Aleteia

Covid-19: brasileiro perdeu irmã, avô, pai e mãe num espaço de 2 semanas

Compartilhar

“Como que você enterra seu pai, sua mãe, sem se despedir? Só Deus para me manter de pé”

Natanailton Ferreira Xavier, servidor público de Planaltina, no entorno do Distrito Federal, sofreu uma série brutal de perdas familiares relacionadas com a Covid-19: em menos de duas semanas, faleceram sua irmã, seu avô, seu pai e sua mãe. Todos eles tinham comorbidades.

Além disso, o próprio Natanailton e sua esposa testaram positivo para a doença provocada pelo novo coronavírus. Em isolamento doméstico, ele declarou à TV Anhanguera:

“Não tem o que dizer, é um momento muito difícil. Estou me reinventando, porque é só Deus para me manter de pé”.

A quinzena mais dolorosa de uma vida

  • 18 de maio – falece a irmã de Natanailton, Selma Lourenço de Brito, 43 anos. Ela tinha a doença de Chagas e sofria de obesidade.
  • 26 de maio – falece o avô, Vitor Ferreira Brito, 98 anos. Ele tinha problemas renais e estava tratando uma pneumonia.
  • 28 de maio – falece o pai de Natanailton, Sidinei, que sofria de diabetes e problemas cardíacos. Além disso, ele havia tido dengue no início do mês; o seu quadro de saúde piorou depois que ele precisou sair para procurar atendimento em unidades de saúde.
  • 31 de maio – falece a mãe de Natanailton, Olga Ferreira Xavier, que tinha hipertensão.

Despedida à distância

Mesmo em isolamento, ele fez questão de ir até o cemitério, tomando cuidados essenciais como permanecer dentro do carro, para ao menos acompanhar de longe o sepultamento:

“Como que você enterra seu pai, sua mãe, sem se despedir? Eu fui de carro, estava usando luva, máscara, fiquei o tempo todo dentro do carro e vi eles sendo enterrados”.

Os três filhos de Natanailton e da esposa também estão isolados em casa. Eles precisarão procurar muita força uns nos outros e em Deus para atravessar a provação que estão vivendo.

Boletim
Receba Aleteia todo dia