Aleteia

O que os católicos entendem por “sucessão apostólica”

AQUILEIA BASILICA
Compartilhar

Sucessão apostólica é a transmissão da missão e do poder dos apóstolos aos seus sucessores, os bispos

Você já deve ter ouvido a expressão “sucessão apostólica”. Mas sabe o que isso quer dizer?

Uma breve introdução a esse conceito é encontrada no Compêndio do Catecismo da Igreja Católica:

“A sucessão apostólica é a transmissão, mediante o sacramento da Ordem, da missão e do poder dos Apóstolos aos seus sucessores, os Bispos. Graças a esta transmissão, a Igreja permanece em comunhão de fé e de vida com a sua origem, enquanto ao longo dos séculos orienta todo o seu apostolado para a difusão do Reino de Cristo na terra”(176). 

Para simplificar, a sucessão apostólica se refere à crença de que os bispos da Igreja Católica são sucessores diretos dos apóstolos.

Isto pode ser visto principalmente através da linha ininterrupta de papas, começando com São Pedro Apóstolo e continuando até hoje, com o Papa Francisco.

Por extensão, esse ministério dos apóstolos também é dado aos bispos, que têm uma “linhagem” semelhante, baseada em sua ordenação episcopal e na conexão com o Santo Padre.

Essa crença apóia a conexão da Igreja moderna às origens apostólicas do cristianismo, evidenciando o vínculo direto do catolicismo com Jesus Cristo.

 

Boletim
Receba Aleteia todo dia