Aleteia

O conselho da senhora de 107 anos que sobreviveu à gripe espanhola e Covid-19

ANNA DEL PRIORE
Compartilhar

São dicas de quem aproveita a vida com alegria e muita fé em Deus

A dona Anna Del Priore, de 107 anos, conseguiu sobreviver ao coronavírus depois de contraí-lo no início do verão europeu. E não foi a primeira vez que ela teve que lidar com uma doença tão mortal.

Quando era criança, Del Priore pegou a gripe espanhola e conseguiu se curar. Cem anos depois, seu corpo frágil resistiu ao coronavírus. A neta Darlene Jasmine, de 66 anos, acreditava que ela iria sucumbir à doença. No entanto, Deus e Del Priore tinham outros planos.

“Fiquei animada quando ela saiu disso… Ela não deixa nada a derrubar. Ela contraiu a gripe espanhola e superou. Ela ama a vida e provavelmente tinha em mente que este não era o fim ”, explicou Jasmine ao site Today.

A ex-costureira cresceu no Brooklyn com seus cinco irmãos e seus pais, que eram surdos. Foi lá que ela conheceu seu marido, Frank, que era um dançarino profissional de tango. O casal, então, passou anos dançando juntos. Mesmo depois que ele morreu, Del Priore se manteve ativa e, até seu aniversário de 100 anos, costumava caminhar cerca de 1,5 km todos os dias para encontrar os amigos.

“Ela não pensa na idade; ela simplesmente aproveita cada dia. Ela adora dançar e adora música. Quando ela ouve música, seu pé começa a bater. Ela não se preocupa com as pequenas coisas. A vida existe para ser desfrutada ”, compartilhou sua neta.

E parece que a alegria de viver de Del Priore é de família. A irmã dela, Helen, tem 105 anos e também está sobrevivendo às duas pandemias.

Você pode perguntar como as idosas conseguiram resistir a dois vírus tão devastadores. Talvez seja  devido à sua visão da vida: “Ser boa com os outros, manter bons amigos, ser honesta, amar a Deus – e comer muita pimenta”.

Mesmo que você não goste de pimenta, este é o sábio conselho desta guerreira para todos nós!

Boletim
Receba Aleteia todo dia