Aleteia
Quarta-feira 21 Outubro |
São Bertoldo de Parma
Histórias Inspiradoras

Mulher recusou abortar; deu à luz gêmeos que se tornaram padres

Matthew Green - publicado em 04/09/20

O ultrassom indicava que tudo ia mal, mas ela queria aceitar a vontade de Deus

O que você faria se soubesse que está grávida de uma criança com duas cabeças e membros extras? E se os médicos dissessem que você deveria fazer um aborto porque uma gravidez tão difícil assim poderia colocá-la em risco?

R. S. enfrentou essa situação em 1984; ela decidiu recusar o aborto e aceitar “tudo o que Deus me enviar”. A Igreja deve a essa decisão dois sacerdotes – irmãos gêmeos padre P. e padre F. (eles pediram para guardar sigilo).

A história incomum dos gêmeos foi notícia em 2013, um ano após a ordenação deles, e foi difundida por artigos nos meios de comunicação católicos Aciprensa e Religión en Libertad (ReL), entre outros sites. Hoje, após oito anos de sacerdócio, eles estão entusiasmados com seu ministério e usam as redes sociais para evangelizar.

Seus pais, R. e H., não poderiam imaginar há 36 anos que hoje eles teriam filhos gêmeos idênticos, sacerdotes, transmitindo missas ao vivo no Facebook. Quando R. foi fazer um checkup depois de saber que estava grávida, o médico fez um ultrassom e achou que o que eles estavam vendo na tela era uma criança gravemente deformada (pela descrição, provavelmente gêmeos siameses inviáveis), uma gravidez que poderia colocar a vida de R. em risco. O médico recomendou um aborto “terapêutico” como solução.

“Disseram à minha mãe para fazer um aborto, mas ela não quis. Ela escolheu a vida, mesmo que naquela época pudesse [fazer um aborto], porque ela supostamente corria risco de morte”, disse o padre P. à ReL. (O aborto “terapêutico” era legal no Chile na época; foi tornado ilegal em 1989, mas foi legalizado novamente em 2017.)

Padre F. disse à Aciprensa que eles não têm certeza se o médico interpretou mal o ultrassom ou se o Senhor interveio na gravidez para que gêmeos saudáveis ​​nascessem. Seja como for, padre P. diz: “sempre sinto especial carinho e ternura quando penso no coração de minha mãe, que se dispôs a dar a vida por mim, por nós.”

Quando eles tinham 16 anos, começaram a participar mais da vida da Igreja. Então entraram no seminário com 18 anos.

Alguém pode pensar que entrar para o sacerdócio foi uma decisão que eles teriam discernido juntos; os gêmeos têm a reputação de compartilhar todos os seus segredos. No entanto, eles dizem que ambos mantiveram seu discernimento vocacional privado, porque eles não queriam influenciar as decisões de vida um do outro.

Cada um foi atraído pelo sacerdócio à sua maneira, embora o resultado final tenha sido o mesmo. P. disse à Aciprensa: “Não sei qual de nós dois sentiu o chamado primeiro. Acho que Deus fez as coisas muito bem, para proteger a liberdade de nossa resposta”. Padre P., no dia em que foram ordenados, disse: “compartilhamos as mesmas experiências e o mesmo chamado de Jesus a compartilhá-Lo com os outros”.

Falando sobre a vocação ao sacerdócio, pe. F. disse à Aciprensa: “Deus não brinca com a gente. Ele quer que sejamos felizes, e o sacerdócio é uma bela vocação que nos torna plenamente felizes”.

Os gêmeos só souberam da história de coragem de sua mãe quando estavam no sexto ano de seus estudos do seminário. Padre P. diz: “Como não defender a vida? Como não podemos pregar o Deus da vida? Este acontecimento deu um impulso à minha vocação, deu-lhe uma vitalidade específica. Estou convencido do que acredito, do que sou e do que falo, claramente pela graça de Deus”.

Após 10 anos de estudo e preparação, foram ordenados sacerdotes juntos em 2012.

Hoje, a mídia social faz parte de seu ministério. Suas postagens no Facebook, Instagram e Twitter refletem sua alegria no sacerdócio, seu senso de humor, sua proximidade um com o outro e com a comunidade.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
AbortoFilhosIgrejaIgreja CatólicaPadresVidaVocação
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
CARLO ACUTIS
John Burger
Como foram os últimos dias de vida de Carlo A...
violência contra padres no Brasil
Francisco Vêneto
Outubro de cruz para padres no Brasil: um per...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
SAINT JOSEPH SLEEPS
Philip Kosloski
Durma em paz com esta breve oração a São José
Pe. Gilmar
Reportagem local
Padre é encontrado após três dias desaparecid...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia