Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 29 Novembro |
Bem-aventurados Dionísio da Natividade e Redento da Cruz
home iconEstilo de vida
line break icon

Os 5 maiores arrependimentos das pessoas no leito de morte

LaFamilia.info - publicado em 02/11/20

Testemunho de uma enfermeira que dedicou sua vida a cuidar de pacientes terminais

Bronnie Ware é uma enfermeira e escritora australiana que passou muitos anos da sua vida cuidando de pacientes terminais. Ela escreveu um livro intitulado “Antes de partir: uma vida transformada pelo convívio com pessoas diante da morte”, que descreve as lembranças da sua vida e como esta foi transformada pelo contato com os arrependimentos dos doentes no leito de morte.

“Durante muitos anos, trabalhei na área de cuidados paliativos. Meus pacientes eram os iam para casa para morrer. Alguns momentos incrivelmente especiais foram compartilhados. Estive com eles durante as últimas três a doze semanas de suas vidas.”

“As pessoas amadurecem muito quando enfrentam sua própria mortalidade. Aprendi a jamais subestimar a capacidade de uma pessoa de crescer. Algumas mudanças foram fenomenais. Cada um deles experimentou uma variedade de emoções, como é de se esperar: negação, medo, raiva, arrependimento, mais negação e, finalmente, a aceitação. No entanto, cada paciente encontrou sua paz antes de partir, cada um deles”, revelou Bronnie.

Quando lhe perguntaram sobre os desejos e arrependimentos que as pessoas tinham no momento da sua morte, ela revelou em seu blog os mais comuns e os que mais a impactaram:

1. Eu queria ter tido a coragem de viver uma vida fiel a mim mesmo, não a vida que os outros esperavam de mim

Este foi o lamento mais comum de todos. Quando as pessoas percebem que sua vida está a ponto de terminar e olham para trás com clareza, é fácil ver quantos sonhos não foram realizados. A maioria das pessoas não havia realizado nem a metade dos seus sonhos e tinha de morrer sabendo que isso se devia às escolhas que fizeram – ou que não fizeram.

2. Gostaria de não ter trabalhado tanto

“Isso foi comentado por todos os pacientes do sexo masculino de quem cuidei”, contou a enfermeira. Perderam a juventude dos seus filhos e a companhia de sua esposa. As mulheres também falaram deste pesar, mas, como a maioria dos pacientes era de uma geração anterior, na maior parte dos casos as mulheres cuidavam do lar. Assim, esse é um dos grandes arrependimentos no leito de morte.

3.  Eu queria ter tido coragem de expressar meus sentimentos

Muitas pessoas reprimiram seus sentimentos buscando manter a paz com os outros. Como resultado, se conformaram com uma existência medíocre e nunca chegaram a ser o que eram realmente capazes de chegar a ser. Muitas doenças se desenvolveram justamente como resultado dessa amargura e ressentimento que carregavam.

4. Eu queria ter mantido contato com os meus amigos

Muitas vezes não percebem realmente os benefícios dos velhos amigos, até depois de semanas de convalescência, e nem sempre foi possível localizá-los. Os pacientes tinham estado tão ocupados com sua própria vida, que acabaram deixando que amizades de ouro se apagassem com o passar dos anos. De fato, isso é um dos grandes arrependimentos no leito de morte.

5. Eu gostaria de ter me permitido ser mais feliz

Este é um arrependimento surpreendentemente comum. Muitas pessoas só percebem no final da vida que a felicidade é uma escolha. Percebem que passaram a existência inteira presas a padrões e hábitos antigos. O medo da mudança as fez viver fingindo que estavam contentes, diante dos outros e de si mesmas.


PRZYJACIÓŁKI

Leia também:
Vai se mudar para longe dos amigos? Alguns conselhos úteis


FOUR FRIENDS

Leia também:
3 maneiras de evitar arrependimentos no fim da vida

Tags:
MortePerdãoVida
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
POPE URBI ET ORBI
Reportagem local
Bênção Urbi et Orbi do Papa Francisco nesta s...
Folheto divulgado por Antônio Carlos da Silva
Reportagem local
Eu nasci mais ou menos em 1988: os 27 anos da...
READING
Gelsomino Del Guercio
3 regras fundamentais para os leitores da mis...
SANTUÁRIO DE APARECIDA INTERIOR BASÍLICA
Reportagem local
Suposto surto de covid-19 entre padres do San...
Jesús V. Picón
Padre com câncer terminal: perde os olhos, ma...
FATIMA
Philip Kosloski
Nossa Senhora de Fátima tem um conselho para ...
Medalha Milagrosa verdadeira ou falsa
Reportagem local
Cuidado: saiba distinguir entre a real Medalh...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia