Aleteia

4 filmes pouco convencionais que abordam a espiritualidade

r.classen - Shutterstock
Compartilhar

Longas do circuito alternativo que você não vai encontrar no Netflix

Quando se fala em filmes que abordam temas espirituais e valores cristãos, geralmente se pensa em grandes produções, via de regra épicos, como A Paixão de Cristo, Carruagens de Fogo ou Tempos de Glória. Mas existem outros tipos de filme, muitas vezes produções menores ou independentes, cuja mensagem, também condizentes com as palavras de Cristo, aparece de maneira implícita. 

Vamos a quatro deles que, embora não sejam necessariamente de alcance tão fácil quanto acessar o Netflix, valem o sacrifício. 

Os Últimos Passos de um Homem (1995), de Tim Robbins

Baseado na história real da Irmã Helen Prejean, que fazia o acompanhamento psicológico e espiritual dos condenados no corredor da morte. O filme estrelado por Sean Penn e Susan Sarandon se contrapõe com vigor à máxima de Dostoiévski: “O amor em ação é algo árduo e espantoso se comparado ao amor nos sonhos”. A canção tema do filme, Dead Man Walking, de Bruce Springsteen, foi vencedora do Oscar de 1996.

Onde assistir: Disponível para locação (R$ 11,90) na Apple TV. 

Ida (2013), de Paweł Pawlikowski

Este filme indicado ao Oscar conta a história de Anna, uma jovem noviça que descobre ter origem judia, o que gera conflito em sua vida religiosa, em seu senso de identidade e em sua vocação. Através do relacionamento com sua tia agnóstica, ela precisa decidir entre a cultura do seu povo e o seu coração. 

Onde assistir: Amazon Prime 

Agnus Dei (2016), de Anne Fontaine

Este sombrio filme francês é baseado na história real de feiras beneditinas que foram atacadas e violentadas por por soldados soviéticos – e pelo médico da Cruz Vermelha que clandestinamente foi ao convento para ajudar todas as freiras que engravidaram. Enquanto a temática é difícil e delicada, e compreensivelmente mostra um conflito de fé (“Fé é 24 horas de esperança e um minuto de esperança”, define uma freira), Agnus Dei retrata freiras com dignidade e suas vidas religiosas com encantamento e tem final inspirador. 

Onde assistir: Netflix ou para locação no Google Play (R$ 3,90) ou na Apple TV (R$ 4.90)

Lady Bird – A Hora de Voar, de Greta Gerwig

Embora não seja um “filme espiritual”, o Bispo Barron definiu Lady Bird como um filme sobre o “estranho e surpreendente surgimento da fé”. Foi inspirado pela experiência pessoal da roteirista e diretora Greta Gerwig em um colégio católico. 

Onde assistir: Amazon Prime 

Boletim
Receba Aleteia todo dia