Aleteia
Terça-feira 27 Outubro |
São Fulco
Estilo de vida

Pandemia me fez deixar muitas coisas para trás, incluindo alguns relacionamentos

Cerith Gardiner - publicado em 20/08/20

É um bom momento para fazer as escolhas que podem nos ajudar a abrir mão de afetos e amizades que não são saudáveis ​​e a criar novos

A pandemia mudou a nossa forma de interagir com o mundo e com as pessoas. Assim, afetou os nossos relacionamentos; de repente, começamos a passar muito mais tempo com algumas pessoas e muito menos com outras.

Tivemos a oportunidade não apenas de alterar os espaços que visitamos e ocupamos, mas também de fazer modificações neles.

Por exemplo, muitos de nós aproveitaram esta situação para organizar a casa e se livrar de coisas excessivas ou desnecessárias.

Escritórios e locais de trabalho também foram transformados pelas medidas de segurança e o “downsizing”, à medida que trabalhar em casa se torna mais comum.

Mas as circunstâncias da pandemia também tiveram um impacto significativo no mundo de nossos relacionamentos, causando uma série de mudanças neles.

A situação que vivemos nos permitiu perceber quem são as pessoas que estão sempre lá por nós e em quem confiamos. Algumas pessoas acabaram sendo uma bênção; já outras se afastaram.

Perder o contato com alguém pode nos deixar desapontados, tristes ou nostálgicos.

Um primeiro passo para a cura dessa tristeza é identificar quem são nossos relacionamentos mais importantes hoje, e avaliar se essas pessoas estão geograficamente próximas ou distantes.

Devemos analisar como estamos gerenciando as mudanças em nossos relacionamentos com eles e como podemos manter nossa conexão viva nas circunstâncias atuais e no futuro próximo.

Diferentes pessoas estarão abertas a diferentes graus e formas de contato, de acordo com suas particularidades e circunstâncias.

Interpretando equivocadamente os sinais

Quando presumimos que sabemos o que está acontecendo na vida da outra pessoa, não demonstramos apenas falta de empatia, mas também falta de humildade em pensar que sabemos o que é melhor para todos.

Para administrar nossos relacionamentos hoje, é necessário ter isto em mente: a maneira como as pessoas entendem “fazer a coisa certa” pode ser um pouco diferente de acordo com a avaliação do risco e percepções da realidade, incluindo o que e como pensamos, como vemos nosso mundo e como percebemos o perigo.

Algumas pessoas, talvez nós possamos ver pessoalmente, com os devidos cuidados; já outras, será preciso limitar o contato a mensagens e chamadas de vídeo.

Em meio a tudo isso, quando é necessário um esforço maior para manter os relacionamentos vivos, somos naturalmente convidados a nos perguntar quais casos valem realmente a pena.

A pandemia está nos permitindo fazer uma espécie de limpeza de nossos relacionamentos que pode nos ajudar a ser mais autênticos.

Podemos ver com quem realmente queremos passar o tempo e de quem precisamos nos despedir. Essas escolhas podem nos ajudar a abrir mão de afetos e amizades que não são saudáveis ​​e a criar novos.

Deixar ir embora

Qualquer pessoa que já perdeu seu telefone celular sabe como é perder suas conexões. Todos os nossos contatos estavam lá.

Podemos recuperar toda a nossa lista de contatos, mas provavelmente aqueles que se reconectaram espontaneamente em uma ou duas semanas são os que mais importam. Alguns virão depois e outros partirão para sempre, tendo cumprido certo papel necessário em determinado momento.

Terminar relacionamentos, mesmo aqueles que percebemos que não eram saudáveis ​​ou não eram essenciais para nossas vidas, pode ser doloroso.

Diante desse tipo de perda emocional, precisamos passar por um processo de cura no qual aprendemos a nos desapegar e a ser mais realistas, deixando de lado falsas expectativas e absorvendo o que aprendemos ao longo do caminho.

Quando vemos que um relacionamento precisa terminar ou acabou, devemos tentar ser gratos pelas lições que aprendemos e lembrar as coisas boas que vieram dessa conexão, enquanto ela durou.

Talvez essa pessoa tenha mudado desde que a conhecemos, talvez porque ela mudou para outra fase da vida, ou porque precisa de algo diferente do que poderíamos oferecer a ela.

Podemos nos sentir tristes, mas precisamos reservar um tempo para observar e apreciar as coisas positivas.

Muitos de nós temos uma tendência natural de estar alertas para apontar apenas as coisas negativas ao nosso redor. Mas é muito mais benéfico reforçar nossa memória destacando e preservando o que há de bom.

Quando se trata de enfatizar o que é positivo, pode ser útil focar no momento presente e em nossos sentimentos de apreciação e gratidão pelas pessoas que fazem ou fizeram parte de nossas vidas.

Mesmo lidando com aqueles que não são mais amigos, nós deve tratá-los bem, com palavras amáveis e com uma menção em nossas orações.


GROUP OF FRIENDS

Leia também:
Os 3 tipos de amizade que fazemos na vida


SHY

Leia também:
Como superar a timidez e fazer amigos

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
amigosAmizade
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
SAINT MICHAEL
Philip Kosloski
Oração a São Miguel por proteção contra inimi...
São Padre Pio de Pietrelcina
Oração de cura e libertação indicada pelo exo...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia