Aleteia
Terça-feira 20 Outubro |
São Cornélio
Atualidade

Manifestação contra racismo vandaliza estátua do Pe. António Vieira em Lisboa

Câmara Municipal de Lisboa / Reprodução

Reportagem local - publicado em 12/06/20

O missionário, no entanto, criticou duramente a escravidão e os maus tratos contra indígenas

De acordo com a agência católica portuguesa Ecclesia, foi vandalizada em Lisboa, na noite desta quinta, 11, uma estátua que representa o missionário jesuíta pe. António Vieira segurando uma cruz junto a três crianças indígenas do Brasil. A escultura, situada no Largo Trindade Coelho, no Bairro Alto, foi pichada com a palavra “Descoloniza”, durante a onda de manifestações contra o racismo que tem se propagado por dezenas de países. O ataque teria acontecido porque o catequista vem sendo indevidamente vinculado à escravidão de africanos por colonizadores portugueses no período colonial.

A mesma estátua já tinha sido vandalizada há cerca de dois anos. Na ocasião, os jesuítas de Portugal descreveram o pe. Vieira como um “profeta sempre incômodo”. De fato, ele se tornou conhecido justamente por denunciar a crueldade com que os colonos portugueses no Brasil tratavam os índios e os escravos.

António Vieira nasceu em Lisboa em 6 de fevereiro de 1608 e, aos 6 anos de idade, veio para o Brasil com a família. Tornou-se religioso jesuíta e foi missionário e diplomata. Seus “Sermões”, que compõem nada menos que 16 volumes, estão entre as obras clássicas da literatura portuguesa. O sacerdote morreu em 18 de julho de 1697, aos 89 anos, na Bahia.

Enquanto a polícia portuguesa está à procura dos vândalos, o historiador António Borges Coelho declarou à rede estatal RTP que associar o pe. Vieira à escravidão é “absurdo”, dada uma de suas cartas mais conhecidas e admiradas, remetida ao rei Afonso VI, em que o missionário abomina essa prática e os maus tratos contra os índios.

O pe. Bruno Nobre, jesuíta que leciona filosofia na Universidade Católica Portuguesa, teve uma declaração citada pela agência Ecclesia:

“Vieira foi, inevitavelmente, um homem do seu tempo. Mas foi, também, um homem à frente do seu tempo, porque capaz de se elevar acima da mentalidade dominante, encarnando o papel de consciência crítica do Portugal setecentista. Por isso, Vieira não pode ser condenado por grupos que querem apagar a nossa história”.




Leia também:
Aos ladrões “de maior calibre e de mais alta esfera”: um sermão do Pe. Vieira

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
Ideologia
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
st charbel
Reportagem local
Por acaso não está acontecendo o que São Char...
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
Ellen Mady
Para Jesus não existe novena melhor do que es...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
ícone São Lucas Nossa Senhora Jesus médico
Reportagem local
Oração a São Lucas, evangelista e médico, pel...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
JENNIFER CHRISTIE
Jennifer Christie
Fui estuprada numa viagem a trabalho - e meu ...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia