Aleteia
Sábado 24 Outubro |
São Maglório
Atualidade

Diante da pandemia do coronavírus, escolher a economia ou a saúde?

SELLER

Shutterstock | Ronaldo Almeida

César Nebot - publicado em 09/10/20

O que dizem as estatísticas sobre esse terrível dilema em um momento que o mundo enfrenta a covid?

Estamos entrando na segunda onda da pandemia do coronavírus em muitos lugares do mundo. E depois de termos superado a primeira onda da melhor maneira que pudemos, tentamos avaliar agora os graves danos na saúde e na economia que a pandemia do coronavírus implicou.

Isso nos leva ao debate entre o que deve ser priorizado, a economia ou a saúde, para enfrentar o que está por vir. De fato, há o debate sobre se as medidas de distanciamento social tomadas por muitos governos podem gerar um dano econômico desproporcional em comparação com o custo em vidas humanas que vem da pandemia.

Nesse sentido, muitas vozes políticas e acadêmicas se levantaram contra as medidas de confinamento, enfatizando que a cura poderia ser pior do que a doença. Mas, ao mesmo tempo, economistas acadêmicos europeus também são a favor dessas medidas de extrema cautela.

Este terrível dilema entre proteger a saúde ou a economia envolve um profundo problema ético. Afinal, podemos fixar um preço à vida humana? Na verdade, na primeira onda, já houve situações em que as equipes de saúde foram forçadas a priorizar quem receberia um respirador e quem não.

Dados

No entanto, se olharmos para o comportamento apresentado pelos diferentes países ao longo do segundo trimestre de 2020, os dados oferecem uma leitura interessante. Primeiramente, vejamos os dados da Organização Mundial da Saúde sobre a pandemia.

No gráfico, podemos comparar, em cada país, o número de mortes confirmadas por Covid-19 por milhão de pessoas com sua taxa de crescimento anual no último trimestre.

Assim, aqueles países com melhor desempenho em termos de saúde deveriam apresentar piores resultados econômicos. Por outro lado, aqueles que optaram pelo econômico deveriam ter um maior número de óbitos confirmados por milhão de habitantes. Isso implicaria em um gráfico no qual os países seriam distribuídos em uma diagonal crescente.

Coronavírus: economia ou saúde?

Mas não. O que apreciamos é o oposto. Há países que preservaram sua economia e ainda administraram melhor a pandemia em termos de saúde, como Polônia, Indonésia, Dinamarca ou Taiwan. Por outro lado, há aqueles que sofreram derrocada, como Reino Unido, Espanha e Peru.

Poder-se-ia investigar se o comportamento dos piores países poderia estar correlacionado com a força ou fraqueza de cada sistema de saúde pública em termos relativos. Mas não parece que nem a Espanha nem o Reino Unido tenham sistemas de saúde piores do que a média.

Supostamente, aqueles países que compartilham uma posição ao longo do mesmo eixo diagonal teriam comportamentos, instituições e estruturas semelhantes para enfrentar a pandemia.

Por exemplo, Japão e Indonésia teriam elementos semelhantes e então cada um assumiria se eles querem estar mais na origem do gráfico, dando mais prioridade à saúde ou mais longe, dando mais prioridade à economia.

Coronavírus: economia e saúde

De todas as formas, ambos têm uma relação semelhante entre a variação entre o PIB e a variação no número de mortes por Covid-19 (inclinação semelhante do eixo diagonal). Tanto o Japão quanto a Indonésia e países semelhantes, evitar a queda do PIB custa um ligeiro aumento nas mortes.

Por outro lado, França e Itália compartilhariam o mesmo eixo diagonal. Mas com uma relação entre economia e saúde tal que custaria mais mortes cair menos que o PIB do que no caso do Japão e Indonésia. No caso da Alemanha e da Dinamarca, essa taxa de sacrifício da saúde em favor da economia é menor do que na França e na Itália.

Por outro lado, na Espanha e no Reino Unido, dois dos piores países na gestão da pandemia, a taxa de sacrifício da saúde para aliviar a crise econômica é muito mais alto em termos de mortes.

Esta análise não é conclusiva. Mas permite investigar e avançar as hipóteses do debate sobre qual é a relação entre saúde e economia diante da pandemia. E também qual é o papel que diferentes governos, instituições e comportamentos têm desempenhado entre os países que justificam as diferenças de desempenho no combate à pandemia.




Leia também:
Papa: para sairmos melhores desta crise, devemos fazê-lo juntos, não sozinhos


POPE PALM SUNDAY VIRUS

Leia também:
Papa em entrevista sobre o coronavírus: “Preparem-se para tempos melhores”

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
Coronavíruscovid-19EconomiaSaúde
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
Papa Pedro João Paulo II Bento XVI Francisco
Reportagem local
Pedro, João Paulo, Bento e Francisco: 4 Papas...
SAINT MICHAEL
Philip Kosloski
Oração a São Miguel por proteção contra inimi...
Rosário
Philip Kosloski
Benefícios do Rosário: 3 virtudes que aprende...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia