Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quarta-feira 20 Outubro |
Santos Mártires Canadenses
Aleteia logo
home iconAtualidade
line break icon

Há 50 anos começava a Copa do Mundo do México

PELE

ASSOCIATED PRESS/East News

Octavio Messias - publicado em 31/05/20 - atualizado em 31/05/20

Seleção brasileira de 1970 foi a melhor de todos os tempos

Pelé, Tostão, Dario, Jairzinho, Gérson, Rivellino, Tostão e Carlos Alberto Torres. Esta foi a versão brasileira de um dream team, eleito pela revista World Soccer a melhor seleção de futebol de todos os tempos, ainda que sem Garrincha, escalada para representar o país na Copa do Mundo do México de 1970. E a locomotiva canarinho teria adversários de peso pela frente, como Itália, Inglaterra, a então Alemanha Ocidental, Uruguai, que ainda pairava como uma sombra sobre nós, além, claro, dos anfitriões.

Estes deram o pontapé inicial há exatos 50 anos, no dia 31 de maio, em uma partida fria contra a União Soviética que terminou em zero a zero. A bicampeã seleção brasileira estreou só no dia 3 de junho, e contra a Tchecoslováquia, e de cara amargou um gol do lateral esquerda Petrás. Mas, bastou o susto para o Brasil vencer de virada não com dois, nem com três, mas com quatro gols. Dois de Pelé, dos mais antológicos de sua carreira, o primeiro em que mata um lançamento longo no peito e chuta de frente; o segundo, recebe sozinho na grande área e dá um chapéu no goleiro.  

Após uma vitória magra por um a zero contra a Inglaterra, com gol de Jairzinho, e um três a dois apertado contra a Romênia, com três gols (incluindo um anulado) de Pelé, a seleção, então comandada por Zagallo, se classificou para as quartas de final em primeiro lugar no grupo 3.   

Passou, também com emoção, pelo Peru, com uma vitória de quatro a dois, antes de enfrentar o Uruguai, o “fantasma da Copa de 50”, na semi-final, de quem venceu uma partida alucinante por três a um, com gols de Clodoaldo, Jairzinho e Rivelino.

Por fim, chegou a Itália, no estádio Azteca, na Cidade do México, em 21 de junho. Foi a primeira vez que dois campeões mundiais – ou, no caso, dois bicampeões mundiais: Brasil (1958 e 1962); Itália (1934 e 1938) – se enfrentaram em uma final da Copa. Pelé abriu o placar com aquela sua clássica escorada de cabeça, na bola cruzada por Rivellino, no canto do gol. O empate italiano veio na sequência, quando o atacante Boninsegna roubou a bola quase no meio do campo e foi na raça até conseguir chutar ao gol.

O desempate logo viria com um chute cruzado de esquerda de Gérson, e o terceiro gol, de Jairzinho, que quase entrou com bola e tudo. O quarto e último ponto da partida foi um dos mais bonitos da história do futebol, em que após uma linda jogada coordenada que havia começado no meio do campo, Pelé cruzou para Carlos Alberto Torres que encheu o pé e estufou a rede, fechando com chave de ouro a campanha impecável da melhor seleção de futebol de todos os tempos. 

Tags:
ArteEsporte
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Pe. Zezinho
Reportagem local
Pe. Zezinho faz alerta sobre orações de cura e libertação
2
AVENIDO BROTHERS
Agnès Pinard Legry
Três irmãos são ordenados padres no mesmo dia
3
COMMUNION
Philip Kosloski
Oração ao seu anjo da guarda antes de receber a comunhão
4
VENEZUELA
Ramón Antonio Pérez
Quando a vida surge do abuso atroz a uma jovem deficiente
5
MARRIAGE
Matrimonio cristiano
Beijar a aliança todos os dias: uma indulgência especial aos casa...
6
Aleteia Brasil
O segredo da cidade bósnia onde jamais houve um divórcio
7
Livres de todo mal
O demônio tem mais poder à noite ou em determinada época do ano?
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia