Aleteia
Sábado 24 Outubro |
São Maglório
Religião

Capelães militares serviram aqueles que serviram

FATHER Charles F. Suver

Official U.S. Marine Corps Photograph, from the collections of the Naval History and Heritage Command

John Burger - publicado em 07/06/20

Contos de heroísmo, doação e compaixão em relatos de duas guerras mundiais

Todo mundo conhece a foto dos fuzileiros navais da Segunda Guerra Mundial levantando a bandeira norte-americana em Iwo Jima. Mas poucas pessoas falam sobre o capelão que celebrou uma missa católica à sombra desse evento histórico.

Charles F. Suver, um padre jesuíta de 39 anos, era um dos quase 60 capelães que acompanhavam as divisões da Marinha que invadiram Iwo Jima ou trabalhavam no mar com a frota invasora. A batalha de 1945 foi a mais sangrenta do Pacífico.

“Havia, como um capelão disse, ‘uma grande corrida aos Sacramentos’ antes que as ondas de ataques ocorressem”, escreveu o historiador Robert Barr Smith no site Warfare History Network.

“Um jovem oficial prometeu içar uma bandeira americana no pico do Monte Suribachi. O capelão Charles Suver respondeu: ‘Você coloca lá em cima e eu rezarei a missa embaixo’. Os dias de Suver na praia foram, em suas palavras, “uma mistura de miséria, tortura e sofrimento”. Ele não exagerou. Em Iwo Jima, os fuzileiros atacantes sofreram quase 30% de baixas. Suver passou três dias em um posto improvisado, confortando os feridos e os moribundos. 

Smith continua: 

Embora Suver tenha dormido o sono da pura exaustão em sua primeira noite em terra, o capelão James Deasy não. Ele passou a maior parte da noite rastejando pelas chamas japonesas, de trincheira em trincheira, incentivando os homens, orando pelos feridos, moribundos e mortos. Por cinco noites, Deasy continuou quase sem dormir.Na terceira noite, ele foi totalmente enterrado por uma concha japonesa. Quando os fuzileiros navais vieram em seu auxílio, seus gritos abafados ordenaram que ficassem escondidos até que o bombardeio japonês parasse. Só então o capelão foi retirado de seu túmulo, abalado, mas ainda vivo.

Embora mais de 22.000 fuzileiros navais tenham sido mortos ou feridos durante os combates em Iwo Jima, os EUA acabaram por prevalecer sobre os japoneses, e a batalha de um mês provou ser um ponto de virada. E pe. Suver cumpriu sua promessa.

“No quinto dia da luta, quando as cores nacionais eclodiram em Suribachi e os fuzileiros navais aplaudiram, Suver e seu assistente alcançaram o topo e prontamente celebraram a missa, enquanto outros fuzileiros ainda estavam limpando cavernas próximas de defensores obstinados”, escreveu Smith. “Uma tábua apoiada em dois tambores de combustível vazios era o altar de Suver, e suas vestes eram cáqui.”

A história é uma das muitas em que Smith relata o heroísmo, a doação e a compaixão dos capelães durante as duas guerras mundiais. Intitulada Meios de graça, esperança de glória, a história foi reimpressa recentemente no National Interest. Smith continua descrevendo situações difíceis nas quais os capelães fizeram tudo o que podiam para não apenas salvar almas, mas também salvar vidas, mesmo às próprias custas. 

Por exemplo, havia o pe. Aloysius Schmitt, que impulsionou tantos homens através de uma vigia do USS Oklahoma ,depois que foi atingido pelo ataque japonês a Pearl Harbor, e os compartimentos estavam enchendo de água. Schmitt acabou se afogando. Houve pe. Francis J. Keenan, que foi atacado por aviões alemães enquanto enterrava um soldado na praia durante a invasão da Sicília.

“Seus braços e pernas rasgados por fragmentos, Keenan continuou cavando metodicamente, enquanto os soldados gritavam para ele se esconder”, escreveu Smith. “Keenan trabalhou até ficar satisfeito com o túmulo, depois leu o serviço funerário sobre os restos mortais do soldado. Só então ele procurou ajuda médica para si próprio. E havia pe. Francis L. Sampson, capelão de 32 anos que saltou de paraquedas na Normandia durante a invasão do Dia D de 1944. 

Pe. Sampson se ofereceu para ficar em uma casa de fazenda com homens gravemente feridos para serem transferidos. “Durante toda a noite e no dia seguinte, ele dividiu seu tempo entre cuidar dos homens feridos e sair correndo para acenar uma bandeira branca contra o avanço das tropas alemãs”, escreveu Smith.

“A certa altura, Sampson foi capturado por dois soldados alemães, que se preparavam para matá-lo. Orando com força, o capelão ouviu um tiro, mas não foi dirigido a ele. Veio da pistola de um oficial alemão que atirou no ar e assumiu pessoalmente o comando de Sampson, mostrando ao capelão a medalha católica que ele carregava dentro do uniforme e fotos do bebê. Sampson foi poupado. O que ele fez a seguir se tornou a inspiração para o filme O Resgate do Soldado Ryan, de 1998. Smith não entra nessa questão, mas vale a pena ler seu artigo.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
GuerraHistória da IgrejaIgreja CatólicaMissionáriosPadresReligiosos
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
Papa Pedro João Paulo II Bento XVI Francisco
Reportagem local
Pedro, João Paulo, Bento e Francisco: 4 Papas...
SAINT MICHAEL
Philip Kosloski
Oração a São Miguel por proteção contra inimi...
Rosário
Philip Kosloski
Benefícios do Rosário: 3 virtudes que aprende...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia