Aleteia

Mesmo em meio à dor dos dias atuais, sejamos guerreiros em Cristo

SAD GIRL
Compartilhar

Precisamos entender que todas as batalhas permitidas por Deus servem para nos fortalecer e para nos transformar

Sabemos que os últimos tempos têm exigido de cada um de nós uma força e um sentido diferente. São tempos nebulosos, em que a incerteza diante do futuro se faz completamente presente.
Hoje, escrevo sobre sermos guerreiros em Cristo em meio à dor. Eu não sei qual é a tua dor, não sei qual é a tua realidade ou a batalha que você está enfrentando atualmente. Contudo, Jesus Cristo reforça para nós, em seu infinito amor, que está conosco por onde quer que andemos.
Como psicóloga, tenho visto e conhecido algumas dores – dores estas, que nomeei de dores invisíveis. As dores invisíveis são as que não possuem cor, diagnósticos e que não se veem através de um raio x. São dores da alma e do coração, capazes de tocar e de fazer doer de forma intensa o mais profundo de nosso ser.
Há muitas pessoas vivendo uma tristeza que parece não ter fim. Há pessoas com depressão, pessoas que vivenciam o processo de luto da perda de um ente querido, de um amor, de uma profissão e até mesmo o luto de uma rotina que tinha antes, e que agora, já não tem mais.
Há pessoas com crise de ansiedade dentro de suas próprias casas – lugar que antes era sinônimo de refúgio -, há pessoas com um enorme vazio dentro do peito, vazio este que toma delas todo o sentido de viver. Há pessoas mendigando por amor, por uma palavra amiga e por carinho. Há guerreiros hoje, guerreando por esperança de dias melhores.
O mundo tem exigido, cada vez mais, que sejamos guerreiros valentes e firmes em meio ao vale da morte e diante de tudo aquilo que se desfaz como num passe de mágica. São tempos difíceis, são batalhas difíceis e até mesmo cruéis.
Durante as batalhas permitidas por Deus, nos damos conta de que o dinheiro não compra saúde, de que a paz e o sossego não são conquistados através dos bens que guardamos e que a verdadeira força vem da fé fervorosa sobre aquilo que não vemos. A força, vem daquilo que é sobrenatural. Deus é sobrenatural. Precisamos viver o sobrenatural para acreditarmos em milagres. Precisamos viver o sobrenatural para tomarmos posse de uma graça que ainda não chegou.
Precisamos entender que todas as batalhas permitidas por Deus servem para nos fortalecer e para nos transformar. Após uma batalha lutada ao lado de Cristo, nos tornamos guerreiros diferentes. Nos tornamos guerreiros exemplares. Nos tornamos guerreiros que vivem o sobrenatural de Deus.
Jesus Cristo, em suas últimas horas neste mundo – em sua última batalha – foi guerreiro suficiente para crer na promessa de Deus: através de sua morte, Ele salvou toda a humanidade. Por sua dor, nós fomos salvos. Que sejamos guerreiros assim como Jesus Cristo o foi – guerreiros que experienciam o sobrenatural. Sejamos guerreiros armados com a fé do que não se vê, mas do que se vivencia por meio da fé em Deus.
Independentemente da batalha na qual você esteja guerreando, lembre-se sempre que Jesus nos diz: “Ora, não te ordenei: Sê forte e corajoso? Não temas e não te apavores, pois o SENHOR teu Deus, estará contigo por onde você andar!” (Josué 1, 9).
 
Que sigamos sem medo de lutar as batalhas que são necessárias para a nossa edificação. Que não tenhamos medo e de viver o sobrenatural que muitas vezes só é experienciado em meio a dor. Sigamos em frente – com fé – valentes guerreiros! Não desistam, pois, o final da guerra está próximo. Jesus Cristo, voltará por todos os valentes guerreiros que transformaram uma batalha doída em uma experiência de esperança e de paz para si e para os seus.
Boletim
Receba Aleteia todo dia