, que lista 8 figurações representativas Suas:

  • Água
  • Unção
  • Fogo
  • Nuvem e Luz
  • Selo
  • Mão
  • Dedo
  • Pomba

Costuma chamar a atenção, particularmente, que o Dedo seja apontado como um símbolo do Espírito Santo, já que, muito mais frequentemente, nós O associamos à figura da Pomba, que é a mais presente na arte cristã.

O próprio Catecismo, no entanto, se encarrega de explicar, em seu número 700, o porquê deste símbolo surpreendente:

700. O dedo. «É pelo dedo de Deus que Jesus expulsa os demónios» (46). Se a Lei de Deus foi escrita em tábuas de pedra «pelo dedo de Deus» (Ex 31, 18), a «carta de Cristo», entregue ao cuidado dos Apóstolos, «é escrita com o Espírito de Deus vivo: não em placas de pedra, mas em placas que são corações de carne» (2 Cor 3, 3). O hino «Veni Creator Spiritus» invoca o Espírito Santo como «digitus paternae dexterae» — «Dedo da mão direita do Pai» (47).

De fato, uma das imagens mais conhecidas da pintura cristã nos mostra Deus Criador dando a vida ao primeiro homem, Adão, com seu Dedo apontado destacadamente para ele. “A Criação de Adão” é um afresco pintado pelo artista renascentista italiano Michelangelo Buonarrotti, por volta de 1511, no célebre teto da Capela Sistina, no Vaticano.

Michelangelo Buonarotti, “A Criação de Adão”, c. 1511
Boletim
Receba Aleteia todo dia