Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sábado 05 Dezembro |
São Saba
home iconAtualidade
line break icon

A pandemia que expôs os limites da ciência

SCIENCE

Shutterstock | alphaspirit

Ignasi De Bofarull - publicado em 11/09/20

Ninguém deve duvidar da capacidade da ciência em conter uma epidemia como a do coronavírus. No entanto, ela está nos mostrando que também tem seus limites

A pandemia do novo coronavírus avança e a ciência está empreendendo todos os esforços para contê-la. No entanto, os resultados demoram a chegar, o que nos enche de angústia.

As pesquisas farmacêuticas na busca de uma vacina para barrar a Covid-19 estão exigindo muito dinheiro. Até a inteligência artificial, com uma quantidade incalculável de dados (Big Data) e computadores de potência descomunal, está tendo poucos resultados até agora, mas segue com a promessa de melhorar a vida da humanidade.

No entanto, precisamos apoiar a ciência e evitar a tendência negacionista. Em linhas gerais, ninguém deve duvidar da eficácia da ciência. No entanto, ela está nos mostrando seus limites, como informa o Bloomberg Opinion, um dos veículos de comunicação mais bem conceituados do planeta: “A pandemia está expondo os limites da ciência”(24/05/2020). Da mesma maneira, a prestigiosa revista digital The Conversation destaca como o coronavírus “expôs os limites da inteligência artificial”(20/7/2020).

Mas o que devemos pensar diante dessas limitações que a ciência está nos mostrando?

Nós não estamos falando de fracassos, pois, por exemplo, as vacinas exigem um longo período de testes. Estamos falando dos limites que nos devem fazer pensar que a ciência e a técnica não são infalíveis.

Há vários meses, dizemos que o homem está vivendo um momento histórico no qual se confirma que somos frágeis, dependentes e necessitados de ajuda. A ciência e a técnica são as instâncias que deveriam velar por nossas vidas, mas também estão demonstrando suas fragilidades.

Precisamos lembrar que, até dois meses atrás, a ciência era a cúspide de um saber diante do qual ninguém duvidada. O ocidente e o oriente estavam consolidando uma verdadeira fé na ciência e na técnica. No progresso humano dos últimos séculos, a razão dava uma certa segurança diante da ignorância e incerteza sobre o futuro.

Pois o futuro, hoje, é o presente e a verdade é que a ciência não tem a capacidade de resolver os problemas de um mundo impactado pela pandemia mais global que já existiu. Pelo menos não consegue fazer como tínhamos previsto, ou seja, imediatamente.

Insistimos: precisamos estar a favor da ciência, mas precisamos pensar também que ela é limitada. Talvez nos equivocamos em nossas crenças e convertemos a ciência em algo absoluto – o que ela não é.

O homem moderno, no caminho até sua autonomia, estava sacralizando a ciência e a técnica. E talvez o homem moderno autossuficiente esteja tocando hoje nos limites de sua própria autonomia. Talvez devamos reconsiderar, humildemente, nossa condição de filhos de Deus a partir de uma nova perspectiva tão palpável e mensurável quanto a mortalidade de uma pandemia. E talvez devamos esperar em um Deus providente.

As pesquisas científicas precisam continuar. E talvez a ciência e a técnica também devam ser mais humildes e aceitar seus limites e sua incapacidade de mudar o mundo imediatamente.


KORONAWIRUS

Leia também:
Onde ciência e religião dialogam para enfrentar o coronavírus

Tags:
CiênciaPandemia
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
HUG
Dolors Massot
Médico abraça paciente com Covid-19 que chora...
PADRE NO ALTAR DA MISSA
Reportagem local
Missa de Crisma é interrompida por policiais ...
Missa de Crisma
Reportagem local
Arcebispo detona interrupção de Missa: "Ocorr...
BOKO HARAM NIGÉRIA
Francisco Vêneto
Terroristas islâmicos degolam mais de 100 pes...
Bispo brasileiro Dom Antônio Carlos Rossi Keller
Reportagem local
Mais um bispo brasileiro detona: "Autoridades...
Aleteia Brasil
Oração do Advento
PADRE CEPEDA
Cecilia Zinicola
O beijo de Jesus: a história de um padre aben...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia