Aleteia
Terça-feira 20 Outubro |
São Cornélio
Atualidade

Deputado mexicano quer listar religião como "atividade potencialmente perigosa"

EDGAR GASCA

Twitter | @edgar_gasca

Reportagem local - Jaime Septién - publicado em 21/08/20

O projeto de lei estadual inclui a religião entre os "vícios de conduta"

Um projeto de lei proposto em maio foi reapresentado em agosto pelo deputado estadual suplente Edgar Humberto Gasca, do Estado mexicano de Quintana Roo, mundialmente conhecido por paraísos turísticos como a Riviera Maia, Cancún, Playa del Carmen e Tulum.

O projeto pede que a religião seja considerada “atividade potencialmente viciante e perigosa para a sociedade”.

Gasca pertence hoje ao partido de esquerda que governa o México, o Movimento Nacional de Regeneração (Morena). Até 2016 ele era membro do Partido Revolucionário Institucional (PRI), que se manteve no poder no país durante nada menos que 7 décadas consecutivas, de 1929 até 2000. Em 1990, o escritor peruano Mario Vargas Llosa alcunhou o governo mexicano, sob o PRI, de “ditadura perfeita”.

O projeto apresentado por Gasca pretende reformar a Lei de Prevenção e Tratamento de Dependências em Quintana Roo, abordando “vícios de conduta” e “vícios de ingestão”. Entre os “vícios de ingestão”, enumeram-se os químicos, o álcool, a nicotina, a maconha, os sedativos hipnóticos, a anfetamina, o ecstasy, a heroína, o ópio e a comida, propondo inclusive punir a anorexia. No conjunto dos “vícios de conduta”, ele coloca no mesmo nível os vícios em jogo, sexo, relacionamentos, religião, trabalho, internet e co-dependência.

Para o deputado, a religião pode levar a “uma doença psicoemocional ou transtorno debilitante”, sendo um vício “dos mais perigosos para a sociedade e para as famílias mexicanas”.

A proposta de Gasca obrigaria as autoridades de Quintana Roo a promoverem ações contra “toda atividade, conduta ou relação que prejudique a saúde do indivíduo” e a “informar a sociedade sobre danos biopsicossociais irreparáveis ​​em decorrência delas”.

A amplitude e generalidade do projeto abre perigosas brechas para que o governo monitore e imponha restrições a quem for considerado “viciado” em atividades tão díspares quanto consumir heroína ou maconha, navegar muitas horas por dia na internet ou frequentar muito a igreja.


China social credit

Leia também:
“1984” em 2020: os estarrecedores “créditos sociais” da China para controlar o povo

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
IdeologiaPolíticaReligiãoSociedade
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
st charbel
Reportagem local
Por acaso não está acontecendo o que São Char...
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
Ellen Mady
Para Jesus não existe novena melhor do que es...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
ícone São Lucas Nossa Senhora Jesus médico
Reportagem local
Oração a São Lucas, evangelista e médico, pel...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
JENNIFER CHRISTIE
Jennifer Christie
Fui estuprada numa viagem a trabalho - e meu ...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia