Aleteia

Guadalupe pode ficar sem peregrinos este ano

GUADALUPE
Shutterstock | Kiev.Victor
Compartilhar

22 milhões de fiéis podem ficar sem visitar “La morenita del Tepeyac”. Mas Nossa Senhora espera por você, quando chegar a hora

Clique aqui para abrir a galeria de fotos

A Basílica de Guadalupe, o santuário mariano mais visitado do mundo, com cerca de 22 milhões de peregrinos e fieis que visitam a “Morenita” todos os anos, teve que cancelar quase duas mil peregrinações para este ano de 2020.

Mesmo no dia de concentração máxima na Basílica, 12 de dezembro, dia em que será comemorado o 489º aniversário das aparições da Virgem ao indígena São Juan Diego, é possível que não haja presença de fiéis.

Entre 9 e 12 de dezembro de cada ano, quase onze milhões de pessoas visitam a Basílica, localizada no nordeste da Cidade do México, aos pés do monte Tepeyac, onde ocorreram as aparições.

Todos os anos, cerca de 2.300 peregrinações dirigem-se à Basílica de todas as direções do México e de vários países do mundo.

No entanto, devido à pandemia de coronavírus, as autoridades e o abade da Basílica cancelaram quase 2.000 peregrinações (86% do total).

O cancelamento das peregrinações e 12 de dezembro seria um evento sem precedentes na história do México, uma vez que essa grande festa é realizada sem interrupção desde o século XVII.

O 12 de dezembro foi celebrado até mesmo durante a Guerra Cristera (1926-1929), com a perseguição religiosa no auge, embora de maneira sigilosa, devido ao perigo de prisão pelas tropas federais.

A Virgem espera por você, quando chegar a hora

“Enquanto não houver vacina nem um medicamento que nos ajude a controlar tudo isso, o acesso não será possível; corremos o risco de ter de cancelar este ano (a peregrinação de dezembro)”, disse Juan José Jiménez, coordenador de peregrinações da Basílica de Santa Maria de Guadalupe, ao portal VC Noticias.

Jiménez também anunciou que o santuário decidiu cancelar todas as peregrinações até 31 de agosto, com a possibilidade de estender o prazo.

De fato, as peregrinações já estão suspensas desde março passado, quando o Conselho Geral de Saúde decretou estado de emergência sanitária no país devido à pandemia de coronavírus.

As grandes peregrinações locais também foram canceladas: a de Querétaro – a maior e mais antiga do México – com cem mil paroquianos, ocorreria em julho; a de Oaxaca, em 12 de maio, e a Celaya, em 8 de agosto.

A partir de um cenário otimista, no qual as peregrinações e visitas ao templo de Guadalupe possam ser retomadas, Jiménez Monreal explicou a capacidade máxima no templo será de 500 pessoas.

“Pedimos aos paroquianos que, enquanto estiverem em casa, confiem-se a Deus, e tenham certeza de que a Virgem estará esperando por eles quando chegar a hora”, disse Jiménez.

Boletim
Receba Aleteia todo dia