Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 17 Janeiro |
home iconAtualidade
line break icon

Partido Comunista Chinês proíbe cardeal de dar bolinhos a presos

mooncake

stu_spivack / Wikimedia Commons (CC BY-SA 2.0)

Reportagem local - publicado em 11/09/20

Embora se trate de uma tradição do próprio povo chinês, a ditadura de Pequim considerou que ação é uma "atividade política"

O cardeal Joseph Zen Ze-kiun, bispo emérito de Hong Kong, foi proibido pelas autoridades comunistas chinesas de distribuir os tradicionais “bolinhos da lua” aos presidiários locais por ocasião do Festival de Meio Outono, ou Festival da Lua.

O motivo? O regime considerou que ação é uma “atividade política”, segundo noticiado pela agência Asia News:

“As autoridades penitenciárias, ou seja, o Departamento de Serviços Correcionais de Hong Kong, rejeitaram o pedido do Cardeal porque as doações foram classificadas como atividade política”.

Distribuído e comido nesta época em toda a China como símbolo de amizade e votos de prosperidade, o bolinho em questão é recheado com pasta de lótus e gema de ovo e vinha sendo levado pelo cardeal Zen aos prisioneiros de Hong Kong desde 2010.

Como bispo, o cardeal Zen visitava com frequência os presídios de Hong Kong. Ao se aproximar a época do Festival do Meio Outono, alguns presos já chegavam a lhe perguntar: “Eminência, este ano vai ter bolinho da lua?”.

Pois neste ano não vai ter. Este gesto, que é tradição dos próprios chineses, subitamente virou “atividade política” segundo a ditadura de Pequim – mas somente no caso de um cardeal idoso e aposentado, que está fazendo algo que o próprio comunismo propagandeia que é a sua preocupação central: cuidar dos outros e alimentá-los.

A distribuição dos doces era tão conhecida que o próprio Papa Francisco ajudou em 2013, quando o cardeal também não pôde levá-los até os presídios e contou com a ajuda de instituições de caridade incentivadas pelo Papa.

Em seu blog, o cardeal afirmou que a festa deste ano será “um pouco mais fria devido ao bloqueio que me foi imposto”.


HACKER

Leia também:
Governo comunista da China é acusado de hackear o Vaticano

Tags:
IdeologiaPerseguição
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
Aleteia Brasil
Na íntegra: as três partes do Segredo de Fáti...
UNPLANNED
Jaime Septién
Filme contra o aborto arrasa nas bilheterias ...
BABY BAPTISM
Padre Reginaldo Manzotti
Por que é tão importante batizar uma criança?
Deserto de Negev
Francisco Vêneto
Pedra de 1.400 anos com inscrição mariana é e...
KRZYŻYK NA CZOLE
Beatriz Camargo
60 nomes de bebês que carregam mensagens pode...
Reportagem local
Papa Francisco: cuidado com os cristãos que s...
POPE JOHN PAUL II
Philip Kosloski
"Não tenhais medo": a frase mais usada por Sã...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia