Aleteia

Uma meditação para quando você sentir Jesus “distante”

STORM
Compartilhar

O coração de Jesus não dorme e Ele nunca fica distante de nós

No Evangelho de São Marcos, os apóstolos estavam frustrados com Jesus, pois havia uma tempestade no mar e ele estava dormindo:

“Nisso, surgiu uma grande tormenta e lançava as ondas dentro da barca, de modo que ela já se enchia de água. Jesus achava-se na popa, dormindo sobre um travesseiro. Eles acordaram-no e disseram-lhe: ‘Mestre, não te importa que pereçamos?'” (Marcos 4, 37-38). 

Podemos nos sentir assim em momentos diferentes de nossas vidas. Uma crise pode ocorrer e podemos olhar em volta e clamar a Deus, pedindo que ele acorde!

No entanto, embora Jesus pareça estar dormindo, ele não está. Em um livro do século XIX, o escritor Patrick Francis Moran reflete sobre uma passagem encontrada no Cântico dos Cânticos, que complementa o relato dos apóstolos no mar: “Eu durmo, e meu coração vela”.

“Se Jesus tivesse simplesmente dito ‘eu durmo’ e nada mais, suas palavras, longe de me darem o deleite que agora transmitem, teriam apenas criado inquietação e alarme. Jesus dorme, e o diabo, meu inimigo, está acordado e caminha como um leão pronto para me devorar! … Jesus dorme! Quem, então, vai me vigiar? … Minha esperança dorme! Em quem devo esperar?

Mas quem é ao mesmo tempo meu amor, minha esperança e minha força, não me deixa muito tempo em suspense. ‘Eu durmo’, diz ele, ‘e meu coração vela’. Ó palavras de doce encorajamento! Aquele sono que deixa o coração acordado não é um sono inerte e tórrido; aquele sono em que o coração não dorme, não é um sono de esquecimento. O coração de Jesus está velando! Ele ainda pode me amar. O coração de Jesus está velando! Ele ainda pode me ajudar.

Jesus nos ama muito e, embora possa testar nossa fidelidade e confiança nele, ele nunca para de nos vigiar e nos guiar na direção certa.

O coração de Jesus não dorme. Seu amor o motiva e o mantém sempre em ação.

Essas palavras do Cântico dos Cânticos lançaram alguma luz sobre como ele se dirigiu aos seus apóstolos, que não entendiam como Jesus ainda os vigiava:

“Como sois medrosos! Ainda não tendes fé?” (Marcos 4,40).

Sempre que as tempestades da vida abalam nosso mundo, tentemos manter a fé e a confiança no plano de Jesus. Ele pode parecer estar dormindo, distante e sem amor, mas, na realidade, seu coração nunca dorme e continua a nos amar e a nos guiar de volta a ele.

Boletim
Receba Aleteia todo dia