Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quarta-feira 28 Outubro |
São Sálvio
home iconEstilo de vida
line break icon

Quando nossas falhas nos fazem sofrer, como podemos ver o lado bom?

WOMAN, TREKKING. MOUNTAIN

michelangeloop | Shutterstock

Orfa Astorga - publicado em 29/09/20

Nossa vida é como escalar uma montanha por caminhos que muitas vezes não escolhemos

Ao longo da vida, não podemos ignorar nossos pontos fortes nem nossos defeitos. Em nossa caminhada, encontraremos pedras e, na paisagem que surge diante de nossos olhos, contemplaremos vitórias e derrotas, com nossas contradições, nossas verdades, lutas. E, claro, também com nossos sofrimentos e seus frutos.

Uma história de melhoria extraída da experiência prática

A minha história é como a de tantas famílias nas quais a dor causou feridas ao longo da vida, mas ainda assim vemos a providência divina, pois temos o dom de agradecer a Deus por tudo o que ele nos deu.

Eu não pensava assim quando vivia acrescentando meus erros e pecados aos meus complexos e traumas. Até que um dia li que o melhor agradecimento é fazer bom uso do dom recebido e, assim, tentar viver bem. Então decidi pedir ajuda humana e espiritual.

Nesse momento, foi quando percebi que estava subindo minha montanha interior da maneira errada: eu deveria focar em ver em mim uma dignidade intrínseca que marcava o caminho certo.

Então eu decidi superar três grandes medos profundamente enraizados em mim:

  • Que as coisas não eram como eu esperava, pois eu apenas perseguia os fantasmas da minha mente
  • O medo de que eu nunca superaria minhas dificuldades
  • E o medo de viver minha vida na solidão

Felizmente, os objetivos fundamentais da minha terapia foram capazes de me ajudar a descobrir como gerenciar positivamente meu comportamento, assim também como a perspectiva do meu passado, presente e futuro.

Como superar os medos e ver o lado bom?

  • Tomar consciência de tudo que me causou sofrimento ou causou reações negativas
  • Desenvolver atitudes positivas que irão neutralizar o momento em que tais ideias e emoções aparecerem
  • Aprender a desenvolver novos conceitos, julgamentos e deduções sobre meus valores com base na minha verdade mais íntima
  • Focar no desenvolvimento dos meus talentos
  • Elabore planos de curto, médio e longo prazo que me mantenham altamente motivado
  • Treinar minha consciência moral
  • Prestar atenção à minha dimensão espiritual

Claro, a terapia e o início de uma renovação moral e espiritual não me curaram magicamente, mas, fundamentalmente, me deram novas forças para iniciar um processo de luta, onde apesar das minhas recaídas, eu já tinha certeza de que não desistiria. Isso marcou o início da minha recuperação.

E como as minhas disfunções eram profundas, assim também como meu sofrimento, durante muitos anos lutei, enquanto aos poucos ia ganhando terreno e progredindo.

Finalmente, quando sofri pensando que não conseguiria me abrir para ninguém, conheci a mulher que seria minha esposa, que descobriu que havia algo em mim digno amar. Então, demos um sim à vida, a constituir família, a ter sucesso em um projeto profissional.

Eventualmente, eu voltaria à terapia, até que chegasse o momento em que recebesse alta para continuar meu próprio vôo.

Perdão

Neste momento, sei bem que o amor humano e o cultivo dos meus talentos têm sido os pilares do meu aprimoramento e da minha recuperação pessoal. No entanto, estou ciente de que foi pelos dons espirituais que fortaleci no íntimo do meu espírito, perdendo o medo do abismo e perdoando de todo o coração aqueles que colocaram a cruz sobre meus ombros.

Enfim, sei que enquanto eu viver, precisarei de muito esforço para continuar a esculpir em mim uma personalidade cada vez mais equilibrada. Um trabalho que o Criador faz com amor e paciência, e através do qual Ele me pede para deixar em suas mãos o passado, o presente e o futuro, para curar definitivamente.


MULHER REZANDO

Leia também:
Termine o seu dia com esta oração de perdão a Deus


WOMAN PRAYING

Leia também:
Por que é bom pedir perdão a Deus na oração da noite?


SUNSET

Leia também:
O perdão é esquecer?

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
PsicologiaSofrimentoVirtudes
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Pe. Zezinho
Francisco Vêneto
Duas emissoras brasileiras deturpam fatos em ...
Reportagem local
Corpo incorrupto de Santa Bernadette: o que o...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia