Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sexta-feira 27 Novembro |
São Máximo de Lérins
home iconEstilo de vida
line break icon

A importância de dar forma ao vazio

potter

Shutterstock

Talita Rodrigues - publicado em 14/09/20

Precisamos entender que o vazio existe para nos ensinar a buscar aquilo que nos falta

Ultimamente, eu vinha percebendo a minha dificuldade de escrever. Minha inspiração para escrever sobre o amor, sobre a fé e a esperança simplesmente desapareceram. Ao me dar conta disso, percebi que precisava escrever um texto exatamente sobre o que estava me afligindo: o vazio.
Conclui que, durante nossas vidas, raramente encontramos pessoas que nunca passaram por um vazio existencial. O vazio não tem forma, não tem cor, não tem nome e sequer sabemos de fato com o que preenchê-lo.
O vazio tem a tendência – e talvez até seja este seu papel – de fazer com que nós nos percamos de nós mesmos. Não reconhecemos mais os nossos gostos nem o que nos deixa felizes. O vazio é mestre em transformar um céu azul em nublado. Um arco-íris colorido apenas em escalas de cinzas e um dia ensolarado em um dia chuvoso. Nesses períodos, tendemos a ficar cegos a todas as belezas que a vida nos oferece.
Como psicóloga, nunca ouvi ninguém dizer que estava completamente pleno e que havia conseguido preencher o vazio que apareceu para si em algum momento de sua história. Precisamos entender que o vazio (dentro da normalidade) faz parte dos sentimentos e das emoções humanas e que, sim,  ele sempre vem para nos ensinar a buscar aquilo que nos falta. E essa busca talvez seja justamente o que nos dará o sentido que tanto precisamos.
Lidar com o vazio, encará-lo e dar forma a ele é para corajosos. Tenha coragem, respeite suas emoções, empenhe-se em organizar lugares para cada sentimento despertado aí dentro.
Mesmo percebendo que que você sinta muito a falta de você mesmo ou de alguém, você continua  vivendo. E dá para sorrir, se permitir viver momentos felizes, mesmo que o vazio esteja de passagem em seu coração.
Se pararmos para pensar, para olhar para o céu, algumas vezes é necessário que estejamos no chão. Só o fato de termos que nos levantar de algum jeito – porque, independentemente da situação, a vida continua – e isso significa que teremos que olhar além dos muros, das ruas, dos prédios e de tudo o que está a nossa frente. Somente o fato de termos que nos levantar e continuar, de alguma forma, nos fará olhar para o céu. E eu espero do fundo do meu coração que, quando você olhar para o céu, você possa perceber a presença Daquele que estende a mão para você, e que está lá, somente por você.
A tristeza é temporária. O vazio também. Contudo, precisamos entender que ambos fazem parte da vida e que, nos mais diversos capítulos de nossas histórias de vida, teremos que aceitá-los com amor e descobrirmos a forma certa de entender a mensagem que ambos querem nos transmitir.
Coisas boas também acontecem através da dor.
Tags:
Psicologia
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Jesús V. Picón
Padre com câncer terminal: perde os olhos, ma...
Papa Francisco com máscara contra covid
Reportagem local
As 3 “covids” do Papa Francisco
MARADONA
Pablo Cesio
Pelé sobre Maradona: "Espero que um dia jogue...
WEB2-COMMUNION-EUCHARISTIE-HOSTIE-GODONG-DE354465C-e1605635059906.jpg
Reportagem local
Internado na UTI, Pe. Márlon Múcio continua c...
John Burger
A melhor maneira de contar a seus filhos a ve...
MARYJA
Philip Kosloski
A melhor oração mariana para quando você prec...
POINSETTIAS,CHRISTMAS,ALTAR
A. J. Clishem
O segredo do grau de inclinação da cabeça de ...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia