Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quinta-feira 18 Abril |
Aleteia logo
Estilo de vida
separateurCreated with Sketch.

A característica de São Paulo que mudou a vida dele (e pode mudar a sua)

Saint Paul

Bartolomeo Montagna | Public Domain

Theresa Civantos Barber - publicado em 02/07/20

A disposição para ouvir e mudar de pensamento alterou a vida de Saulo para sempre. Se permitirmos, também pode mudar a nossa

São Paulo não conheceu Cristo durante Seu tempo na Terra, mas se tornou um dos mais ardentes seguidores de Nosso Senhor e um dos missionários mais apostólicos que o mundo já conheceu.

No entanto, talvez o que é mais surpreendente nele é que, segundo todos os relatos, ele nunca deveria ter sido um missionário.

Quando São Paulo aparece pela primeira vez nas Escrituras, ele está perseguindo ardentemente a Igreja Cristã. Sua completa mudança de opinião é uma das reviravoltas mais chocantes da história cristã. Sua conversão ainda é de vital importância e as suas qualidades internas que tornaram isso possível podem nos inspirar e impactar profundamente nossa vida cotidiana.

A coragem de admitir um erro

A súbita mudança de São Paulo revela uma característica muito rara: ele estava aberto a mudar de ideia. Parece bastante simples, mas ouvir novas informações com um coração aberto e, em seguida, integrar essas novas informações de maneira a provocar uma mudança de pensamento e comportamento, requer humildade extraordinária. Mas é assim que a verdadeira conversão acontece.

Ninguém gosta de admitir que se enganou. Mas as Escrituras nos dizem repetidas vezes que o orgulho é corrosivo para a alma. É preciso verdadeira humildade de espírito para estarmos abertos à mudança de pensamento. Mas como aplicar essa humildade na vida cotidiana? Uma pessoa com espírito humilde como o de São Paulo sempre faz as seguintes afirmações (e de forma verdadeira):

– “Eu não fazia ideia. Isso é bom saber disso”;
– “Vou considerar o que você disse”;
– “Eu não deveria ter feito / dito isso”;
– “Eu não sabia disso. Eu mudei de ideia”;
– “Eu nunca pensei nisso dessa maneira. Obrigado por explicar”.

Ouvir a voz de Deus

É muito bom estar disposto a mudar de ideia quando Deus literalmente o derruba no chão, como aconteceu com São Paulo no caminho de Damasco:

“Durante a viagem, estando já perto de Damas­co, subitamente o cercou uma luz resplandecente vinda do céu. Caindo por terra, ouviu uma voz que lhe dizia: ‘Saulo, Saulo, por que me persegues?’. Saulo disse: ‘Quem és, Senhor?’ Respondeu ele: ‘Eu sou Jesus, a quem tu persegues'” (Atos dos Apóstolos 9, 3-5).

Quem não mudaria de ideia nessas circunstâncias? Mas a maioria das pessoas não está ouvindo as vozes do céu pedindo que elas alterem seus caminhos. Então, por que a mudança voluntária de coração de São Paulo é tão digna de imitação?

Primeiro, porque Deus ainda fala com cada um de nós hoje. Segundo, porque a humildade da alma de São Paulo não se limitou a esse acontecimento, mas continuou em seu ministério.

São Paulo ouviu a voz de Deus… E todos os dias Deus fala a cada um de nós de inúmeras maneiras: através das Sagradas Escrituras, através de acontecimentos em nossas vidas, através das pessoas ao nosso redor e diretamente em nossos corações. Podemos ouvir Sua voz e conhecer Sua vontade para nós, somente se abrirmos espaço na agitação diária para ouvir essa “voz mansa e delicada” em nossas almas.

Para São Paulo, esse acontecimento extraordinário no caminho de Damasco não foi um ato isolado de humildade; desencadeou um padrão ao longo de sua vida de conversão. O Papa Francisco chamou São Paulo de “o modelo de humildade para nós, sacerdotes”.

Os escritos de São Paulo exortam repetidamente a humildade, o perdão e a gentileza de espírito, como nesta passagem:

“Portanto, como eleitos de Deus, santos e queridos, revesti-vos de entra­nhada misericórdia, de bondade, humildade, doçura, paciência.Suportai-vos uns aos outros e perdoai-vos mutuamente, toda vez que tiverdes queixa contra outrem. Como o Senhor vos perdoou, assim perdoai também vós” (Colossenses 3, 12-13).

Muitos de nós, no entanto, não são chamados a reversões dramáticas do propósito de toda a nossa vida, como foi São Paulo. Porém, podemos imitá-lo em pequenos atos de renúncia ao orgulho e à raiva e abraçar as cruzes de nossas vocações individuais.

A disposição para ouvir e mudar alterou a vida de Saulo para sempre, e também pode mudar a nossa, se permitirmos.


MODLITWA

Leia também:
Como fortalecer a virtude da humildade

Tags:
ConversãoHumildadeSantos
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia