Aleteia logoAleteia logoAleteia
Segunda-feira 27 Junho |
São Benvindo de Gúbbio 
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Braço da OMS chama a atenção para “epidemia silenciosa”

WEB2-AM090220-POPE-FRANCIS-AUDIENCE-SEP.-02-2020-Antoine-Mekary-ALETEIA-AM_8489.jpg

Antoine Mekary | ALETEIA

Octavio Messias - publicado em 06/09/20 - atualizado em 06/09/20

Condições de saúde mental podem ser afetadas como efeito colateral da pandemia

A Covid-19 não é o único risco à saúde ocasionado pela pandemia. Quadros de ansiedade e depressão têm andado lado a lado com o vírus e os resultados preocupam especialistas. “As condições de saúde mental são uma epidemia silenciosa que afetou as Américas muito antes da #COVID19”, publicou a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), que atua de maneira coordenada com a OMS. 

“Temos uma crise de saúde mental na nossa região como nunca vimos antes. Distúrbios do tipo são uma epidemia silenciosa que já afetava as Américas bem antes da Covid-19”, disse Carissa Etienne, diretora geral da Opas, em uma coletiva de imprensa virtual. 

A questão de saúde mental nas Américas chamou a atenção da Opas e foi chamada como “epidemia silenciosa” muito antes da pandemia, ainda em 2017. Recebeu esse nome pelo fato de que muitos dos que sofrem de distúrbios como ansiedade e depressão, por exemplo, quando têm consciência de que estão com algum problema, o que já não acontece sempre, muitas vezes sofrem em silêncio e não procuram ajuda.

Com a pandemia, esse tipo de doença tende a se agravar, assim como a proliferar feito um vírus. Isolamento social, crise financeira e luto por parentes estariam entre os principais agravantes. Especialmente nos Estados Unidos, no Brasil, no Peru e no México, os quatro países do eixo que estão sendo mais duramente castigados pelo vírus e que, com exceção do Peru, já vinham liderando os casos da epidemia silenciosa no continente. “Metade dos adultos desses países estão estressados por causa da pandemia. Muitos estão usando drogas e álcool, o que pode gerar um ciclo vicioso para as doenças mentais.”

Além de ansiedade e depressão, a organização alerta para outras ameaças como abuso de álcool e de drogas, que podem agravar estes e ainda desencadear outros distúrbios psíquicos. E culminar no suicídio. Especialistas preveem que a quarta onda da pandemia não será marcada pela disseminação do vírus, mas pelo aumento nos índices de depressão e suicídio.

Portanto, fique atento àqueles de quem você gosta, especialmente os que passam a quarentena solitariamente. 

A organização ainda chama a atenção para a alta de casos nas Américas, epicentro da doença desde maio, que concentram 13% da população mundial, mas registrou mais de 60% das mortes por Covid-19 no mundo. 

Tags:
Saúde
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia