Aleteia

A Virgem dourada que protege Roma

MADONNINA
Compartilhar

A grande imagem da “Madonnina” pode ser vista de várias partes da cidade eterna

Clique aqui para abrir a galeria de fotos

De vários pontos da cidade de Roma, as pessoas podem ver brilhar, lá no alto de um monte, uma luz dourada. Trata-se da “Madonnina”, que protege a cidade eterna desde 1953.

A história é a seguinte: em 1944, durante a Segunda Guerra Mundial, tropas americanas desembarcaram na cidade de Anzio e começaram a avançar para Roma, que estava ocupada pelas tropas alemãs. Os romanos ficaram preocupados com um possível choque sanguinário entre as duas tropas, o que colocaria de joelhos a cidade inteira.

Foi então que, mais uma vez, o Papa Pio XII, convidou os devotos a rezar a Nossa Senhora, pedindo a urgente pacificação da cidade.

A comunidade Dom Orione, movida pelo chamado do Papa, começou a colher assinaturas dos cidadãos para fazer o voto de pacificação à Maria Sálus Pópuli Románi, que já havia salvado Roma de uma epidemia e outras batalhas. 

Foram colhidas mais de um milhão de assinaturas. No dia quatro de junho, foi proferido o voto formal à Virgem e a cidade foi novamente salva de uma catástrofe.

No dia 11 de junho, em tom emotivo, o Papa discursou diante da Sálus Pópuli Románi, agradecendo pela promessa cumprida (de salvar a cidade). O povo romano, então, decidiu fazer uma imagem em honra à Virgem.

A população começou a arrecadar bronze, cobre e latão e o escultor Arrigo Minerbi, que foi salvo dos nazistas ao se esconder na comunidade, se ofereceu para fazer a escultura.

E assim foi construída a linda estátua, que tem nove metros de altura e está sobre um pedestal de 18 metros. Ela é feita de vários metais fundidos e coberta por uma camada de ouro.

Do alto do Monte Mario, um dos pontos mais altos de Roma, continua protegendo toda a cidade com uma mão apontando para o céu e outra para a Roma.

Em 2009, um forte tornado a tirou do pedestal e ela foi quebrada em várias partes. Depois de uma cuidadosa restauração, voltou ao seu lugar em 2010 em cerimônia que teve a bênção de Bento XVI.

De lá pra cá, ela continua belíssima e reluzente, a vigiar a cidade eterna e o seu povo.

Clique em “Abrir a galeria de fotos” para conhecer mais sobre a imagem.

 

 

Boletim
Receba Aleteia todo dia