Aleteia
Sábado 24 Outubro |
São Maglório
Atualidade

Por que o Papa Francisco é um forte candidato ao Prêmio Nobel da Paz

POPE FRANCIS AUDIENCE HAPPY

Antoine Mekary | ALETEIA

I. Media - publicado em 08/10/20

O pontífice nunca buscou receber esse reconhecimento. Porém, as ações do seu pontificado naturalmente o tornam um forte candidato

Todos os anos O Papa Francisco é cotado para o Prêmio Nobel da Paz. Isso porque, desde sua eleição em 2013, o pontífice argentino tem feito muitos gestos pela paz e justiça no mundo.

A Fratelli Tutti, sua última encíclica, por exemplo, representa um vibrante apelo à fraternidade humana e à amizade social. E pode, certamente, servir para o avanço de sua causa.

O Prêmio Nobel da Paz 2020

Criado em 1901, o Prêmio Nobel da Paz de 2020 será concedido em 9 de outubro “àquele que fez um bom trabalho pela fraternidade entre as nações e pela disseminação da paz”, resume o fundador, Alfred Nobel.

A ação incansável de Francisco para acabar com os conflitos no mundo, abolir a escravidão, a pena de morte e o uso de armas nucleares poderiam tornar o pontífice um candidato legítimo ao prêmio deste ano. Fora isso, ainda podemos citar como exemplos que vão ao encontro do objetivo do Nobel o trabalho do Santo Padre junto aos imigrantes e seus gestos de amizade com os líderes muçulmanos.

Outras iniciativas pela paz

Uma das primeiras iniciativas históricas do Papa Francisco foi, sem dúvida, a organização do encontro inter-religioso de oração. O evento colocou lado a lado os presidentes israelense e palestino nos jardins do Vaticano em 8 de junho de 2014. Alguns meses antes, porém, ele já havia convidado os cristãos a rezar pela paz no Oriente Médio. Na opinião de alguns bispos orientais, essa iniciativa impediu uma intervenção militar na Síria naquela época.

Outro grande exemplo: o Papa Francisco e a diplomacia do Vaticano também trabalharam para resolver ou aliviar uma série de crises. Entre as ações está o restabelecimento das relações diplomáticas entre Cuba e os Estados Unidos em dezembro de 2014.

De fato, em alguns casos o bispo de Roma não hesitou em se envolver pessoalmente nas questões. Foi o que aconteceu, por exemplo, em abril de 2019, quando  Francisco beijou os pés do presidente sul-sudanês Salva Kiir, um católico, e de seu oponente Riek Machar, um presbiteriano. O gesto, sem dúvida, exortou os líderes a encontrar o caminho da paz.

Contra o uso de armas nucleares

Outro argumento a favor do Sucessor de São Pedro são suas repetidas condenações ao uso de armas nucleares. Por ocasião de sua viagem ao Japão em novembro de 2019, o Papa declarou o uso dessas armas “imoral”. Em setembro de 2020, em uma mensagem de vídeo enviada à Assembleia Geral da ONU, ele afirmou que era necessário desmontar “a lógica perversa que vincula a segurança pessoal e nacional à posse de armas”.

Já Na Fratelli Tutti, seu pensamento fica perfeitamente claro. Diz Francisco: “o objetivo final da eliminação total das armas nucleares torna-se um desafio e um imperativo moral e humanitário”.

Respeito aos imigrantes

O Papa Francisco também se destacou por defender e acolher aos migrantes. Em julho de 2013, algumas semanas após sua eleição, ele fez sua primeira viagem fora de Roma para a pequena ilha de Lampedusa no sul da Itália, onde denunciou a “globalização da indiferença”. Desde então, o Vigário de Cristo não parou de renovar os seus apelos para que o mundo respeite a dignidade dos refugiados.

De forma parecida, em setembro de 2015, em meio à crise migratória, ele pediu que “cada paróquia,  comunidade religiosa,  mosteiro, ou santuário na Europa acolhesse uma família” de refugiados.

Na verdade, sua encíclica mais recente traz um novo desafio. Falando diretamente à Europa, Francisco declarou que o continente meios para assegurar assistência aos imigrantes e aceitá-los.

Denúncia da escravidão moderna

Outra campanha do Sumo Pontífice, por exemplo, é a luta contra a escravidão e o tráfico de pessoas. Em 2014, o Papa Francisco assinou uma declaração dizendo o tráfico de pessoas, o trabalho forçado, o comércio de órgãos e a prostituição são crimes contra a humanidade.

Depois disso, na Fratelli Tutti, o Pontífice se pergunta por que demorou “tanto tempo para a Igreja condenar inequivocamente a escravidão e as várias formas de violência”

Não à pena de morte

Para Francisco, a pena de morte é “inadmissível, porque fere a inviolabilidade e a dignidade da pessoa”. Em relação a este assunto, o pontífice argentino também lembrou que hoje todos os Estados podem encontrar outros meios eficazes para colocar um criminoso fora de ação.

Paz entre as religiões

O Papa Francisco também é conhecido por sua ação a favor da paz entre as religiões. Para ele, a violência não tem fundamento na religião e a vocação de todos os fiéis é “culto a Deus e amor ao próximo”. É o que ele enfatiza na Fratelli Tutti.

Em fevereiro de 2019, durante sua viagem a Abu Dhabi (Emirados Árabes Unidos), o chefe da Igreja Católica assinou – junto com Ahmad Al-Tayyeb, o grande Imam de Al-Azhar – um histórico “Documento sobre a Fraternidade Humana pela paz mundial”. Foi, portanto, um gesto poderoso em uma década marcada pelo terrorismo islâmico.

O Papa Francisco não busca prêmios

Enfim, as causas lideradas pelo Papa Francisco e sua equipe diplomática do Vaticano naturalmente o tornam um potencial candidato ao Prêmio Nobel.

No entanto, a decisão de conceder este prêmio ao chefe da Igreja Católica não deixaria de ser criticada. Sobre este assunto, o Papa varreu a questão de lado em julho de 2014, dizendo que receber esse reconhecimento algum dia não fazia parte de sua agenda. “Sem menosprezar, nunca quis receber doutorado ou prêmio”, explicou na época.


PEACE NOBEL PRIZE

Leia também:
Conheça os ativistas antinucleares já premiados com o Nobel da Paz

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
PapaPaz
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
SAINT MICHAEL
Philip Kosloski
Oração a São Miguel por proteção contra inimi...
Rosário
Philip Kosloski
Benefícios do Rosário: 3 virtudes que aprende...
Papa Pedro João Paulo II Bento XVI Francisco
Reportagem local
Pedro, João Paulo, Bento e Francisco: 4 Papas...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia