Aleteia
Quinta-feira 22 Outubro |
São Moderano
Atualidade

Vaticano: vacina contra Covid deve ser disponibilizada para todos

Chinnapong / Shutterstock.com

Reportagem local - publicado em 23/07/20

Pontifícia Academia para a Vida se manifesta a favor da dimensão pública de possíveis tratamentos contra o coronavírus

A Pontifícia Academia para a Vida, organismo vaticano, divulgou hoje uma mensagem em que defende a cooperação internacional no desenvolvimento de vacina da Covid e enfatiza a necessidade desse tratamento ser disponibilizado para todos, sem exceções.

Em um texto intitulado “Humana communitas na era da pandemia”, o organismo vaticano questiona as lições aprendemos com a pandemia e pergunta: que conversão de pensamento e ação estamos prontos para enfrentar, em nome da família humana?

Segundo a Academia para a Vida, há uma “lição de fragilidade” que toca a todos, mas especialmente aos hospitalizados, os prisioneiros nos cárceres, os que vivem em campos de refugiados.

Ao mesmo tempo, aprendemos outra lição: a consciência de que a vida é um dom. E ainda: a pandemia nos fez entender que tudo está conectado e que “a depredação da terra”, as escolhas econômicas baseadas na ganância e no consumo excessivo, “o abuso e o desprezo pela criação” também tiveram consequências sobre a propagação do vírus.

Vacina

Também deve ser dada maior atenção “à interdependência humana e à vulnerabilidade comum”, pois enquanto “países fecharam suas fronteiras”, alguns implementando até “um jogo cínico de acusação mútua”, “o vírus não reconhece fronteiras”.

Partindo deste ponto, o apelo por “uma sinergia de esforços” para compartilhar informações, fornecer ajuda e disponibilizar recursos.

Particularmente devem ser feitos esforços para desenvolver tratamentos e vacinas: nesta área, de fato, “a falta de coordenação e cooperação” é um obstáculo no tratamento contra a Covid-19.

Enquanto isso, a pandemia aumentou ainda mais a diferença entre países ricos e pobres que pagaram “o preço mais alto” porque já carecem de recursos básicos e são frequentemente atingidos por outras doenças letais, como a malária e a tuberculose.

Medidas

Então, o que fazer? Antes de mais nada, o documento lembra da importância da “ética do risco”, que envolve responsabilidades específicas para com as pessoas cuja saúde, vida e dignidade correm mais risco.

De fato, focar na gênese da pandemia, sem olhar para as desigualdades econômicas, sociais e políticas entre os países do mundo – explica o texto – significa não entender o significado das condições que levaram o vírus a se difundir mais rapidamente.

Em segundo lugar, a Pontifícia Academia para a Vida pede que sejam feitos “esforços globais e uma grande cooperação internacional” para reconhecer como um “direito humano universal” o “acesso à assistência médico-sanitária de qualidade e medicamentos essenciais para todos”.

Ao mesmo tempo, espera-se a “pesquisa científica responsável”, ou seja, integrativa, livre de conflitos de interesse e baseada em regras de igualdade, liberdade e justiça.

“O bem da sociedade e o bem comum no setor da saúde vêm antes de qualquer interesse pelo lucro”, assinala a Academia.

“A dimensão pública da pesquisa não pode ser sacrificada em prol do lucro privado”. Por este motivo a importância da atuação da Organização Mundial da Saúde, para que apoie acima de tudo “as necessidades e preocupações dos países menos desenvolvidos para enfrentar esta catástrofe sem precedentes”.

Futuro

Por fim, a Academia indica a promoção da solidariedade responsável, que saiba reconhecer a igual dignidade de cada pessoa, especialmente dos mais necessitados.

“Todos são chamados a fazer a sua parte”, sublinha o documento, e é por isso que são necessárias estratégias políticas corretas e transparentes e processos democráticos íntegros.

“Uma comunidade é responsável quando os gastos necessários e apoio mútuo são compartilhados” pelo bem-estar de todos.

A mensagem conclui pedindo “uma atitude de esperança” que vá além da resignação e da nostalgia pelo passado: “É hora de idealizar e implementar um projeto de coexistência humana que permita um futuro melhor” para todos.

(Com Vatican News)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
CoronavírusPandemia
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
CARLO ACUTIS
John Burger
Como foram os últimos dias de vida de Carlo A...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
nuvens sinais
Reportagem local
Estão sendo fotografados "sinais do céu"?
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
st charbel
Reportagem local
Por acaso não está acontecendo o que São Char...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia