Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 17 Janeiro |
home iconAtualidade
line break icon

Hong Kong: ativista católica é presa sob a lei de segurança nacional

WEB2-HONG KONG-PROTEST-CHINA-AFP-075_ip-notitle200701_npD3s.jpg

Delphia Ip / NurPhoto / NurPhoto via AFP

Manifestation à Hong Kong contre la loi sur « la sécurité nationale » entrée en vigueur le 1er juillet 2020.

John Burger - publicado em 11/08/20

A detenção de Agnes Chow acontece num momento de tensão e sanções entre os governos dos EUA e da China

Agnes Chow, uma católica que tem apoiado abertamente os direitos civis em Hong Kong, foi presa na segunda-feira e acusada de violar a nova lei de segurança nacional que Pequim impôs à ex-colônia britânica.

Sua prisão ocorreu no mesmo dia que várias outras pessoas foram detidas, incluindo Jimmy Lai, editor do jornal pró-democracia Apple News de Hong Kong.

Chow é uma ex-candidata a um cargo eletivo em Hong Kong, mas foi impedida de participar da votação por causa de sua defesa da autodeterminação para Hong Kong, de acordo com a Catholic News Agency.

Ela também é ex-membro do Demosisto, partido político fundado pelo proeminente ativista Joshua Wong, que foi dissolvido logo após a entrada em vigor da lei de segurança nacional, de acordo com a CNN. Chow já estava enfrentando acusações relacionadas à sua participação em protestos antigovernamentais no ano passado.

O South China Morning Post noticiou na manhã de terça-feira que Chow deveria ser libertado sob fiança às 22h30, no horário de Hong Kong.

Além disso, a China anunciou sanções a vários legisladores dos EUA e ONGs ocidentais que se manifestaram abertamente em apoio aos direitos humanos e à democracia na República Popular, incluindo o deputado federal Christopher H. Smith, de Nova Jersey, o senador Marco Rubio, do Texas, entre outros. Pequim disse que os legisladores e as ONGs estão “se comportando mal nas questões relacionadas a Hong Kong”.

Por sua parte, os Estados Unidos sancionaram na última sexta-feira a presidente-executiva de Hong Kong, Carrie Lam, e outras autoridades chinesas e de Hong Kong por seu papel na repressão à liberdade política, disse a CNN.


Regime comunista chinês

Leia também:
Governo comunista da China é acusado de hackear diocese de Hong Kong

Tags:
Perseguição
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
Aleteia Brasil
Na íntegra: as três partes do Segredo de Fáti...
UNPLANNED
Jaime Septién
Filme contra o aborto arrasa nas bilheterias ...
BABY BAPTISM
Padre Reginaldo Manzotti
Por que é tão importante batizar uma criança?
Deserto de Negev
Francisco Vêneto
Pedra de 1.400 anos com inscrição mariana é e...
KRZYŻYK NA CZOLE
Beatriz Camargo
60 nomes de bebês que carregam mensagens pode...
Reportagem local
Papa Francisco: cuidado com os cristãos que s...
POPE JOHN PAUL II
Philip Kosloski
"Não tenhais medo": a frase mais usada por Sã...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia