Aleteia

Por que você deveria passar mais tempo em um jardim

Children Relaxing
Shutterstock
Compartilhar

Faz muito sentido que o primeiro lar da humanidade tenha sido o Éden

Nós nos mudamos para uma nova casa há cerca de um ano – uma residência espaçosa de tijolos vermelhos em um dos bairros mais antigos da cidade.

No interior da casa, há muitas peças e detalhes feitos de madeira. E lá fora é o Éden.

Um dos principais fatores que nos levaram a comprar esta casa foi a beleza do jardim.

Na área verde da frente fica uma imponente magnólia. A cada primavera, o espetáculo é adornado com milhares de flores rosas.

Sob a magnólia, há um tumulto de folhagens manchadas e listradas com mais tons de verde do que parece possível.

Elevando-se acima, como anjinhos, estão as pequenas flores brancas de lírio do vale.

Aninhados no portão da frente, há arbustos lilás, e qualquer visitante de nossa casa caminha entre eles, recebido por uma pitada de perfume floral. É divertido ver seus rostos se iluminarem de alegria.

O jardim que ganha vida a cada primavera traz uma sensação de esperança. Cada novo ramo que brota e cada flor que se abre para o sol é um ícone do renascimento.

Quaisquer que sejam os cuidados ou preocupações que assolam uma pessoa, em um jardim, eles desaparecem suavemente.

Fiz experimentos e concluí que me sinto mais tranquilo lendo um livro à sombra da nossa árvore florida do que sentado lá dentro lendo o mesmo livro.

Estudos mais rigorosos do que o meu parecem demonstrar o mesmo: as pessoas são mais felizes num jardim.

O sol em nossa pele, o ar puro, os pássaros cantando nos arbustos, tudo isso propicia uma maior saúde e bem-estar.

Os benefícios de um jardim vão além de um livro relaxante e do café com leite, e incluem sujar as mãos nele.

Trabalhar no jardim alivia o estresse, ajuda a função imunológica, aumenta os níveis de vitamina D, combate a depressão e mantém nosso cérebro mais jovem à medida que envelhecemos fisicamente.

A jardinagem é uma tarefa que poucas pessoas temem. Claro, talvez nos queixemos no começo. Mas quando chegamos lá com a sujeira entre os dedos, o cheiro da terra e das plantas como um incenso na pele, tudo muda. O dia se ilumina.

Há uma joaninha naquela folha, uma flor de peônia oscilando ao vento, uma sensação de calor irradiando no ar banhado pelo sol. Só observamos esses detalhes, e apenas algumas vezes, quando estamos no jardim. É ali que estamos mais em contato conosco.

Enquanto escrevo isso, a Solenidade da Ascensão que celebramos na semana passada ainda está em minha mente.

Como acontece entre as flores de maio, esta é uma celebração que naturalmente tem uma conexão com os jardins.

A Ascensão é um levantamento, uma entronização da beleza física e tátil deste mundo. Existe uma beleza inscrita neste mundo que é de valor infinito, tanto que Deus a leva ao Céu com Ele.

Suponho que seja por isso que a beleza natural tenha uma qualidade celestial e por isso que faz sentido que Adão e Eva tenham recebido um jardim para morar.

Eu penso melhor quando cercado pela natureza. Sua beleza evoca a melhor parte da minha alma. Conecta-me com a parte mais nobre de mim mesmo.

É um sentimento interessante, calmo, mas também energizante, relaxado, mas também criativo, atento a todos os detalhes, mas sem se sentir oprimido.

É o oposto de como me sinto quando cercado por concreto urbano e automóveis. Na cidade, sinto ambição. Sinto a energia do lugar, mas pode se tornar demais. É perturbador e, eventualmente, toda a energia é queimada e a exaustão a substitui.

Suspeito que a maioria das pessoas também sofra esse esgotamento, e é por isso que quando saímos de férias ou procuramos um refresco nos retiramos para a natureza para passear em um jardim, escalar uma montanha ou sentar à beira-mar.

A beleza de um jardim nos alimenta. Ela nos alimenta com seus frutos e suas flores. Ela oferece sua melhor decoração para nos encantar.

Um jardim também nutre a alma. Ele é como uma mãe, muito gentil e muito paciente. Ele coloca o dedo nos lábios e pede um silêncio pacífico e dourado. Nesse silêncio, estamos acolhidos. A beleza que encontramos aqui é uma beleza que nos fala de um grande e misterioso amor.

Se você precisar de mim, eu estarei no meu jardim.

Boletim
Receba Aleteia todo dia