Aleteia logoAleteia logoAleteia
Domingo 21 Abril |
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Bruce Springsteen chega aos 71 anos com disco novo

BRUCE SPRINGSTEEN

Wikipedia CC by SA 3.0

BRUCE SPRINGSTEEN: o cantor americano se define como “o pior rapaz do coral” e reconhece a presença de Deus em sua vida profissional: “as palavras, as ideias… muita coisa vem de minha educação católica”, declarou.

Octavio Messias - publicado em 23/09/20

Em plena forma, músico que faz aniversário hoje lança Letter to You, seu segundo álbum em um ano

Com hinos como Born to Run,Born in the USA, Racing in the Street, The River, entre outros, Bruce Springsteen entrou no imaginário do norte-americano no início dos anos 70 como uma espécie de porta-voz do proletariado, alguém que capta as dores e a poesia da vida do operário, e converte em longas narrativas no formato de canção. 

Natural de  Long Branch, Nova Jersey, o Boss, como é conhecido pelos fãs, vem da classe trabalhadora (seu pai era motorista de ônibus; sua mãe, secretária), e logo no início da carreira, quando se apresentava em bares à frente da Steel Mill, sua primeira banda, ganhou reputação como um trabalhador dos palcos, pois fazia apresentações que viravam a madrugada. Shows longos e intensos em que dá tudo de si tornaram-se uma de suas marcas registradas.

O Boss é tão trabalhador que mesmo agora, em plena pandemia, quando está completando 71 anos (23/9), ele está lançando um novo álbum, A Letter to You, seu vigésimo disco de estúdio, sucessor de Western Stars, que mal completou um ano. Os anos 2000 foram particularmente prolíficos para Bruce Springsteen, que lançou nada menos que nove álbuns de estúdio nas últimas duas décadas. ALetter to You chega às plataformas digitais no dia 23 de outubro, e o primeiro single, homônimo, acaba de ser disponibilizado no YouTube. 

Como sugere o clipe, o álbum foi gravado em um estúdio construído na fazenda de Bruce Springsteen, em Colts Neck, Nova Jersey. Para empreitada ele pode contar mais uma vez com a E Street Band, uma pequena assembleia com oito músicos mais sessão de metais, inclui artistas que estão com o Boss desde a época da Steel Mill, como o guitarrista Steven Van Zandt, que ficou famoso ao interpretar Silvio Dante na série The Sopranos (1999-2007).

O processo de gravação foi completado em apenas quatro dias, ainda um a menos do que o programado. Com exceção de alguns efeitos acrescentados posteriormente, todos os instrumentos foram gravados simultaneamente, ao vivo, como deve ser.

Capa da revista norte-americana Rolling Stone desta semana, Springsteen, revelou que as canções do novo álbum surgiram a partir de um presente de um fã. Em 2018, ele estava saindo de uma apresentação em sua residência na Broadway, quando um espectador italiano, acredita ele, lhe deu um violão de presente. O músico relembra que era de uma marca da qual nunca tinha ouvido falar, mas, como achou o instrumento bonito, entrou no carro com ele. 

O violão passou meses intocado na sala de sua casa, até que em abril do ano passado o músico o pegou para dedilhar. “Todas as músicas do álbum saíram dele”, disse Springsteen. “Em talvez menos de 10 dias. Eu só ficava perambulando pela casa em diferentes cômodos e compunha uma música por dia. Escrevi uma música no quarto. Escrevi uma música no nosso bar. Escrevi uma música na sala.”

Bruce Springsteen chega aos 71 anos ainda relevante, no auge da criatividade e, como pode-se notar, com muita lenha para queimar. Esperemos que a pandemia termine logo para que ele possa voltar a demonstrar seu poder de fogo nos palcos. 

Em comemoração pelo seu aniversário, relembremos sua segunda e mais recente passagem pelo Brasil, há exatos sete anos, quando fez uma apresentação de três horas de duração em São Paulo e encerrou uma noite do Rock in Rio. 

Parabéns, Boss!

Tags:
Música
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia