Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sábado 31 Outubro |
Beato Domingos Collins
home iconAtualidade
line break icon

Peru supera os 200.000 casos de Covid-19 com hospitais quase saturados

LIMA, PERU

Anadolu Agency

Agências de Notícias - publicado em 11/06/20

Os pacientes curados aumentaram para 3.373 nesta terça, totalizando 92.929 recuperados desde o registro do primeiro caso, em março

O Peru superou nesta terça-feira (9) os 200.000 casos do novo coronavírus, o que tem provocado escassez de oxigênio para pacientes graves em Lima e ameaça de colapso no sistema hospitalar da capital.

A cifra de mortos subiu para 5.738, um aumento de 167 nas últimas 24 horas, enquanto os contagiados somaram 203.736, com 4.040 novos casos, segundo o balanço mais recente do Ministério da Saúde.

Os pacientes curados aumentaram para 3.373 nesta terça, totalizando 92.929 recuperados desde o registro do primeiro caso, em março.

Com 33 milhões de habitantes, o Peru está há 12 semanas em confinamento nacional obrigatório e agora ocupa o oitavo lugar no mundo entre os países com mais casos de coronavírus, com um sistema hospitalar à beira do colapso em Lima.

Na Amazônia peruana, que a princípio foi a região mais afetada pela pandemia no país, o coronavírus parece, no entanto, dar sinais de começar a ceder, segundo cifras oficiais.

Na região de floresta de Loreto, a mais extensa do Peru e onde fica a nascente do rio Amazonas, caiu drasticamente o número de óbitos na primeira semana de junho (13 diários, em média), em comparação com o mesmo período de maio (44 diários), segundo o registro nacional de mortes.

“Há menos falecidos do que nos dois meses anteriores”, disse o chefe do Colégio Médico de Loreto, Luis Runciman, ao jornal El Comercio, de Lima.

“Isto não se deve à ação do governo, mas a que o vírus não tem mais a quem infectar (em Loreto). As poucas pessoas que restam se contagiar o farão nas próximas semanas”, acrescentou.

Outro sinal positivo é que as autoridades prometeram que banhistas e surfistas poderão voltar sozinhos às praias, apesar da manutenção da quarentena. O surfe é um esporte muito popular no Peru, que tem mais de 60.000 praticantes.

Além disso, a cidadela inca de Machu Picchu, joia do turismo no país, refina os protocolos para reabrir em julho, enquanto o futebol profissional planeja retomar o torneio – jogando exclusivamente em Lima – a partir do dia 31 deste mês.

– Filas para comprar oxigênio –

Mas diferentemente da região de floresta, a zona menos habitada do país, o novo coronavírus continua causando estragos na densamente povoada Lima, com 10 milhões de habitantes, e em cidades do quente litoral norte.

Na capital, persiste uma aguda escassez de oxigênio médico para tratar doentes graves de COVID-19, e por isso isso o recurso foi declarado como estratégico pelo governo.

“Nós estamos aqui desde as 21h de ontem, fazendo fila para obter oxigênio” para um parente doente, disse à AFP Paul González, de 32 anos.

Nos hospitais peruanos, há 9.903 pacientes com COVID-19, a grande maioria em Lima, onde se concentra um terço da população peruana e 70% dos contagiados. Isto mantém os hospitais da capital à beira do colapso.

“Meu pai está melhorando pouco a pouco, seu corpo está evoluindo e esperamos que continue melhorando com o passar dos dias”, disse à AFP Denis Luna, de 24 anos, cujo pai está hospitalizado há semanas.

O primeiro caso foi detectado no Peru em 6 de março e os 100.000 contágios foram superados em 20 de maio. O país é o segundo da América Latina em casos de coronavírus atrás do Brasil. Em número de mortos é o terceiro, depois do Brasil e do México.

Com 33 milhões de habitantes, o país mantém toque de recolher noturno e fronteiras fechadas.

A economia do país, que até fevereiro era muito dinâmica, está semiparalisada, mas sindicatos empresariais têxteis começaram a exigir a retomada imediata da produção e das vendas. O PIB peruano encolheu 16% em março e 3,39% no primeiro trimestre de 2020.

(AFP)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
Coronavírus
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Brasileira Simone Barreto Silva é vítima de ataque terrorista na catedral de Nice
Reportagem local
Brasileira é vítima no ataque terrorista na c...
Reportagem local
França: atentado na basílica de Notre Dame em...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Pe. Robson de Oliveira
Francisco Vêneto
Defesa desmente Fantástico, da TV Globo, em n...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
Reportagem local
Corpo incorrupto de Santa Bernadette: o que o...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia