Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quarta-feira 22 Setembro |
São Lauto ou Laudo
home iconEspiritualidade
line break icon

Pe. Manzotti: “falar sobre São Pio edifica a minha fé”

PIO

Lucia Dughetti / CC BY-NC 2.0

Padre Reginaldo Manzotti - publicado em 22/09/20

Nestes dias marcados pelo sofrimento da crise gerada pela pandemia, estamos tentando seguir em frente e nos tornarmos pessoas melhores. Então, peguemos algum exemplo de São Pio

São Pio de Pietrelcina, um santo da atualidade. Lembro que a devoção a um santo tem o propósito de aprendermos como ele respondeu ao chamado, como seguiu Jesus e, a partir disso, aprendermos a lidar com as nossas próprias inquietações. 

Conhecer mais a vida de São Pio e falar sobre ele edifica minha fé. Se muitos se surpreendem quando digo que entrei no seminário com 11 anos, imaginem São Pio que com apenas cinco anos recebeu a vocação.   

Quando perguntaram a ele porque se recolhia em oração e não brincava com as outras crianças, respondeu que era porque elas blasfemavam muito. Muitos podem achar puritanismo exagerado. Mas, não! Às vezes é necessário aprender com uma criança que nem todo lugar, nem todas as conversas, nem todas as pessoas nos convém, quando estas ferem a Deus. 

Aos 16 anos entrou como noviço na Ordem dos Frades Menores em Morcone, depois de quatro anos fez a profissão solene. Durante os estudos para ordenação, por estar com a saúde muito frágil, tinha de voltar para casa e receber cuidados especiais com frequência. Chegou a ser ordenado precocemente porque temia morrer a qualquer momento.  Depois de seis anos, teve uma melhora e foi transferido para o convento Santa Maria das Graças, em San Giovanni Rotondo, lugarejo pobre da Itália que se transformou em um pedacinho do céu. Isso comprova que onde Deus nos quer e nos coloca, é ali que temos que servir e gerar frutos para o Reino. 

São Pio, diante do crucifixo, rezava muitos rosários por dia, atendia confissões sem se cansar e, ao celebrar a Missa, demorava mais de três horas porque mergulhava em êxtase na Paixão de Cristo.  

Primeiro foi agraciado com os estigmas invisíveis e depois recebeu os visíveis, da crucifixão de Jesus, que permaneceram nele por mais de 50 anos. Hoje, até pode-se pensar que isso facilitou tudo na vida de São Pio. Espiritualmente sim, mas ele foi muito perseguido. Houve denúncias equivocadas, sofreu com a invidia clericalis (a inveja entre os clérigos), disseram que ele fazia suas próprias feridas. Certo padre instruído, doutor em medicina, a quem Padre Pio se recusou mostrar as feridas, escreveu um artigo atestando que elas eram falsas e de natureza neurótica. Foram anos de perseguição. Ele foi proibido de rezar Missas públicas e de atender confissões. Mas, no lugar de se revoltar, ele disse: “A Igreja é uma mãe à qual é preciso amar, e mais ainda quando nos pune”.

Não contente em cuidar das almas, projetou um dos maiores hospitais para aliviar também os sofrimentos físicos. Com equipamentos modernos, a Casa de Alívio do Sofrimento tornou-se um dos melhores hospitais da Europa e até hoje é referência. 

Em 23 de setembro de 1968, tendo recebido os sacramentos e com o rosário nas mãos, São Pio entregou sua fervorosa alma a Deus. Milhares de peregrinos vão a San Giovanni Rotondo porque sabem que lá está o corpo parcialmente incorrupto de um homem que amou Jesus Cristo a tal ponto que, além de seu espírito, sua carne se configurou ao Redentor.   

Todos nós fomos marcados pelo sofrimento da crise gerada pela pandemia, estamos tentando seguir em frente e nos tornar pessoas melhores. Então, peguemos algum exemplo de São Pio para nossa vida espiritual. Peçamos que ele interceda junto a Jesus das Santas Chagas para que as nossas chagas sejam curadas no Senhor e para que as graças que necessitamos e não conseguimos, por tão grande intercessor, sejam derramadas sobre nós. 




Leia também:
Dons e carismas extraordinários do Padre Pio


FATHER PIO

Leia também:
Os 50 conselhos do Padre Pio para uma vida de graça

Tags:
Santos
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Exorcista padre Gabriele Amorth
Gelsomino Del Guercio
Os assombrosos diálogos entre o diabo e um exorcista do Vaticano
2
Sangue de São Januário ou San Gennaro
Reportagem local
Milagre do sangue de São Januário volta a ser registrado em Nápol...
3
RECONSTRUCTED CHRIST
Lucandrea Massaro
Assim era Jesus: o misterioso Homem do Sudário, reconstruído em 3...
4
HOLY COMMUNION
Reportagem local
A Santa Missa não pode ser trocada por orações pessoais: sem ela,...
5
Jim Caviezel
J-P Mauro
Jim Caviezel presta uma homenagem eletrizante a Maria
6
Berthe and Marcel
Lauriane Vofo Kana
O segredo do casal que tem a união mais longa da França
7
Aleteia Brasil
O dia em que os cães farejadores detectaram Alguém vivo no Sacrár...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia