Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quarta-feira 28 Outubro |
São Sálvio
home iconHistórias Inspiradoras
line break icon

O franciscano que foi eleito "melhor professor do mundo"

Frei Peter Tabichi melhor professor do mundo

Global Education and Skills Forum / AFP

Frei Peter Tabichi, melhor professor do mundo

Francisco Vêneto - publicado em 06/10/20

O frei Peter Tabichi concorreu com 10 mil indicados de 179 países e ficou em primeiro lugar

Melhor professor do mundo: um frade franciscano que merece ser lembrado!

Nesta semana, em 4 de outubro, a Igreja celebrou o grande São Francisco de Assis. Aliás, justamente nesse dia, recebemos uma notícia ao mesmo tempo triste e bonita: um franciscano brasileiro de 96 anos, frei Policarpo Berri, partiu desta vida em plena festa do seu fundador. E não só isto: Deus o chamou instantes antes que o frade celebrasse a Santa Missa!

Nesse contexto de “notícias franciscanas”, vale a pena recordarmos outra  que, infelizmente, a “grande mídia” deixou passar quase em branco no ano passado. Trata-se do prêmio de “Melhor Professor do Mundo”. E quem o ganhou, em 2019, foi outro frade franciscano.

Melhor professor do mundo

O frei Peter Tabichi, do Quênia, recebeu o notável reconhecimento por causa do seu trabalho numa comunidade carente do país africano. Ele conseguiu, por exemplo, dobrar as matrículas na escola. Além disso, diminuiu drasticamente a evasão escolar, reduziu os casos de indisciplina de 30 para 3 por semana e ajudou 26 dos 59 alunos a ingressarem na universidade, apesar de todas as dificuldades.

O fato de influenciar positivamente a comunidade lhe rendeu, primeiramente, a indicação ao “Oscar da Educação”. Assim, ele concorreu com outros dez mil indicados de 179 países. E ficou em primeiro lugar! O frade ganhou o Global Teacher Prize 2019, da Fundação Varkey, entidade que promove a melhoria da educação para crianças carentes em todo o mundo.

A premiação aconteceu em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos. Além do troféu, o religioso franciscano recebeu 1 milhão de dólares. E, é claro, ele destinou o dinheiro a melhorar mais ainda as atividades educacionais.

franciscan, prize, teacher,
Youtube - Khaleej Times

“Viramos uma página por dia”

O frei Peter Tabichi declarou:

“Todos os dias, na África, viramos uma página e começamos um novo capítulo. E hoje é outro dia. Este prêmio, aliás, não é um reconhecimento a mim, mas sim aos jovens deste grande continente. Porque eu só estou aqui graças ao que meus alunos alcançaram. Este prêmio dá a eles uma oportunidade. E diz ao mundo que tudo é possível. A África produzirá cientistas, engenheiros, empresários. E os nomes deles, um dia, serão conhecidos em todos os cantos do mundo”.

Desafios diários

O frade franciscano é professor de Ciências na Escola Secundária Keriko Mixed Day, que fica em uma área rural do Quênia. Mesmo antes da premiação, aliás, ele já doava 80% da sua renda mensal para ajudar aos alunos mais pobres a comprarem uniformes e materiais escolares.

Muitos desses estudantes percorrem mais de 6 quilômetros por dia para chegar à escola. Além disso, 95% dos alunos vêm de famílias pobres. E mais: quase um terço deles são órfãos ou só têm um dos pais. Muitos, ainda, sequer têm comida em casa.

As turmas escolares, ademais, deveriam ter entre 35 e 40 alunos. Mas chegam a ter 80. E os desafios iam além: como a escola tinha apenas um computador com precária conexão à internet, o frei Peter precisava ir até um café para baixar o material necessário às suas aulas.

Melhor professor do mundo, mas sempre franciscano

A cerimônia de premiação foi grandiosa. O primeiro-ministro dos Emirados Árabes Unidos esteve presente. O apresentador foi o astro de cinema Hugh Jackman.

O frei Peter, no entanto, manteve a sua simplicidade e autenticidade. Ele fez questão, por exemplo, de usar o seu hábito da ordem franciscana. Essa veste tem um cordão de três nós, que simbolizam a pobreza, a castidade e a obediência.

Identidade, afinal, não se esconde, nem mesmo num mundo hostil à religião e, particularmente, ao catolicismo. Pelo contrário: o frei Peter fez tudo o que fez justamente por ser fiel e coerente com a sua identidade religiosa, católica, franciscana.

Em 2018, um brasileiro ficou entre os 10 indicados ao prêmio de melhor professor do mundo. Conheça a história dele:


TEACHER, BRAZILIAN

Leia também:
Um brasileiro entre os 10 melhores professores do mundo

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
EducaçãoIgreja CatólicaPadres
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Pe. Zezinho
Francisco Vêneto
Duas emissoras brasileiras deturpam fatos em ...
Reportagem local
Corpo incorrupto de Santa Bernadette: o que o...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia