Aleteia
Sexta-feira 23 Outubro |
São Paulo Tong Viet Buong
Estilo de vida

Uma mensagem do Sagrado Coração: "Vinde a mim, eu vos aliviarei"

SACRED HEART

Shutterstock-Hana Stepanikova

Hozana - publicado em 19/06/20

Jesus, com o seu coração aberto e do lado de fora, vem ensinar que tudo o que Ele fez foi pelo outro

Que susto! Já estamos quase no meio do ano, vivenciando o mês do Sagrado Coração de Jesus. Olho para a imagem de Jesus com o Coração para fora de seu corpo, machucado, aberto pela lança, em chamas, coroado de espinhos. Para quem pensa racionalmente é difícil compreender. É tão difícil sentir… Fiquei assim durante esta semana, tentando ligar os pontos. Parecia estar num quebra-cabeças, conseguia posicionar as peças, mas nenhuma conexão.

Toca meu celular, vejo uma mensagem de alguém muito querido e um áudio de mais de cinco minutos. Procurei um lugar mais calmo para escutar (e isso é bem difícil atualmente, acredito que pra você também). A mensagem descrevia uma situação de desentendimento na família (quem nunca?). Basicamente a irmã não se entendia com o irmão, algo que vinha desde a infância e que se agravou na vida adulta, contaminando também os cônjuges que absorveram as discórdias.

Dizia meu amigo: “Queria te fazer duas perguntas. Ontem li no Evangelho que Jesus manda a gente amar os inimigos, como isso é possível? A outra pergunta é sobre minha irmã. Você sabe que eu já perdoei […], mas queria saber: é correto querer manter distância e não conviver?”. É óbvio que não são duas perguntas. Os irmãos se veem como inimigos e é nítido que por este motivo querem manter distância.

Tentei ser breve nas palavras, mas passei os cinco minutos de áudio. Afinal, o que é amar? Obviamente eu sou bem sincera e já disse que não houve um perdão de fato, mas que não precisava se preocupar, pois o fato de querer perdoar já inicia o processo. Ninguém cura uma ferida da noite para o dia, a não ser que haja um milagre, o que também não é impossível. Mas o natural é que essa ferida tenha que receber cuidados. Dependendo do tamanho da ferida é preciso raspar toda a casca para que outra pele cubra o ferimento. Um processo muito dolorido.

No momento em que preparava minhas respostas, eu respondia minhas dúvidas. Mas era óbvio, pelo menos parte do quebra-cabeças eu estava montando. O amor é ação e não esse sentimentalismo movido por nossas paixões desordenadas. É muito fácil olhar para o amor de uma mãe para um bebezinho tão frágil e dependente, mas é difícil enxergar o amor de um pai que pune seu filho severamente para que acerte sua vida.

Naquele momento via com clareza que o meu amigo estava querendo receber da irmã o carinho e a atenção que desejara, mas esqueceu que o amor não é orgulhoso. Ele queria que sua irmã dessa assistência quando precisasse de ajuda, mas esqueceu que o amor não é interesseiro, não pede nada em troca. E não adianta sentir, era preciso agir.

Deus enviou seu Filho Jesus ao mundo para ser gerado no ventre de uma Virgem e ter um coração humano, capaz de sentir todas as emoções e assim entender e chorar conosco as nossas misérias. Deus veio aqui viver nossa vida para que pudéssemos ter uma direção e assim imitar a Jesus, porque um dia teremos que prestar contas deste Amor.

Meu amigo não poderia ficar longe de sua irmã. A nossa missão começa dentro de casa, em nossas famílias. O que ele precisava era entender que todo o mal que sua irmã lhe fez não é algo que ele tenha que guardar. Era preciso enxergar com o Coração de Cristo.

É fácil falar de Jesus, ler um trecho do Evangelho para refletir sobre o que Ele ensinou e até hoje nos ensina. É muito fácil observar sua compaixão, o amor pelos pobres, a facilidade de perdoar, de acolher quem era excluído. Difícil mesmo é viver! Não adianta pedir perdão, nem se auto considerar uma pessoa que perdoa. Se ainda doer é porque não ocorreu o completo perdão e a cura interior.

Jesus com o seu Coração aberto, pro lado de fora, vem ensinar que tudo o que Ele fez foi pelo outro. Uma vida inteira para o outro. Mas nós não somos capazes de nem ao menos ter tempo para com os idosos ou com as crianças. E não adianta vir com essa história de ter “tempo de qualidade”, isso não existe. Tempo é um só, ou você tem ou não tem. O problema é que geralmente o tempo tem relação com o dinheiro e nisso ninguém quer perder.

O Sagrado Coração de Jesus é o amor que devemos imitar. Quando olhamos para Maria, sua Mãe, vemos a configuração ao coração de Cristo, capaz de nem existir para que somente o de Jesus exista. Queira imitar Jesus! Queira este amor que age, que faz, que acontece. Sentimentos são humanos e querem nos dominar, vamos passar a vida lutando contra eles.

No fim do áudio, completei com algo que julgo ser de grande eficácia para aqueles que precisam entrar num processo de perdão. Disse que ele precisava estar na pele de sua irmã. Quantos traumas ela sofreu para reagir assim? O que será que ela pensa de você? Perguntas assim que façam com que nos coloquemos no lugar da pessoa, pois todas as reações humanas são resultado de uma base (boa ou ruim).

Nestes tempos de isolamento é fácil ficar tranquilo quando a vida financeira está em dia e não se tem filhos para alimentar. Mas não deve ser nada fácil para um pai de família que precisar dar o sustendo aos filhos e a esposa. Tudo em nossa vida pode mudar a depender do ponto de vista. Jesus fazia isso. Conseguia entender perfeitamente o mais íntimo dos corações, simplesmente porque Ele vive lá dentro.

Vamos nos comprometer a ter os mesmos sentimentos de Jesus. Pois Ele, sendo Deus, não quis se tornar Deus mas se esvaziou de si mesmo, assumindo a forma de servo, tornando-se em semelhança a nós em tudo. E por nós humilhou-se, tornando-se obediente até à morte e morte de cruz. Humildemente tomemos a nossa cruz e peçamos, pela força do Espírito Santo, o amor de Cristo para vencer todos os sentimentos mundanos e viver em paz. (Filipenses 2, 5-11)

Concluo o meu quebra-cabeças. Forma-se a imagem de Jesus com o seu Sagrado Coração, que sorrindo para mim me diz: “Vinde a mim, eu vos aliviarei.”

Por Marcela Buback Del Antonio, do Hozana


SACRED HEART

Leia também:
O significado espiritual do coração para os cristãos

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
CaridadeSagrado Coração de Jesus
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
nuvens sinais
Reportagem local
Estão sendo fotografados "sinais do céu"?
Extremistas queimam igrejas no Chile
Francisco Vêneto
Por que queimam igrejas: Dom Henrique e Pe. J...
Rosário
Philip Kosloski
Benefícios do Rosário: 3 virtudes que aprende...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia