Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quinta-feira 26 Novembro |
São Silvestre Guzzolini
home iconEstilo de vida
line break icon

5 hábitos adquiridos na pandemia e que todo mundo deveria manter

COMPUTER

Milan Ilic Photographer | Shutterstock

Matt Paolelli - publicado em 27/10/20

Esses novos costumes podem dar mais sentido à vida nos próximos anos

Durante a pandemia, certamente, trouxe novos hábitos. Porém, não foi só o costume de lavar mais as mãos ou viver como um eremita. Voltar ao básico e trabalhar em casa, por exemplo, me proporcionaram a capacidade de implementar alguns hábitos positivos em minha vida cotidiana. Alguns deles venho tentando dominar há anos. Mas sem sucesso.

Portanto, à medida que voltamos a um senso de normalidade, espero continuar seguindo alguns desses hábitos da pandemia. Veja alguns exemplos:

1. Conversar com os vizinhos

Naqueles gloriosos dias pré-pandemia, eu costumava ver meus vizinhos quando estava cortando a grama, empurrando meus filhos em balanços no quintal ou voltando para casa depois de fazer alguma coisa. Na maioria das vezes, eu fazia apenas um aceno ou dizia um “oizinho”, por exemplo, e só.

Entretanto, depois de ser obrigado a ficar em casa por vários meses, comecei a me tornar muito mais amigável com eles. Eu me senti como se estivesse de volta no tempo. Me peguei, então, em conversas por cima da cerca com meus vizinhos, conversas aleatórias com pessoas passeando com seus cachorros, encontros socialmente distantes na calçada com pessoas da rua. Como consequência, nosso bairro está começando a parecer mais como uma comunidade de pessoas que realmente conhecemos. Isso, sem dúvida, se tornará ainda mais verdadeiro quando pudermos passar algum tempo de qualidade um com o outro.

2. Fazer atividade física

Embora eu tenha sido um corredor casual por um bom tempo, a pandemia me elevou para o status de “corredor ávido” e eu simplesmente não me sinto bem nos dias em que não posso sair correr ou caminhar. Quando o tempo está ruim, eu corro na esteira mesmo. A propósito, também observei melhorias na pressão alta, no apetite, no humor e no sono, graças a esse aumento de exercícios.

3. Conversar com amigos distantes

Durante a pandemia, reservei uma noite por semana para uma ligação via Zoom com o primo de minha esposa e uma de nossas sobrinhas, que moram em um estado diferente. Começamos chamando-a de “noite de jogos” e jogávamos online. Como resultado, o hábito tornou-se uma necessidade terapêutica de autocuidado, bem como uma maneira de conhecer melhor esses membros da família em um nível muito mais profundo. E isso simplesmente nunca teria acontecido sem a pandemia.

Há outros amigos distantes com quem conversei via Zoom. E concordamos que não deveria haver uma doença perigosa varrendo o mundo para usarmos a tecnologia para nos reconectar. Agora que o constrangimento do bate-papo por vídeo foi superado, espero continuar a conversar com as pessoas com quem, de outra forma, perdi contato.

4. Fazer um diário de jornada

Sim, às vezes parece que cada dia desta pandemia é exatamente igual ao anterior. Mas isso não precisa tornar nossas atividades diárias menos significativas. Para ajudar a capturar os momentos mais memoráveis ​​desta época que um dia será um capítulo nos livros de história de nossos netos, eu baixei um aplicativo que me pede a cada noite para escrever algumas linhas. Assim como acontece com a corrida, tenho feito, aos trancos e barrancos, um diário da minha vida. Embora tenha que admitir que isso ainda não se tornou um hábito, acho que quando posso me limitar a escrever apenas uma anedota rápida sobre o dia, minha taxa de sucesso sobe. O ritmo interminável da vida na pandemia e o estresse de ter filhos pequenos estão causando estragos na minha memória. Então, sei que um dia vou valorizar esses breves vislumbres da vida cotidiana na época da Covid.

5. Tornar a gratidão um hábito

O traço comum dos hábitos acima é o foco na gratidão. Praticar a gratidão, portanto, é um hábito em si mesmo. Isso, porém, requer muita prática, especialmente quando a vida é mais complicada ou difícil do que gostaríamos que fosse. Reconhecer e agradecer a Deus pelos dons que Ele nos deu em meio às nossas provações nos ajuda a mudar nosso foco na reclamação, no estresse e na negatividade. Por outro lado, entram em cena a esperança, a alegria e as possibilidades do plano de Deus para nossos vidas.

Mesmo que seja a última coisa que possamos querer fazer, enfrentar mais um dia de pandemia com uma disposição consciente de gratidão pode nos ajudar a encontrar um significado maior na monotonia e na paz mais profunda em nossos corações. A bênção oculta é que todos nós temos muito tempo para começar a desenvolver esse hábito agora.


BUYING

Leia também:
A pandemia e a necessidade de se adotar outro estilo de vida

Tags:
covid-19Pandemia
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
MARYJA
Philip Kosloski
A melhor oração mariana para quando você prec...
Papa Francisco com máscara contra covid
Reportagem local
As 3 “covids” do Papa Francisco
WEB2-COMMUNION-EUCHARISTIE-HOSTIE-GODONG-DE354465C-e1605635059906.jpg
Reportagem local
Internado na UTI, Pe. Márlon Múcio continua c...
pildorasdefe.net
Por que você não vai para frente? Talvez este...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Confissão não é para contar problemas, mas para contar pecados
Pe. Gabriel Vila Verde
Confissão não é para contar problemas, mas pa...
RED WEDNESDAY
Reportagem local
Perseguição aos cristãos no mundo é denunciad...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia