Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Terça-feira 13 Abril |
São Martinho I
home iconHistórias Inspiradoras
line break icon

O testemunho de uma candidata a Miss EUA: “Fui concebida num estupro”

Valerie Gatto

Valerie Gatto / Facebook (Fair Use)

A Miss Pensilvânia, Valeria Gatto, com seu avô no hospital (Arquivo Pessoal / Facebook)

Reportagem local - publicado em 18/08/20

Para Valerie Gatto, Miss Pensilvânia, esse drama poderia inspirar as pessoas a "não deixarem que as circunstâncias definam a sua vida"

Em 2014, a Miss Pensilvânia Valerie Gatto, então candidata a Miss Estados Unidos, declarou ao portal Today.com que foi concebida num estupro.

Para ela, em vez de prejudicar a sua trajetória de sucesso, esse drama poderia inspirar as pessoas a “não deixarem que as circunstâncias definam a sua vida”.

“Eu acredito que Deus me colocou aqui por um motivo: para inspirar as pessoas, para encorajá-las, para lhes dar a esperança de que tudo é possível e de que você não pode deixar as circunstâncias definirem a sua vida. Ser filha de um estupro, não saber quem é o meu pai, não saber se ele vai encontrado algum dia, a maioria das pessoas acha que esta situação é muito negativa. Eu cresci com a minha mãe e os meus avós. Eles nunca viram isso como algo negativo. Eu tenho uma família amorosa, que me apoia e me disse que eu poderia ser presidente dos Estados Unidos”.

Valerie falou do dia em que perguntou à mãe como tinha sido concebida. A mãe resumiu:

“Me aconteceu uma coisa ruim: um homem muito mau me machucou, mas Deus me deu um presente: você”.

De fato, a jovem já tinha declarado, no ano anterior:

“Minha mãe sempre me disse que eu era a luz dela. A partir do momento da concepção, eu fui essa luz no meio da escuridão”.

Valeria Gatto acrescentou, a respeito do impacto de seu próprio testemunho:

“Precisamos ficar atentos contra esses crimes. Eu estou educando as mulheres num assunto muito grave, mas é maravilhoso ver as respostas delas. Elas dizem que isso muda a vida delas”.




Leia também:
O padre nascido de estupro que absolveu o próprio pai: “Sou padre para perdoar”

Tags:
BebêsFamíliaMaternidadeTestemunhoVidaViolência
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
PRINCE PHILIP
Cerith Gardiner
11 fatos interessantes sobre o falecido príncipe Philip
2
Jim Caviezel
J-P Mauro
Jim Caviezel fez o que pode ser considerado um dos maiores discur...
3
DIVINE MERCY
Reportagem local
Como obter indulgência plenária no Domingo da Divina Misericórdia...
4
CARDEAL RANIERO CANTALAMESSA
Francisco Vêneto
Desobediência à Igreja dilacera a fraternidade católica, diz preg...
5
Reportagem local
Santo Sudário, novo estudo: “Não é imagem de morto, mas de ...
6
LOVE AND MERCY FILM
Aleteia Brasil
O filme sobre Santa Faustina e a Divina Misericórdia já está disp...
7
Pe. Gabriel Vila Verde
Reportagem local
Ditadores proibiram missas ao longo da história, recorda pe. Gabr...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia