Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sexta-feira 23 Julho |
Bem-aventurada Joana de Orvieto
home iconReligião
line break icon

A Guarda Suíça Pontifícia, o menor e mais antigo exército do mundo

© Musei Vaticani, Governatorato SCV

Reportagem local - publicado em 02/10/20

A Guarda Suíça é responsável pela segurança do Papa e dos edifícios papais, mas não do Estado do Vaticano em si

A Guarda Suíça compõe-se de um agrupamento de apenas cem homens. O Papa Júlio II foi quem a criou, em 22 de janeiro de 1506. Os mercenários suíços eram na época os mais famosos da Europa. Sua ação mais memorável foi proteger o Papa Clemente VII de um ataque do exército de Carlos V em 6 de maio de 1527, quando 147 soldados deram a vida pelo Pontífice.

Além de mostrar imagens raras do interior do Vaticano, o vídeo abaixo explica os requisitos necessários para ser guarda suíço, as funções da corporação, o treinamento dos guardas, seu tempo livre, sua participação em cerimônias papais e sua experiência espiritual.

Mesmo para quem não fala alemão, francês ou italiano, as impressionantes imagens a seguir valem a pena por si sós e são capazes de transmitir a essência da mensagem.

Curiosidades

– O inconfundível uniforme dos guardas suíços é confeccionado em tecido de cetim nas cores azul royal, amarelo dourado e vermelho sangue. O traje teria sido desenhado por Michelangelo, o famoso artista que também pintou a Capela Sistina.

– Este é o único grupo de soldados particulares reconhecido pela lei suíça.

– Só podem fazer parte da Guarda Suíça homens católicos, com diploma profissional ou ensino médio completo, com idade entre 18 e 30 anos e altura mínima de 1,74m. Não podem ser casados, exceto cabos, sargentos e oficiais. Eles também devem ter prestado serviço militar no exército suíço, não ter antecedentes criminais e ter uma reputação social impecável.

– O tempo de serviço de um membro da Guarda Suíça é normalmente de dois anos, mas pode se renovar até um máximo de vinte.

– A língua oficial da Guarda Suíça é o alemão.

– O lema da Guarda Suíça, em latim, é “Àcriter et fidèliter” (“Com coragem e fidelidade”).

– Seus padroeiros são três: São Martinho, São Sebastião e São Nicolau de Flue.

Bandeira e cotidiano

– A bandeira da Guarda Suíça contém o emblema pessoal do papa; assim, a corporação é a única no mundo cuja bandeira muda a cada novo chefe de estado.

– O cotidiano dos guardas inclui também as celebrações litúrgicas, com capela própria onde quem celebra é o capelão do exército papal.

– Em setembro de 1943, os nazistas ocuparam Roma e passaram a patrulhar a cidade até a Praça de São Pedro, mas não ousaram invadir o Vaticano. A Guarda tinha apenas 60 homens, então eles só podiam oferecer resistência simbólica. Além disso, o Papa Pio XII deu ordens para que a Guarda Suíça não derramasse sangue em sua defesa.

– O primeiro comandante da Guarda Suíça foi Kaspar von Silenen (1506-1517) e o atual é Christoph Graf.

– A Guarda Suíça é responsável pela segurança do Papa e dos edifícios papais, mas não do Estado do Vaticano em si. A Gendarmaria do Estado da Cidade do Vaticano encarrega-se da polícia e da segurança da Cidade-Estado, sendo responsável pela ordem pública, controle de fronteira e tráfego, investigação criminal e outras funções próprias da polícia.




Leia também:
A guarda suíça: um símbolo do cristianismo militante a serviço de Cristo Rei

Tags:
HistóriaHistória da IgrejaVaticano
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Aleteia Brasil
Sorrisão e joelhos: 2 pais brasileiros e seus bebês que emocionar...
2
CROSS;
Reportagem local
O que significa o sinal da cruz feito sobre a testa, os lábios e ...
3
Reportagem local
A arrepiante oração de uma mulher no corredor da morte por ser ca...
4
PRIEST-EUCHARIST-ELEVATION-HOST
Philip Kosloski
O que devemos rezar quando o padre eleva a hóstia e o cálice?
5
Mãe de Nina Rios, Fernanda Rocha Kanner exclui redes sociais da filha
Reportagem local
Brasil: médica exclui redes sociais da filha e recebe ataques e e...
6
Papa Francisco
Reportagem local
Papa: como não culpar Deus diante da morte de um ente querido
7
JENNIFER CHRISTIE
Jeff Christie
Minha mulher engravidou de um estuprador – e eu acolhi o bebê nas...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia