Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quinta-feira 29 Outubro |
São Colmano
home iconEstilo de vida
line break icon

Como confortar seu filho em momentos de ansiedade e aborrecimento

PRZEMOC WOBEC DZIECKA

Shutterstock

Cerith Gardiner - publicado em 02/10/20

Dicas para ajudar seu filho a lidar com os desafios da vida social e escolar

A sociabilidade com outras crianças e a vida escolar podem causar muitos momentos estressantes na vida de nossos filhos – e também para os pais que tentam fazer o seu melhor para incentivá-los e ajudá-los. Hoje em dia, em tempo de ensino online, educação domiciliar e muitas restrições na escola, as crianças podem estar achando particularmente difícil lidar com a situação. Como podemos ajudá-las a encontrar paz e calma para enfrentar os desafios?

Sugestões

Como uma mãe que tentou orientar seus quatro filhos nas difíceis águas da educação domiciliar, incluindo meu filho mais novo com necessidades especiais, eu gostaria de compartilhar com vocês algumas sugestões para ajudá-lo em seus esforços para motivar seus filhos.

1CRIE UM CANTINHO ACONCHEGANTE

Uma coisa que fez uma grande diferença para meu filho de 12 anos, em particular, foi ter um lugar para conversar sobre todas as suas provações e tribulações. Nosso cantinho está cheio de almofadas. É um deleite sensorial para quem precisa de conforto – com necessidades especiais ou não. Em um lugar que parece aconchegante, meu filho mais novo é mais capaz de falar sobre o que está em sua mente. Ele frequentemente vai para lá depois da escola, especialmente quando ele precisa de um bate-papo e um abraço.

2ESCUTE ATENTAMENTE

Isso pode ser difícil quando você está sem tempo, mas o que pode parecer trivial para um adulto pode ser angustiante para uma criança. Tente não ser muito desdenhoso quando eles estão entrando em todas as complexidades de seus infortúnios, já que muitas vezes há muita ansiedade acumulada em torno de suas preocupações.

Assim, se você tem um filho que reluta em compartilhar, fazer perguntas pertinentes sempre ajuda. Isso significa estar atualizado com o que está acontecendo na escola, saber as diferentes matérias que eles tiveram naquele dia e estar ciente dos grupos de amigos. Se seu filho não está compartilhando muito e você sente um problema, o corpo docente pode ser de grande ajuda.

Portanto, marque uma reunião, compartilhe suas preocupações e converse com os pais de outros colegas – às vezes, as crianças compartilham notícias do que aconteceu com seus amigos naquele dia, e às vezes pode ser muito surpreendente.

3AJUDE-O A OLHAR PARA O LADO POSITIVO

A reclamação mais comum do meu filho quando ele entra pela porta é “tive o pior dia da minha vida!” No começo isso me estressou muito, até que aprendi a usar um sistema de dimensionamento. Eu o encorajo a colocar seu dia entre 1 e 10 – com 10 sendo uma faixa de “fim do mundo”.

Assim, no início, estávamos sempre em uma escala de 10. Eu então repassava o dia e pedia a ele que me contasse cinco coisas positivas sobre a escola. Enquanto às vezes ele passava muito tempo procurando, outras vezes ele inventava pequenos detalhes muito rapidamente: um amigo o ajudou a pegar seus lápis caídos; um professor cumprimentou-o por seu sotaque espanhol, etc.

Por conseguinte, depois de uma “conversa positiva”, a escala do desastre cairia para cerca de 7 – não tão catastrófica. Mas o que descobri ser também importante é fazê-lo dar nota para o seu dia quando ele não tinha reclamações. Isso faz a vida parecer um pouco mais otimista.

4RECONHEÇA O ESTRESSE E A IRRITAÇÃO

Quando as crianças estão se sentindo angustiadas, como acontece com um adulto, a última coisa de que precisam é que alguém diminua seus sentimentos. Às vezes a vida é injusta. Às vezes é normal ficar com medo.

Na verdade, neste caso, você poderia compartilhar algumas de suas próprias ansiedades e como você as supera. É reconfortante para seu filho saber que seus sentimentos não estão perdidos e, reconhecendo-os, ele pode fazer algo a respeito – na maioria dos casos.

Caso familiar: meu filho mais novo começou a se recusar a ir à escola porque ficou em pânico com os alertas de intrusos. Ele teve pesadelos por muito tempo depois de alguns episódios de ataques a escolas noticiados pela mídia.

Assim, nessa situação, pude falar com o diretor da escola e explicar que se meu filho fosse avisado antes que houvesse um exercício de treinamento de segurança, para ele perder o medo. E funcionou.

5REZEM JUNTOS

Esta é uma ótima maneira de tranquilizar uma criança. Você pode conversar sobre santos padroeiros ou santos que atuam como intercessores maravilhosos em casos de estresse e ansiedade. Aproveite o tempo para compartilhar com seu filho a vida e os desafios do santo e peça uma ajudinha do próprio santo(a). Ao colocar os problemas do seu filho nas mãos de Deus, o fardo parecerá um pouco mais leve para que todos possam suportar.

6E SORVETE

Funcionou por gerações anteriores e, sem dúvida, funcionará para as gerações futuras. Se seu filho está se sentindo particularmente ansioso, leve-o para comer um doce ou um petisco e converse. Às vezes ajuda sair de casa para ver que o mundo tem muitas coisas maravilhosas a oferecer e que qualquer mágoa ou aborrecimento acabará por passar.


CHILD COUNTING MONEY

Leia também:
Quando, quanto e como passar a dar mesada aos seus filhos




Leia também:
Bom relacionamento a dois: o melhor que os pais podem oferecer aos filhos

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
Educação dos FilhosEstresseFamíliaFilhos
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Reportagem local
Corpo incorrupto de Santa Bernadette: o que o...
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
OLD WOMAN, WRITING
Cerith Gardiner
A carta de uma irlandesa de 107 anos sobre co...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia