Aleteia

A anciã de 91 anos que pinta seu vilarejo com lindas flores

AGNES KASPARKOVA
Compartilhar

Seguindo a arte tradicional da Morávia, Louka (República Tcheca) se tornou um canto precioso do planeta. “Faço o que gosto”, diz Anežka

Clique aqui para abrir a galeria de fotos

Anežka Kašpárková é uma adorável avó de 91 anos que vive na República Tcheca. Ela dedicou toda sua vida a trabalhar no campo, mas nos últimos anos permitiu que sua vocação artística se expandisse, e acabou fazendo um sucesso inesperado nas redes sociais.

Anežka se aposentou das tarefas agrícolas mais difíceis há algum tempo, mas como gosta de trabalhar, não estava disposta a ficar em casa de braços cruzados.

A anciã decidiu dedicar mais horas ao seu grande hobby: pintura decorativa de paredes e fachadas com a ornamentação floral típica de seu país.

Trabalho artesanal

Nas paredes brancas das casas de sua pequena cidade, Anežka cria padrões decorativos em azul ultramarino que surpreendem os vizinhos.

Ela pinta à mão, sem moldes, e nunca faz dois desenhos idênticos. Tem uma maneira totalmente artesanal de decorar as janelas, caixilhos das portas, sempre seguindo o estilo tradicional da Morávia.

Graças às redes sociais, seu talento está se tornando mundialmente famoso. Aqui você pode ver as imagens do trabalho dela:

Tornar o mundo mais bonito

“Eu faço o que eu gosto. Com isso, ajudo a decorar um pouco o mundo”, diz Anežka.

Ela só precisa de uma coisa: paredes brancos. A cada dois anos, as casas precisam de uma nova camada de tinta e, novamente, a anciã começa a trabalhar para embelezá-las.

A avó (babička em tcheco) reside em Louka, no distrito de Hodonin, pertencente à região da Morávia do Sul, uma bela área da Europa na fronteira tcheca com a Eslováquia. As águas do Danúbio não passam muito longe dali e tornam a terra fértil e as paisagens de um verde fascinante.

Atrativo turístico

As obras murais de Anežka fizeram de Louka uma atração turística. Muitos praticantes de Trekking incluem Louka em suas caminhadas para não perder a contemplação dessa beleza simples e amigável.

Às vezes, Anežka pede um andaime ou escada para acessar a altura da parede a ser pintada. Nada a detém. Ela pinta há quase 40 anos e espera continuar fazendo isso enquanto viver. A arte a mantém jovem em espírito.

Uma arte tradicional da Morávia

Para Anežka, essa é uma maneira de dar vida às tradições culturais de sua terra. Ela aprendeu a técnica com outra mulher, cujo sobrenome era Manakova, que morreu há muito tempo, e deseja que esse legado não se perca.

Todo mês de maio, pinte o eremitério

Por volta do mês de maio, Anežka reserva 10 dias para decorar um edifício com um significado especial para ela: o eremitério.

A Morávia é uma região que sofreu especialmente a perseguição religiosa comunista após a Segunda Guerra Mundial. No entanto, esta pequena igreja é um emblema da fé que resiste à passagem do tempo, com a beleza acrescentada pela decoração floral de Anežka. É extremamente atraente em sua simplicidade.

Boletim
Receba Aleteia todo dia